Eduardo Manuel Martinho Vingada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nuvola apps important.svg
A tradução deste artigo ou se(c)ção está abaixo da qualidade média aceitável.
É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, tente encontrar a página original e melhore este artigo conforme o guia de tradução.
Nelo Vingada
Informações pessoais
Nome completo Eduardo Manuel Martinho Vingada
Data de nasc. 30 de Março de 1953 (61 anos)
Local de nasc. Serpa,  Portugal
Informações profissionais
Clube atual Coreia do Sul FC Seoul
Posição Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
Atlético
SU Sintrense
Belenenses
Times que treinou
1981-1982
1982-1983
1983-1984
1984-1986
1988-1991
1994
1996-1997
1997-1998
1999-2003
2004
2004-2005
2005-2007
2007
2007-2009
2009
2009
2009
2010
2011-2012
Belenenses
Académica
SU Sintrese
UD Vilafranquense
Portugal sub-20
Portugal
Saudi Arabia
Benfica (adjunto)
Marítimo
El Zamalek
Egito sub-23
Académica
Wydad Casablanca
Jordânia
Persepolis
Al-Ahly
Vitória Sport Clube
FC Seoul
Dalian Shide

Eduardo Manuel Martinho Vingada OIH (Serpa, 30 de Março de 1953) é um treinador de futebol português.

Seus primeiros passos como treinador de futebol profissional, foram em primeiro lugar no Belenenses e, na Académica de Coimbra na temporada 1982-1983, quando ele era gerente adjunto de Mário Wilson na Académica. Sintrense e o Vilafranquense foram as suas equipas a seguir como um gerente.

Na temporada 1986-87 Vingada foi apontado como um gerente assistente de Portugal Sub-20, juntamente com Carlos Queiroz. Ele foi o treinador-adjunto para a Seleção Português no Campeonato Mundial da Juventude de 1989, em Riade, tendo sido feito Oficial da Ordem do Infante D. Henrique a 22 de Março desse ano,[1] e 1991, em Lisboa, com Carlos Queiroz como treinador principal, ambos ganhos por Portugal.

Vingada foi apontado como um treinador de Portugal Sub-20 e sua equipe participaram em 1995 do Campeonato Mundial da Juventude. Neste torneio, Portugal Sub-20 terminou em terceiro lugar

Portugal equipe olímpica de futebol sob a sua gestão participada, em 1996, Atlanta Jogos Olímpicos de Verão e depois de uma vitória sobre a Tunísia (2-0) e 1-1 empates contra Argentina e Estados Unidos, que terminou em segundo lugar no Grupo A com os mesmos pontos e a meta diferença que o primeiro colocado argentinos (mas com menos gols marcados). Em seguida, nas quartas de finais, uma vitória sobre a França (2-1) após o tempo extra-lhes garantiu um lugar nas meias-finais. Mais uma vez eles jogaram contra a Argentina, mas desta vez os sul-americanos ganharam 2-0. Para a disputa da medalha de bronze, que enfrentaram um Brasil forte e cheia de estrelas mundiais, como Bebeto, Roberto Carlos, Ronaldo, Rivaldo, entre outros. Portugal foi fortemente derrotado por 5-0. Esta participação continua a este dia como o seu melhor sempre terminando com o quarto lugar.

Na temporada 1996-97, Vingada tornou-se o gerente da equipe nacional da Arábia Saudita, vencendo a Copa da Ásia em 1996, e a classificação para a Copa do Mundo de 1998, antes de ser demitido de sua posição antes da Copa do Mundo.

Nas temporadas 1997-98 e 1998-99, Vingada trabalhou como assistente de direcção para o clube português Benfica, juntamente com Graeme Souness como treinador principal.

Entre 1999 e 2003, Vingada era treinador do Marítimo, uma equipa da Madeira, e ajudou a equipe a ficar na Liga Português e qualificar uma vez para a taça Português final.

Em 2003, o português Nova Real Madrid técnico Carlos Queiroz proposta Vingada como assistente técnico em 27 de Junho. Mas a proposição de Carlos Queiroz não foi aceito [1].

Na temporada 2003-04 Vingada se tornou gerente do clube egípcio El Zamalek. Ele ajudou o time a conquistar a Premier League egípcia, a Arábia Saudita e o Egito Super Cup, e o Banco Africano Super Cup contra Wydad Casablanca, tudo em uma temporada. Mais tarde ele foi demitido de sua posição no clube devido a divergências da diretoria do clube com suas políticas de gestão controversa e seus conflitos contínuos com os melhores jogadores do clube egípcio.

Em 2004-05 temporada, ele se tornou gerente do Académica de Coimbra.

Em 2005 ele se tornou o primeiro treinador da equipa nacional U-23 de futebol egípcio. A equipe não conseguiu chegar aos Jogos Olímpicos que se realizam em Pequim, em 2008, que foi o principal alvo de sua assinatura. Embora a Associação de Futebol egípcia queria Vingada para continuar treinando a equipe, ele decidiu renunciar ao seu cargo.

No verão de 2007, Vingada assinou pelo clube marroquino Wydad Casablanca. Apenas seis semanas após ele ter assumido o novo cargo, ele surpreendentemente se demitiu do cargo. A principal razão foi que ele tinha sido abordado pela Associação de Futebol da Jordânia para substituir o recém-demitido Mahmoud El-Gohary. Vingada aceitou a oferta para treinar o time de futebol nacional e Jordânia assinaram um contrato de 16 meses com a Jordânia Football Association. Vingada mais tarde assumiu a missão de preparar a equipe da Jordânia para o Mundial FIFA 2010 Campeonato de qualificação. [2] Depois de não conseguir passar a primeira rodada das eliminatórias, Vingada decidiu renunciar ao seu cargo.

Em 9 de fevereiro de 2009, Vingada foi oficialmente nomeado como o primeiro treinador de futebol iraniana Persepolis lado [3].

Em 17 de junho de 2009, logo após 5 dias de assinar com o Al-Ahly, ele renunciou ao cargo devido a problemas familiares [4].

Em 24 de junho de 2009, ele foi nomeado como treinador Vitória SC em sua terra natal, Portugal [5] e em 7 de Outubro de 2009, o ônibus parou Vitória de Guimarães, depois de quatro meses devido a maus resultados [6], a substituição não foi nomeado ainda [7].

[Editar] FC período de Seul (2010) Em 14 de dezembro de 2009, é nomeado director do FC Seul, da Coreia do Sul. 5 de dezembro de 2010, depois de vencer um jogo para 2-1, ele se tornou o campeão da Coreia do Sul, foi a primeira vez em dez anos para o FC Seul. Vingada ganhou K-League Cup, K-League com o FC Seoul. [8] [9] [10] Seu registro K-League foi de 20 vitórias, 2 empates, 6 derrotas na temporada 2010. Sua vitória% 71% é o registro mais alto% da vitória no K-League 13 de dezembro de 2010, o FC Seoul oferecido uma extensão de contrato de um ano, mas o FC Seoul e Vingada não concordar com as condições salariais. Então Vingada voltou a Portugal [11].

Em Junho de 2009 foi anunciado como treinador do Al-Ahly, para ocupar a vaga deixada por Manuel José de Jesus,[2] no entanto poucos dias depois deixou o cargo alegando motivos familiares, sem qualquer jogo realizado.[3]

No final do mês assinou pelo Vitória Sport Clube por uma época, para colmatar a saída de Manuel Cajuda,[4] tendo permanecido no cargo só até Outubro de 2009, por resultados menos conseguidos.[5]

Referências

  1. Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas Presidência da República Portuguesa. Página visitada em 2014-07-07. "Resultado da busca de "Eduardo Manuel Martinho Vingada"."
  2. بالفيديو : فينجادا مديراً فنياً للاهلى (em árabe) Ahlyegypt.com (12 de Junho de 2009).
  3. الأهلى يوافق على اعتذار فينجادا (em árabe) Ahlyegypt.com (17 de Junho de 2009).
  4. Nelo Vingada é o novo treinadorا (em árabe) Vitoriasc.pt (25 de Junho de 2009).
  5. Comunicado Vitoriasc.pt (7 de Outubro de 2009).