Educação na Coreia do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde maio de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A educação na Coréia do Sul é considerada o principal aspecto para o sucesso do país em competitividade. Considerada pelo governo como alta prioridade, a educação é centralizada pelo governo federal desde o primeiro até o último ano escolar. A Coréia do Sul foi o primeiro país do mundo a fornecer internet banda larga em todas as escolas do país.

Jardim de infância[editar | editar código-fonte]

O jardim de infância não é administrado pelo governo. Os alunos entram na escola com idades entre 3 e 7 anos. Quase todas as escolas de jardim de infância ensinam em Coreano e em Inglês, mas algumas ensinam outras matérias em língua inglesa.

Escola Elementar[editar | editar código-fonte]

Vai do primeiro ao sexto ano, com idades entre 8 e 14 anos (entre 6 e 12 anos ocidentais), as matérias ensinadas são coreano, inglês, matemática, ciências, estudos sociais, artes, educação moral, educação física e música.

Escolas secundárias[editar | editar código-fonte]

São divididas em 3 escolas, escolas médias, altas escolas e escolas profissionais.

Escola média[editar | editar código-fonte]

Entra-se entre 12-13 até 15-16 anos, consistem em 6 aulas por dia com um tempo extra para estudos antes e depois das aulas, as matérias são as mesmas da escola elementar acrescidas de ética, economia doméstica, tecnologia e alfabeto hanja.

Alta escola[editar | editar código-fonte]

Entra-se entre 15-16 até 17-18 anos, ao contrário da escola média, algumas escolas possuem processo de seleção, essas escolas selecionam os melhores alunos da escola média. Apesar de não obrigatório, aproximadamente 97% dos alunos concluem a escola secundária

Escola profissional[editar | editar código-fonte]

Nos 2 últimos anos da alta escola é também oferecido o ensino vocacional, esse ensino é dividido em 5 áreas: agricultura, tecnologia/engenharia, comércio/negocios, marítimo/pesca e economia doméstica. Os alunos, inclusive, podem estagiar em suas áreas

Escolas terciárias[editar | editar código-fonte]

São compostos por faculdades e universidades, a forma de ingresso é através do exame unificado por suneung.

Fora da Coréia do Sul[editar | editar código-fonte]

O principal destino dos estudantes é os Estados Unidos, existem aproximadamente 100 mil estudantes sul-coreanos no país. Muitos pais investem forte em escolas privadas de ensino de Inglês para obterem certificados TEPS (na Coréia do Sul), TOEIC e TOEFL (internacionais) de proficiência em inglês. Esses testes, junto com o SAT e o ACT servem para ingresso nas universidades estadunidenses.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]