Edward Thorp

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edward Thorp
Teoria das probabilidades, operadores lineares
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Residência  Estados Unidos
Nascimento 14 de agosto de 1932 (81 anos)
Local Chicago
Atividade
Campo(s) Teoria das probabilidades, operadores lineares
Instituições Universidade da Califórnia em Irvine, Universidade Estatal do Novo México
Alma mater Universidade da Califórnia em Los Angeles
Tese 1958: Compact Linear Operators in Normed Spaces
Orientador(es) Angus Ellis Taylor

Edward Oakley Thorp (Chicago, 14 de agosto de 1932) é um matemático, gerente de fundo de cobertura e jogador de blackjack estadunidense.

Foi pioneiro em aplicações modernas da teoria das probabilidades, incluindo o aproveitamento de pequenas correlações para ganho financeiro confiável.

É autor de Beat the Dealer, o primeiro livro a provar matematicamente,[carece de fontes?] em 1962, que a vantagem da casa no blackjack pode ser superada pela contagem de cartas. Ele também desenvolveu e aplicou efetivamente técnicas de fundo de cobertura no mercado financeiro, e colaborou com Claude Shannon na criação do primeiro wearable computer.[1]

Thorp obteve o Ph.D. na Universidade da Califórnia em Los Angeles em 1958, e trabalhou no Instituto de Tecnologia de Massachusetts de 1959 a 1961. Foi professor de matemática na Universidade Estatal do Novo México de 1961 a 1965, e então da Universidade da Califórnia em Irvine, onde foi professor de matemática de 1965 a 1977 e professor de matemática e finanças de 1977 a 1982.

Pesquisa do blackjack auxiliada por computador[editar | editar código-fonte]

Ed Thorp usou um IBM 704 com o ferramenta de pesquisa, a fim de investigar as probabilidades de ganho enquanto desenvolvendo sua teoria do jogo blackjack, baseada no critério de Kelly, que ele estudou no artigo de Kelly de 1956.[2] [3] [4] [5] Ele aprendeu Fortran a fim de programar as equações necessárias para seu modelo de pesquisa teórico sobre a probabilidade de ganhar no blackjack. Desta forma Thorp pode analisar o jogo profundamente, enquanto vislumbrava um esquema de contagem de cartas com a ajuda do IBM 704, a fim de melhorar suas chances.[6]

Pesquisa aplicada em Reno, Lago Tahoe e Las Vegas[editar | editar código-fonte]

Thorp decidiu testar sua teoria na prática em Reno, Lago Tahoe e Las Vegas.[7] [4] [6]

Thorp começou sua pesquisa aplicada com US$ 10.000, com Manny Kimmel, um rico jogador profissional,[8] fornecendo o capital de risco. Primeiramente eles visitaram os estabelecimentos de Reno e Lago Tahoe, onde testaram a teoria de Thorp nas mesas locais de blackjack.[7] Os resultados experimentais foram um sucesso e sua teoria foi comprovada, pois ele ganhou US$ 11.000 em um único final de semana.[4] Ele poderia ter ganho mais durante sua incursão inicial em Las Vegas caso sua incrível capacidade de ganhar não tivesse despertado a atenção indesejada da segurança do cassino, o que levou a repetidas expulsões dos vários locais que visitou aquela noite. Os cassinos agora embaralham bem as cartas como contramedida a seus métodos. Durante suas visitas a cassinos em Las Vegas Thorp usou disfarces frequentemente, tal como óculos e barba falsa.[7] Além de suas atividades com o blackjack, Thorp montou uma equipe de bacará que também foi vencedora.[7]

A novidade rapidamente se espalhou pela comunidade do jogo, que estava ansiosa por novos métodos de ganhar, enquanto Thorp tornou-se uma celebridade instantânea entre os aficcionados pelo bkackjack. Devido à grande demanda gerada pela disseminação de seus resultados a uma ampla audiência de jogadores, ele escreveu o livro Beat the Dealer em 1962, considerado o manual original da contagem de cartas,[9] que vendeu mais de 700 mil exemplares, um número enorme para um livro deste tipo, que lhe valeu um lugar na lista de bestsellers do New York Times, para grande desgosto de Kimmel, cuja identidade foi mau disfarçada no livro como Mr. X.[4]

A pesquisa de Thorp sobre o blackjack[10] é um dos poucos exemplos onde resultados de tal pesquisa alcançaram o público diretamente, desviando completamente o processo acadêmico de revisão por pares. Além disso, Thorp tornou-se um dos poucos matemáticos aplicadas que arriscaram prejuízo financeiro em verificar uma simulação computacional. Ele afirmou que considerava todo o experimento como um exercício acadêmico.[4] Foi a primeira vez na história da computação que um computador foi usado como um auxílio de jogo.

Adicionalmente, Thorp, enquanto um professor de matemática do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, encontrou Claude Shannon, levando ele e sua mulher Betty Shannon como parceiros em incursões de final de semana a Las Vegas Strip para jogar roleta e blackjack, sendo bem sucedido.[11] A sua equipe do jogo de roleta usou pela primeira vez um wearable computer em um cassino — o que não é mais permitido.[11] [1] O wearable computer foi co-desenvolvido com Claude Shannon entre 1960-1961. A versão final do dispositivo foi testada no laboratório particular de Shannon no porão de sua casa em junho de 1961.[1] Suas realizações o levaram a se tornar um membro inaugural do Blackjack Hall of Fame.[12]

Ele também criou a "contagem Thorp", um método de calcular a probabilidade de ganhar em certas posições finais do Gamão.[13]

Mercado de ações[editar | editar código-fonte]

Desde o fim da década de 1960, Thorp usou seu conhecimento de probabilidade e estatística no mercado de ações, descobrindo e explorando uma série de anomalias de preço no mercado de valores mobiliários, conseguindo fazer uma fortuna significativa.[3] O primeiro fundo de cobertura de Thorp foi o Princeton Newport Partners. Ele é atualmernte presidente do Edward O. Thorp & Associates, sediado em Newport Beach, Califórnia. Em maio de 1998 Thorp informou que seus investimentos pessoais renderam em média 20% anualmente durante 28,5 anos.[14]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c The Invention of the First Wearable Computer. Online paper by Edward O. Thorp of Edward O. Thorp & Associates (pdf). Página visitada em 30 de janeiro de 2012.
  2. Understanding Fortune’s Formula by Edward O. Thorp Copyright 2007 Quote: "My 1962 book Beat the Dealer explained the detailed theory and practice. The “optimal” way to bet in favorable situations was an important feature. In Beat the Dealer I called this, naturally enough, “The Kelly gambling system,” since I learned about it from the 1956 paper by John L. Kelly."
  3. a b THE KELLY CRITERION IN BLACKJACK, SPORTS BETTING, AND THE STOCK MARKET by Edward O. Thorp Paper presented at: The 10th International Conference on Gambling and Risk Taking Montreal, June 1997 and paper abstract
  4. a b c d e Discovery channel documentary series: Breaking Vegas, Episode: "Professor Blackjack" with interviews by Ed and Vivian Thorp
  5. The Tech (MIT) "Thorpe, 704 Beat Blackjack" Vol. 81 No. I Cambridge, Mass., Friday, February 10, 1961
  6. a b American Scientist online: Bettor Math, article and book review by Elwyn Berlekamp via Internet Archive
  7. a b c d It's Bye! Bye! Blackjack Edward Thorp, the pensive professor above, is shaking the gambling world with a system for beating a great card game. He published it a year ago, and now the proof is in: it works David E. Scherman January 13, 1964 pp. 1–3 from SI Vault (beta)(CNN) Quotes: "The unlikely trio was soon on its way to Reno and Lake Tahoe, where Thorp's horn-rimmed glasses, dark hair and fresh, scrubbed face hardly struck terror into the pit bosses. (p. 1)", "But Edward Thorp and his computer are not done with Nevada yet. The classiest gambling game of all—just ask James Bond—is that enticing thing called baccarat, or chemin de fer. Its rules prevent a fast shuffle, and there is very little opportunity for hanky-panky. Thorp has now come up with a system to beat it, and the system seems to work. He has a baccarat team, and it is over $5,000 ahead. It has also been spotted and barred from play in two casinos. Could it be bye-bye to baccarat, too? (p. 1)" and "But disguises frequently work. Thorp himself now uses a combination of wraparound glasses and a beard to change his appearance on successive Las Vegas visits. (p. 3)"
  8. Breaking Vegas “Professor Blackjack.” Biography channel Rated: TVPG Running Time: 60 Minutes Quote: "In 1961, lifelong gambler Manny Kimmel, a "connected" New York businessman, read an article by MIT math professor Ed Thorp claiming that anyone could make a fortune at blackjack by using math theory to count cards. The mob-connected sharpie offered the young professor a deal: he would put up the money, if Thorp would put his theory to action and card-count their way to millions. From Thorp's initial research to the partnership's explosive effect on the blackjack landscape, this episode boasts fascinating facts about the game's history, colorful interviews (including with Thorp), and archival footage that evokes the timeless allure and excitement of the thriving casinos in the early `60s. "
  9. Blackjack Hero profile. Blackjackhero.com. Página visitada em 30 de janeiro de 2012.
  10. A favorable strategy for twenty-one. Proceedings of the National Academy of Sciences 47 (1961), 110-112
  11. a b Poundstone, William: ''Fortune's Formula : The Untold Story of the Scientific Betting System That Beat the Casinos and Wall Street''. Amazon.com. Página visitada em 2010-04-26.
  12. Anthony Curtis. Las Vegas Advisor on Ed Thorp. Lasvegasadvisor.com. Página visitada em 30 de janeiro de 2012.
  13. bkgm.com [1]
  14. Thorp's market activities. Webhome.idirect.com. Página visitada em 30 de janeiro de 2012.
  15. Página do livro na Amazon. Via Patterson and Thorp interview on Fresh Air, 1 de fevereiro de 2010, including excerpt "Chapter 2: The Godfather: Ed Thorp".

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.