Edward Witten

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edward Witten
Matemática, Física
Nacionalidade Estados Unidos Americano
Nascimento 26 de Agosto de 1951 (63 anos)
Local Baltimore
Cônjuge Chiara Nappi
Atividade
Campo(s) Matemática, Física
Instituições Instituto de Estudos Avançados de Princeton, Universidade Harvard, Instituto de Tecnologia da Califórnia, Universidade de Princeton
Alma mater Universidade Brandeis, Universidade de Princeton
Tese 1976: Some Problems in the Short Distance Analysis of Gauge Theories
Orientador(es) David Gross
Orientado(s) Dror Bar-Natan, Sergei Gukov, Shamit Kachru, Eva Silverstein, Cumrun Vafa, Xiao-Gang Wen
Conhecido(a) por Teoria das supercordas
Prêmio(s) Medalha Albert Einstein (1985), Medalha Dirac (1985), Medalha Fields (1990), Prêmio Dannie Heineman de Física Matemática (1998), Medalha Oskar Klein (1998), Gibbs Lecture (1998), Prêmio Nemmers de Matemática (2000), Clay Research Award (2001), Medalha Nacional de Ciências (2002), Prêmio Henri Poincaré (2006), Prêmio Crafoord (2008), Medalha Lorentz (2010), Medalha Isaac Newton (2010), Fundamental Physics Prize (2012), Prêmio Kyoto (2014)
Notas Membro da Pontifícia Academia das Ciências

Edward Witten (Baltimore, 26 de Agosto de 1951) é um matemático e físico teórico norte-americano. Atualmente é professor no Instituto de Estudos Avançados de Princeton.[1]

Foi o criador da teoria-M e recebeu a Medalha Fields em 1990.

Vida[editar | editar código-fonte]

Filho do físico Louis Witten, obteve o Bacharelado em Artes pela Universidade de Brandeis, Massachusetts, em 1971. Doutorou-se em Física na Universidade de Princeton em 1976 sob a supervisão de David Gross, Nobel de Física no ano de 2004 (compartilhado com Hugh David Politzer e Frank Wilczek). Witten dedica-se sobretudo à teoria das supercordas, trabalhando sobre a noção de supersimetria. Em 1990 recebeu a Medalha Fields, devido ao estudo que fez sobre as relações entre a geometria e a física teórica. Em 1995 desenvolveu a teoria-M uniformizando várias teorias das cordas. Em 15 de maio de 2006 foi indicado para integrar a Pontifícia Academia das Ciências.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Precedido por
Medalha Dirac do ICTP
1985
com Jakov Seldovich
Sucedido por
Yoichiro Nambu e Alexander Polyakov
Precedido por
Simon Donaldson, Gerd Faltings e Michael Freedman
Medalha Fields
1990
com Vladimir Drinfeld, Vaughan Jones e Shigefumi Mori
Sucedido por
Efim Zelmanov, Pierre-Louis Lions, Jean Bourgain e Jean-Christophe Yoccoz
Precedido por
Harry Lehmann
Prêmio Dannie Heineman de Física Matemática
1998
com Nathan Seiberg
Sucedido por
Barry McCoy, Tai Tsun Wu e Alexander Zamolodchikov
Precedido por
John Conway
Prêmio Nemmers de Matemática
2000
Sucedido por
Yakov G. Sinai