Edwin Harris Colbert

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edwin Harris Colbert
Paleontologia
Nacionalidade Brasil
Residência Estados unidos
Nascimento 28 de Setembro de 1905
Local Clarinda, Iowa
Morte 15 de novembro de 2001 (96 anos)
Local Flagstaff, Arizona
Atividade
Campo(s) Paleontologia
Instituições Museu Americano de História Natural
Museu do Norte do Arizona

Edwin Harris Colbert (28 de setembro de 1905 - 15 de novembro de 2001 [1] ) foi um paleontólogo norte-americano que se distinguiu como pesquisador de vertebrados e autor prolífico.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ele recebeu seu bacharelado na Universidade de Nebraska, e seu mestrado e doutorado da Universidade Columbia, em 1935.

Nasceu em Clarinda, Iowa. Cresceu em Maryville (Missouri) [1] . Entre os cargos que ocupou foi curador da paleontologia de vertebrados do Museu Americano de História Natural há 40 anos, e Professor emérito de Paleontologia de vertebrados da Universidade Columbia. Ele era um protegido de Henry Fairfield Osborn, e uma das maiores autoridades sobre os Dinossauros.

Por seu trabalho, Siwalik Mammals in the American Museum of Natural History, Colbert foi agraciado com a medalha Daniel Giraud Elliot da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos em 1935 [2] . Ele descreveu dezenas de novos táxons e autor de grandes revisões sistemáticas, incluindo a descoberta de mais de uma dúzia de esqueletos completos de um dinossauro pequeno e primitivo do Triássico, celófise em Ghost Ranch, no Novo México, em 1947 (uma das maiores concentrações de jazidas de dinossauros já registradas)[1] , e uma publicação da descrição e uma análise da filogenia dos Ceratopsias.

Em 1959, chefiou uma expedição ao Brasil, junto com Llewellyn Ivor Price [3] .

Seu trabalho de campo na Antártica em 1969 ajudou a solidificar a aceitação da deriva continental, por encontrar um fóssil de 220 milhões de anos de um Lystrosaurus. Sua popularidade e seus livros e textos sobre dinossauros, paleontologia e estratigrafia (com Marshall Kay) formou uma nova geração de cientistas e amadores entusiastas. Ele recebeu vários prêmios e distinções por suas muitas realizações no campo da ciência.

Tornou-se curador da paleontologia de vertebrados do Museu do Norte do Arizona, em Flagstaff, Arizona, em 1970. Junto com sua esposa Margaret, teve cinco filhos. Ele morreu em sua casa em Flagstaff [1] .

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Ele escreveu mais de 20 livros e mais de 400 artigos científicos. [1]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d e O'Connor, Anahad. - "E. H. Colbert, 96, Dies; Wrote Dinosaur Books ". - New York Times. - November 25, 2001.
  2. Daniel Giraud Elliot Medal. National Academy of Sciences. Página visitada em 16 February 2011.
  3. Livro: Os Fascinantes Caminhos da Paleontologia. Autor: Antônio Isaia.. Editora Pallotti
  • Livro: "Cronologia Histórica de Santa Maria e do extinto município de São Martinho." 1787-1933. Vol I. Autor: Romeu Beltrão, Editora Pallotti, 1958.