Edwin Luisi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Edwin Luisi
Edwin Luisi em junho de 2011
Nascimento 11 de fevereiro de 1947 (67 anos)
São Paulo, SP
Nacionalidade Brasil brasileira
Ocupação ator

Edwin Frederico Luisi (São Paulo, 11 de fevereiro de 1947) é um ator brasileiro.

Iniciou sua carreira na função de ator quando entrou na Escola de Arte Dramática, da Universidade de São Paulo. Estudou História da Arte e também o idioma francês, enquanto morava na França. Em 1977, ficou conhecido por interpretar o galã Álvaro, na novela Escrava Isaura.

Atuou também em Marquesa de Santos e Dona Beija na extinta Manchete; e a minissérie Mad Maria (2005) e a novela Sinhá Moça 2006, ambas na Rede Globo. Em 1996, atuou em Colégio Brasil, no SBT. No teatro atuou em peças como À Margem da Vida, Freud e Amadeus. Em 2006, atuou em Um Marido ideal e em Triunfo Silencioso. Em 2010 está em cartaz com a comédia Tango, Bolero e Cha Cha Cha com direção de Eloy Araújo.

No cinema fez As Alegres Comadres e Aleijadinho - Paixão, Glória e Suplício (2003). Em 2007, Edwin Luisi atuou no monólogo Eu sou minha própria mulher'' e na novela Paraíso Tropical. Em 2008, fez o seriado Casos e Acasos, da Rede Globo.

Em Maio de 2010, assinou um contrato de exclusividade com a Rede Record para participar da novela Rebelde, cuja versão brasileira é escrita por Margareth Boury, com o apoio e a parceria da Televisa, e sendo baseada na criação original de Cris Morena. Sua participação nesta novela ocorreu até 2012, quando seu personagem saiu da trama[1] . No início de 2013, assinou contrato com a Rede Globo, para participar da novela que substitui o remake de Guerra dos Sexos[2] .

Prêmios - Melhor Ator: Governo do Estado do Rio de Janeiro, Shell, Quality Brasil, APCA e Mambembe

Na televisão[editar | editar código-fonte]

No cinema[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências