Efeito Kirkendall

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O efeito Kirkendall é a migração de marcadores que ocorre quando marcadores são colocados na interface entre uma liga e um metal, e o corpo inteiro é aquecido até uma temperatura onde difusão é possível; os marcadores irão mover-se para a região da liga. Por exemplo, usando molibdênio como um marcador entre cobre e latão (uma liga cobre-zinco), átomos de molibdênio migrarão mover-se para o latão. Isto é explicado por supor-se que o zinco difunde-se mais rapidamente que o cobre, e então difunde-se para fora da liga pelo seu gradiente de potencial químico. Tal processo é impossível se a difusão é por troca direta de átomos.[1] [2]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Van Vlack, L. H. Princípios de Ciência dos Materiais. Ed. Edgard Blucher, São Paulo, 1970, pp. 92-104.
  2. Angelo Fernando Padilha; Materiais de engenharia; Hemus, 1997 - 349 páginas

Ligações externas[editar | editar código-fonte]