Efeito dos olhos vermelhos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Efeito dos olhos vermelhos
Efeito dos olhos vermelhos numa fotografia de coelhos
Em fotografias de gatos podem surgir outras cores, neste caso o verde

O efeito dos olhos vermelhos, em fotografia, consiste no surgir de pontos vermelhos nos olhos das pessoas e animais retratados em fotografias, resultantes do reflexo da luz do flash.

Em algumas espécies de animais, existe uma camada reflectora atrás da retina que melhora a visão nocturna e que aumenta este efeito. O que conduz por vezes a variações da cor da luz reflectida de espécie para espécie. Os olhos dos gatos, por exemplo, podem reflectir em fotografias de flash, a cor azul, amarela, rosa, ou verde.

Causas[editar | editar código-fonte]

Para o reflexo atingir o sensor da câmera (ou o filme, pois as convencionais também sofrem com o problema), é preciso que o ângulo de incidência do flash seja muito pequeno, o que acontece principalmente em duas situações:

  • fotos com flash de pessoas distantes - é muito raro de acontecer em câmeras compactas pois, o flash nestas tem um alcance muito reduzido. Quanto mais perto do motivo a câmera estiver, menor a probabilidade de olhos vermelhos;
  • flash muito próximo da lente - é a principal explicação para o número crescente de fotos com olhos vermelhos, com câmeras cada vez menores, o flash quase sempre fica perto demais da objetiva.

Soluções[editar | editar código-fonte]

Alguns modelos tentam reduzir o problema com o flash escamoteável, que se abre acima do corpo da câmera, mais afastado da lente. A maioria, no entanto, conta apenas com o tal modo de redução de olhos vermelhos. O que ele faz é emitir alguns rápidos disparos de luz antes do flash propriamente dito, a fim de fazer as pupilas das pessoas a serem fotografadas se contrairem, diminuindo o orifício pelo qual a luz teria que entrar e ser refletida de volta para a câmera. Na prática, ajuda muito pouco. Partindo deste mesmo princípio, para diminuir o aparecimento de olhos vermelhos acende-se as luzes do ambiente antes de fotografar, mesmo quando o flash for capaz de iluminar a cena adequadamente. É muito mais provável encontrar olhos vermelhos em fotos tiradas no escuro, onde as pessoas estavam com as pupilas totalmente dilatadas, do que em ambientes bem iluminados.

Quanto mais afastado estiver o flash da objectiva, melhor. Assim, um flash externo será sempre uma melhoria.

De outra forma, o reflexo pode ser evitado com o ângulo da luz. Para isso, pode-se ver flashes consideravelmente maiores, que normalmente são apontados para o teto, numa técnica chamada de "bounce" (literalmente ressalto), a luz é reflectida noutra superfície e consegue-se uma iluminação mais natural, difusa e, mais importante neste contexto, que não é reflectida para a objectiva. Neste efeito, convém assegurar um ângulo próximo de 45º.

Portal A Wikipédia possui o portal: