Electronicore

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Electronic Hardcore
Origens estilísticas Post-hardcore, metalcore, música eletrônica
Contexto cultural Começo da década de 2000 na América do Norte
Instrumentos típicos Vocal, Guitarra, Baixo, Bateria, Teclado, Sintetizador, Sequenciador, Auto-Tune
Popularidade Moderada a partir de 2000
Outros tópicos
Rock eletrônico

Electronicore (também conhecido como SynthCore ou trancecore)[1] [2] descreve uma fusão estilística de post-hardcore e metalcore com a música eletrônica,[1] [2] [3] especificamente electronica.[4] [5] [6] Esta fusão tem as bandas mais notáveis ​oriundas da Inglaterra,[7] [8] Estados Unidos,[4] [6] Canadá,[9] França,[10] e Hong Kong.[11]

Popularidade moderada[editar | editar código-fonte]

Sumerian Records observa que "tem havido um excesso de música eletrônica/hardcore nos últimos tempos".[5] I See Stars é frequentemente reconhecido como uma das melhores bandas do estilo.[4] [5] [1] [3] O álbum de estréia da banda, 3-D, era popular "entre a cena SynthCore".[1] Enter Shikari é uma banda de electronicore que se formou em 2003 em St Albans, Inglaterra.[12] O grupo recebeu plays internacionais nas rádios e um número substancial de prêmios musicais, desde a Kerrang!, NME, Rock Sound e Prêmios BT Digital.[13] [14] [15] Eles expressam uma relação com os gêneros de música eletrônica, como trance e têm sido referidos como os "reis do trancecore". Seu segundo álbum, intitulado Common Dreads, foi lançado em 15 de Junho de 2009 e estreou na parada de álbuns do Reino Unido em 16.[16]

A coletânea Punk Goes Pop 4, um dos muitos álbuns da seríe Punk Goes... , "apresenta algumas das melhores músicas pop que está sendo executada hoje por vários artistas de metalcore, post-hardcore e electronicore".[17] Altsounds, uma revista de música independente, observou que houve um aumento "súbito no valor de bandas combinando estilos eletrônicos e metal em sua música. "O artigo observou que muitas das bandas que criaram música para o Punk Goes Pop 4 têm características incorporadas de electronicore, especificamente I See Stars, Woe, Is Me, e Chunk! No, Captain Chunk!.[10]

Características[editar | editar código-fonte]

Electronicore é caracterizado pela instrumentação de post-hardcore típica, metalcore-influenciados breakdowns, sintetizadores, vocais-auto tunados, e vocais guturais.[1] [3] [2] [9] Além de música eletrônica, a fusão pode envolver uma variedade de outros gêneros de música eletrônica, incluindo techno,[7] [8] transe,[18] dubstep,[1] electro,[19] e dança.[9] [10]

Lista de bandas de Electronicore[editar | editar código-fonte]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Estilos musicais relacionados[editar | editar código-fonte]

Outros tópicos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j Pio, Gabriel (Staff member). I See Stars - The End of the World Party. TheNewReview.net. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  2. a b c I See Stars News – I See Stars – 3D Review. Artists.letssingit.com (2009–08–18). Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  3. a b c d Duffy, Grace (Staff member). REVIEW: I SEE STARS – END OF THE WORLD PARTY. Under the Gun Reviews. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  4. a b c d Birchmeier, Jason. I See Stars - Biography. Allmusic. Rovi Corporation. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  5. a b c d I See Stars on Sumerian Records. Sumerian Records. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  6. a b c Birchmeier, Jason. Sky Eats Airplane - Biography. Allmusic. Rovi Corporation. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  7. a b c Freeman, Phil. Asking Alexandria - Reckless & Relentless. AltPress.com. Alternative Press. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  8. a b c Freeman, Phil. Stand Up and Scream. Allmusic. Rovi Corporation. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  9. a b c d Heaney, Gregory. Abandon All Ships - Biography. Allmusic. Rovi Corporation. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  10. a b c d Candi H, Altsounds Punk Goes Pop - Vol. Album Review
  11. BLΛK - Bitetone. Bitetone Magazine. Bitetone. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  12. a b James Birtles, The Mancunion Album: Enter Shikari – A Flash Flood of Colour
  13. Kerrang! Awards 2006 Blog: Best British Newcomer. Kerrang.typepad.com. Página visitada em 2012-10-08.
  14. Mike Diver. NME Awards: winners in full.
  15. Muse win BT Digital Music Award.
  16. Radio 1 - The Official Chart with Reggie Yates - The Official UK Top 40 Albums Chart. BBC. Página visitada em 2012-10-08.
  17. Punk Goes Pop A Fourth Time, New Installment Is Out Now
  18. a b Enter Shikari: "Kings of Trancecore". PureGrainAudio. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  19. Carino, Paula. Common Dreads. Allmusic. Rovi Corporation. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  20. Bryan, Beverly. All For A Vision's Clear-eyed HK Electro Rock. MTV IGGY. MTV. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  21. Arsonists Get All the Girls - Portals Sputnikmusic Review
  22. Hidden, Chris. ATTACK ATTACK! - ATTACK ATTACK!. Rock Sound Magazine. Rock Sound. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  23. Featured Artist: Jamies Elsewhere « Audiopinions. Audiopinions.net. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  24. Newsflash from www.visions.de
  25. Musicserver - Get Infected Tour zabouří už za párd ní v Praze
  26. a b Loftus, Johnny. HORSE the Band - Biography. Allmusic. Rovi Corporation. Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  27. Payne, Will B. (14-02-2006). Nintendo Rock: Nostalgia or Sound of the Future. The Harvard Crimson. Página visitada em 2012-10-08.
  28. Wright (2010-12-9). Subgenre(s) of the Week: Nintendocore (feat. Holiday Pop). The Quest. Página visitada em 2012-10-08.
  29. Horse The Band, Super 8 Bit Brothers, Endless Hallway ,and Oceana. The A. V. Club. The Onion (8 de Novembro de 2010). Página visitada em 8 de Outubro de 2012.
  30. Turull, Alisha (6 de Outubro de 2009). New Releases: Lita Ford, the Fall of Troy, Horse the band, Immortal, Inhale Exhale. Noisecreep. AOL. Página visitada em 8 e Outubro de 2012.
  31. Gail, Leor. "Scrunk happens: We're not fans, but the kids seem to like it", The Boston Phoenix, 14 de Julho de 2009. Página visitada em 2012-10-08.
  32. Interview with J. Amaretto of DHR, WAX Magazine, issue 5, 1995. Included in liner notes of Digital Hardcore Recordings, Harder Than the Rest!!! compilation CD.
  33. Alec Empire. on the Digital Hardcore scene and its origins, Indymedia.ie, 2006-12-28. Visitada em 2012-10-08.