Eleição da cidade-sede dos Jogos Olímpicos de Verão de 2020

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sports icon.png
Este artigo ou seção contém informações sobre um evento desportivo que ainda não ocorreu.
É provável que contenha informações de natureza especulativa, e seu conteúdo pode mudar drasticamente à medida que novas informações estiverem disponíveis.
Eleição da cidade-sede
Jogos Olímpicos de
Verão de 2020
2020 Bidding cities.png
Mapa das cidades candidatas
(clique na imagem para ampliar)
Sessão
Argentina Buenos Aires, Argentina
125ª Sessão do COI
Data da escolha
7 de setembro de 2013
Resultado
Vencedor Japão Tóquio - 60 votos
2º colocado Turquia Istambul - 36 votos
Olympic rings with transparent rims.svg

O processo de eleição da cidade-sede dos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 está acontecendo entre 2011 e 2013, devendo ser encerrado com o anúncio da cidade pelo presidente do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, em 7 de setembro de 2013 na cidade de Buenos Aires, Argentina.[1]

Seis cidades foram apresentadas por seus respectivos Comitês Olímpicos Nacionais (CONs) para concorrer aos Jogos. Roma se retirou em fevereiro de 2012 por falta de apoio governamental.[2] [3] As cidades aplicantes estão localizadas em dois continentes: Europa e Ásia. Em 2020 fará doze anos que os Jogos Olímpicos de Verão foram sediados por uma cidade asiática (Pequim 2008) e oito anos que foram sediados por uma cidade europeia (Londres 2012). Uma das cidades concorrentes, Tóquio, já sediou os Jogos Olímpicos de Verão em 1964. É a primeira vez em vinte anos que nenhuma cidade da América entra na disputa para sediar os Jogos. Baku, Doha, Madri e Tóquio foram postulantes para a edição de 2016, vencida pela cidade do Rio de Janeiro.

Na eleição realizada em 7 de setembro, a cidade de Tóquio foi a escolhida para sede dos Jogos, após uma disputa final com Istambul, depois da eliminação de Madri na primeira rodada de votações finais.[4]

Processo de eleição[editar | editar código-fonte]

O processo de eleição da cidade-sede de uma edição dos Jogos Olímpicos dura sete anos, começando com a inscrição da cidade postulante, através de seu Comitê Olímpico Nacional, e terminando com a eleição da sede, realizada durante uma Sessão do COI. O processo é regido pela Carta Olímpica, em seu quinto capítulo.[5] Após o prazo de inscrições, as cidades postulantes respondem a um questionário com temas importantes para uma organização bem sucedida. Após um estudo detalhado dos questionários, o Comitê Executivo do COI seleciona as cidades classificadas para a fase seguinte, as candidatas oficiais.[6] Na segunda fase, as cidades candidatas respondem a outro questionário, mais detalhado.[7] Esses documentos são cuidadosamente estudados pela Comissão Avaliadora do COI, que também faz inspeções de quatro dias em cada uma das cidades candidatas, nas quais verifica os locais de competição planejados e conhece detalhes dos projetos. A Comissão Avaliadora divulga, cerca de um mês antes da Sessão em que vai ocorrer a votação, um relatório com as impressões do grupo.[7] Na Sessão do COI em que ocorre a eleição, os membros ativos do Comitê Olímpico (excluindo os honorários) têm direito a um voto cada. Membros de países com cidades candidatas não podem votar enquanto estas não forem eliminadas. O processo é repetido quantas vezes for preciso até que uma candidata atinja a maioria absoluta dos votos. Se isso não acontecer na primeira rodada, a cidade com menos votos é eliminada e uma nova sessão começa. Em caso de empate no último lugar, uma rodada extra ocorre para desfazê-lo, com a vencedora se classificando para a seguinte. A cada rodada o nome da cidade eliminada é anunciado. Após o anúncio final, a cidade-sede eleita assina o "Contrato de Cidade-sede" com o COI, que delega as responsabilidades de organizar os Jogos ao país e ao seu respectivo CON.[8]

Cronograma[editar | editar código-fonte]

Data Evento
16 de maio de 2011 Envio de cartas-convite aos Comitês Olímpicos Nacionais.
1 de setembro de 2011 Encerramento do prazo de inscrição para as cidades postulantes.
Outubro de 2011 Seminário de informação.
15 de fevereiro de 2012 Apresentação dos questionários de aplicação e das cartas de garantia ao COI.
Maio de 2012 Divulgação das Cidades Candidatas.
Janeiro de 2013 Apresentação dos livros de candidatura (bidbooks).
Março a Abril de 2013 Visitas de avaliação às cidades candidatas.
Junho de 2013 Publicação do Relatório da Comissão Avaliadora, com as impressões sobre as cidades candidatas.
7 de setembro de 2013 Eleição da sede dos Jogos Olímpicos de 2020 em Buenos Aires, Argentina.

Potenciais Candidatas[editar | editar código-fonte]

Dubai preferiu priorizar a disputa por 2024.

As cidades a seguir cogitaram candidatura, mas não chegaram a anunciar formalmente suas intenções:

As seguintes cidades acenaram com propostas de candidatura, mas desistiram antes do prazo de 1 de setembro de 2011:

  • República Checa Praga, República Tcheca, cancelou seus planos devido ao pouco apoio político.[24]
  • Roménia Bucareste, Romênia, teve sua candidatura rejeitada em 17 de dezembro de 2010 pelo conselho da cidade.[25]
  • Japão Hiroshima/Nagasaki, Japão, tinham uma proposta de candidatura conjunta, rejeitada pelo Comitê Olímpico Japonês. Após insistir numa candidatura solo, em 22 de maio de 2011 Hiroshima retirou formalmente suas intenções por falta de apoio público.[26]
  • Emirados Árabes Unidos Dubai, Emirados Árabes Unidos, teve seu plano de candidatura cancelado pelo governo em 29 de julho de 2011, alegando prioridade para os Jogos de 2024.[29]
  • Canadá Toronto, Canadá, cogitou uma candidatura para 2020, mas anunciou em 11 de agosto de 2011 que não iria se candidatar em razão de problemas financeiros, apesar do apoio público.[30]
  • África do Sul Durban, África do Sul, teve sua candidatura cancelada em 26 de maio de 2011, após o presidente do Comitê Olímpico da África do Sul declarar que o governo decidiu "consolidar as conquistas da Copa do Mundo de 2010", combatendo a pobreza e prestando serviços básicos para a população.[31]
  • Rússia São Petersburgo, Rússia decidiu não concorrer, apesar de ter discutido o plano com o chefe do Comitê Olímpico Russo. A cidade retirou-se em 22 de agosto de 2011, preferindo concentrar-se para os Jogos de 2024 ou de 2028.[32]
  • Estados Unidos Várias cidades dos Estados Unidos estavam interessadas em se candidatar, mas o USOC declarou que o país não lançaria candidatura por questões financeiras.[33] [34] Em 29 de agosto de 2012, foi divulgado que Las Vegas propôs uma candidatura ao COI sem o consentimento do USOC, mas esta foi rejeitada.[35]

Candidaturas canceladas[editar | editar código-fonte]

Itália Roma[editar | editar código-fonte]

Indicada pelo CONI em 19 de maio de 2010.[36] [37] Em 14 de fevereiro de 2012, um dia antes de apresentar as garantias governamentais ao COI, a candidatura de Roma foi reprovada pelo primeiro-ministro italiano Mario Monti, ocasionando a exclusão da cidade europeia da disputa pelos Jogos de Olímpicos de Verão de 2020.[38]

Avaliação das cidades postulantes[editar | editar código-fonte]

Em 23 de maio de 2010, após reunião em Quebec, no Canadá, o COI divulgou as cidades eliminadas e as classificadas para continuar na disputa[39] :

Postulantes[editar | editar código-fonte]

Azerbaijão Baku, Azerbaijão[editar | editar código-fonte]

Foi anunciada em 1 de setembro de 2011,extamente no último dia do prazo para a proposta de postulações.[42] Baku apresentou seu dossiê de candidatura em 1 de fevereiro de 2012[43] , mesmo mês em que a Assembleia Nacional do Azerbaijão votou a favor da candidatura.[44] A cidade se ofereceu para sediar os Jogos Olímpicos de 2016, mas foi eliminada da segunda etapa da disputa.[45]

Catar Doha, Qatar[editar | editar código-fonte]

Em 26 de agosto de 2011, Doha anunciou sua postulação aos Jogos de 2020.[46] [47] A cidade já havia sido postulante para os Jogos Olímpicos de 2016, mas foi eliminada na fase de cortes.[45]

Candidatas[editar | editar código-fonte]

Candidatura de Madri para os Jogos Olímpicos de Verão de 2020 Candidatura de Istambul para os Jogos Olímpicos de Verão de 2020 Candidatura de Tóquio para os Jogos Olímpicos de Verão de 2020
Cidades candidatas e países

As cidades candidatas aos Jogos Olímpicos de 2020 são, por ordem de sorteio:[48]

Turquia Istambul[editar | editar código-fonte]

Indicada em 7 de julho de 2011 na 123ª Sessão do COI, na África do Sul, foi confirmada pelo primeiro-ministro turco no dia 25 do mesmo mês.[49] [50]

Japão Tóquio[editar | editar código-fonte]

Indicada pelo Comitê Olímpico Japonês em 23 de junho de 2011.[51]

Espanha Madrid[editar | editar código-fonte]

Indicada pelo Comitê Executivo do COE em 1 de junho de 2011.[52]

Avaliação das cidades candidatas[editar | editar código-fonte]

Em 7 de janeiro de 2013, as cidades candidatas apresentaram os livros de candidatura detalhando suas propostas, tais como instalações esportivas, infraestrutura, financiamento e outros itens que necessitam ser analisados antes da avaliação in loco.[53] No mesmo dia, o Comitê Olímpico Internacional divulgou o cronograma de visitas que será cumprido pela comissão avaliadora da entidade:[54]

  • Japão Tóquio - 4 a 7 de março.
  • Espanha Madri - 18 a 21 de março.
  • Turquia Istambul - 24 a 27 de março.

Resultado[editar | editar código-fonte]

Cidade NOC 1ª rodada Desempate 2ª rodada
Tóquio  Japão 42 60
Istambul  Turquia 26 49 36
Madri  Espanha 26 45


Referências

  1. Comitê Olímpico Internacional (23 de maio de 2011). Bid process opens for Games of the XXXII Olympiad in 2020 (em inglês). Visitado em 28 de maio de 2011.
  2. Comitê Olímpico Internacional (2 de setembro de 2011). Six Applicant Cities for the 2020 Olympic Games (em inglês). Visitado em 22 de dezembro de 2011.
  3. Paraná Online (14 de fevereiro de 2012). Governo italiano não apóia candidatura olímpica de Roma (em português). Visitado em 14 de fevereiro de 2012.
  4. Madrid se queda sin unos Juegos que acogerá Tokio El Pais. Visitado em 07/09/2013.
  5. Comitê Olímpico Internacional (1 de setembro de 2004). Carta Olímpica (PDF) (em inglês). Visitado em 29 de maio de 2009.
  6. Comitê Olímpico Internacional. Choice of the Host City (em inglês). Visitado em 10 de outubro de 2009.
  7. a b Comitê Olímpico Internacional. 2016 Candidature Procedure and Questionnaire (em inglês). Visitado em 16 de setembro de 2009.
  8. Comitê Olímpico Internacional. Organising Committees for the Olympic Games (em inglês). Visitado em 10 de outubro de 2009.
  9. Wayne Smith (5 de agosto de 2008). Government backs AOC plan for Brisbane Olympics (em inglês).
  10. Proposal: the Brisbane Expo 2020 Olympiad. (em inglês).
  11. Título não preenchido, favor adicionar (31 de março de 2011).
  12. Título não preenchido, favor adicionar (em inglês).
  13. Act on the Preparation of the Budapest Olympic Bid (em inglês) (18 de dezembro de 2008).
  14. Delhi will bid for 2020 Olympics (em inglês) (28 de abril de 2007).
  15. Título não preenchido, favor adicionar (em inglês).
  16. Título não preenchido, favor adicionar (em inglês) (28 de março de 2011).
  17. Kuala Lumpur set to be city where 2022 Winter Olympics decided
  18. Quiere México los Juegos Olímpicos 2020 (em espanhol).
  19. Quiere Emilio González unos Juegos Olímpicos oem.com.mx.
  20. Título não preenchido, favor adicionar (em inglês) (31 de março de 2011).
  21. Lisbon 2016 or 2020 Esporte.uol.com.br (27 de novembro de 2004). Visitado em 18 de julho de 2012.
  22. Artificial island in plans for 2020 Lisbon bid Dn.sapo.pt. Visitado em 5 de março de 2012.
  23. Ojective: Lisbon 2020 Risco4.wordpress.com. Visitado em 18 de julho de 2012.
  24. It’s Official – Prague Out Of 2020 Bid
  25. Bucharest will not host the Summer Olympic Games in 2020 / General counsellors rejected the project – Bucharest HotNews.ro. Visitado em May 2, 2011.
  26. Gamesbids -, Staff. Hiroshima Backs out 2020 Gamesbids.com. Visitado em May 22, 2011.
  27. http://mdn.mainichi.jp/mdnnews/sports/news/20110708p2g00m0sp103000c.html
  28. France rules out 2020 Olympic Games bid, USA Today, July 12, 2011 USA Today (12 July 2011). Visitado em 18 de julho de 2012.
  29. AFP. Dubai retracts bid for 2020 Olympics (em inglês). Visitado em 29 de julho de 2011.
  30. "Toronto won't bid for 2020 Olympics". CBC News, 11 de agosto de 2011.
  31. "South Africa rules out bid for 2020 summer Olympics", BBC News, May 26, 2011. Página visitada em May 26, 2011.
  32. Петербург решил не претендовать на проведение Олимпиады-2020 (em russian) Rosbalt.ru. Visitado em 18 de julho de 2012.
  33. US pulls out of bid for 2020 Summer Olympics – Olympics – ESPN ESPN (22 August 2011). Visitado em 18 de julho de 2012.
  34. USOC confirms – United States won't bid for 2020 Olympics GamesBids.com. Visitado em 18 de julho de 2012.
  35. Exclusive: Las Vegas submitted 2020 Olympic bid to IOC without USOC Concurrence GamesBids.com. Visitado em 18 de julho de 2012.
  36. GamesBids.com. Rome Is Italy's Candidate In 2020 Summer Games Bid (em inglês).
  37. 2020roma.it. ROMA 2020 - Sala Stampa e News - News (em italiano).
  38. Paraná Online. Governo italiano não apóia candidatura olímpica de Roma. Visitado em 14 de fevereiro de 2012.
  39. BBC. Título não preenchido, favor adicionar. Visitado em 24 de maio de 2012.
  40. Doha launches bid for 2020 Olympics (em inglês). Visitado em 26/08/2011.
  41. Baku nominated to host 2020 Summer Olympics (em inglês). Visitado em 01-09-2011.
  42. Azerbaijan bids for 2020 Olympics in Baku ESPN. Visitado em 17 de julho de 2012.
  43. Azerbaijan Submits Baku 2020 Bid Application To IOC
  44. Azerbaijani Parliament Supports Baku 2020 Gamesbids.com. Visitado em 17 de julho de 2012.
  45. a b Globoesporte.com (4 de junho de 2008). Rio de Janeiro tem a pior nota entre as cidades finalistas para os Jogos de 2016 (em português). Visitado em 17 de julho de 2012.
  46. Doha launches bid for 2020 Olympics | Doha Stadium Plus Dohastadiumplusqatar.com. Visitado em 17 de julho de 2012.
  47. Qatar’s Doha officially launches bid for 2020 Olympics English.alarabiya.net (17 de julho de 2012).
  48. Games organisers present activity reports to IOC Executive Board Olympic.org. Visitado em 17 de julho 2012.
  49. Istanbul To Bid Again. Visitado em 09-07-2011.
  50. Turkey Prime Minister confirms Istanbul bid for 2020 Olympics (em inglês). Visitado em 25-07-2011.
  51. Tokyo bid backed by Japan Olympic family. Visitado em 09-07-2011.
  52. La Ejecutiva del COE aprobaría la candidatura de Madrid 2020 (em spanish) La Vanguardia (2011-06-01). Visitado em 2011-06-13.
  53. Al Jazeera. Cities submit Olympic 2020 bids (em English). Visitado em 07 de janeiro de 2013.
  54. Blog Rio 2016. E o Rio já passou por isso.... Visitado em 07 de janeiro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]