Eleição municipal de São Paulo em 2012

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
2008 Brasil 2016
Eleição municipal de São Paulo em 2012 Bandeira da cidade de São Paulo.svg
28 de outubro de 2012
Segundo turno
Fernando Haddad na CMSP.JPG José Serra no Rio.jpg
Candidato Fernando Haddad José Serra
Partido PT PSDB
Natural de São Paulo São Paulo
Vice Nádia Campeão Alexandre Schneider
Votos 3 387 720 2 708 768
Porcentagem 55,57% 44,43%
Resultado da eleição municipal de São Paulo em 2012 por bairros (2º turno).png
Resultado da eleição por bairros.


Brasão da cidade de São Paulo.svg
Prefeito de São Paulo

A eleição municipal da cidade brasileira de São Paulo ocorreu em 7 de Outubro e 28 de Outubro (2º turno para prefeito) de 2012 para eleger um prefeito, um vice-prefeito e 55 vereadores para a administração da cidade. O atual prefeito é Gilberto Kassab, do PSD, que terminará seu mandato em 31 de dezembro de 2012 e não pode concorrer à reeleição. O prefeito eleito foi Fernando Haddad do PT, com 55,57% dos votos válidos, enquanto José Serra do PSDB foi derrotado com 44,43% dos votos válidos.

Candidatos[editar | editar código-fonte]

Pré-candidatos[editar | editar código-fonte]

Os pré-candidatos são aqueles que disputam a indicação do partido para ser candidato oficialmente. Abaixo, as disputas internas por partido ordenado por ordem alfabética de sigla.[2]

Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB)[editar | editar código-fonte]

Inicialmente, o candidato pemedebista era o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo Paulo Skaf, mas após a entrada do deputado federal Gabriel Chalita que recebeu maior apoio do partido e apoio de Michel Temer, Skaf anunciou no final de 2011 que não seria mais candidato. Então, Chalita consolidou-se no partido.[3] No dia 24 de junho, foi homologada na praça da Sé a candidatura de Chalita pela coligação do PMDB com o Partido Social Cristão (PSC), o Partido Trabalhista Cristão (PTC) e o Partido Social Liberal (PSL). Num ataque ao tucano José Serra, Chalita apresentou o seu jingle de campanha: "Ele tem palavra e cumpre com seu juramento, é São Paulo em primeiro lugar, é São Paulo 100%". A provocação ocorre porque Serra renunciou ao cargo de prefeito de São Paulo em 2006 com menos de um ano e meio para se candidatar a governador. Conforme a coligação, Chalita terá 4 minutos e 40 segundos na horário de propaganda eleitoral gratuita da TV. Também foi criticado a aliança do PT com o PP pela utilização da "máquina pública".[4] Para vice-prefeito na chapa, não foi apresentado de imediato, mas as especulações afirmavam a possibilidade de ser alguém do mesmo partido de Chalita, sendo que o deputado estadual Jooji Hato colocou-se a disposição.[5] Quatro dias após a convenção, a médica Marianne Pinotti foi indicada a vice na chapa.[6]

Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB)[editar | editar código-fonte]

Em 25 de março de 2012, José Serra venceu as prévias do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) com 3 176 votos (52%). Os outros candidatos a nomeação ao governo da cidade de São Paulo eram o secretário estadual de Energia José Aníbal que recebeu 1 902 votos (31%) e o deputado federal Ricardo Tripoli com 1 018 votos (16%). Houve 133 votos brancos e nulos. A votação aconteceu em 58 diretórios das 9 às 15 horas. 6 229 pessoas participaram de um total de 20 500 filiados. José Serra anunciou a entrada na disputa em 28 de fevereiro, e as prévias que deveriam ter ocorridas em 4 de março foram adiadas a pedido de Serra para que ele tivesse mais tempo para se organizar, o que acabou trazendo um pouco de transtorno no partido.[7] [8] O secretário estadual do Meio Ambiente Bruno Covas e o secretário estadual da Cultura Andrea Matarazzo desistiram da disputa para apoiarem José Serra. Nas prévias tucanas foram gastos cerca de 300 mil reais. Os militantes do PSDB acreditavam que Serra iria vencer a eleição interna do partido com grande quantidade de votos, a cerca de 70%.[9] [10] [11] [12] [13] .

Para a candidatura a vice-prefeito, o atual prefeito Gilberto Kassab do Partido Social Democrático (PSD) deixou "à disposição" cinco secretários: Alda Marco Antônio (Assitência Social e vice-prefeita), Alexandre Alves Schneider (Educação), Miguel Bucalem (Desenvolvimento Urbano), Marcelo Cardinale Branco (Transportes) e Eduardo Jorge (do Partido Verde, secretário de Meio Ambiente). O Democratas (DEM) declarou que só apoiaria o PSDB se tivesse a vaga de vice ocupada por um membro do DEM, porém acabou cedendo. A definição do vice aconteceu após a convenção do partido, em junho.[9] Mesmo com a pressão dos aliados, o então secretário municipal da educação do município de São Paulo, Alexandre Schneider, do Partido Social Democrático, (PSD) foi escolhido como vice de Serra.[14]

O PSDB firmou coligação com o Partido Social Democrático (PSD), Democratas (DEM), Partido da República (PR) e o Partido Verde (PV).[15]

Partido Socialismo e Liberdade (PSOL)[editar | editar código-fonte]

A conferência eleitoral do PSOL confirmou na tarde de 31 de março de 2012, o deputado estadual Carlos Giannazi como candidato do partido à prefeitura de São Paulo. Giannazi recebeu os votos de 66 delegados, o deputado federal Ivan Valente obteve 58 votos e Odilon Guedes 3. Antes da conferência, foram feitas seis plenárias que reuniram 1 270 filiados. Nos encontros, houve debate entre os três pré-candidatos e a votação direta dos militantes.[16]

Partido dos Trabalhadores (PT)[editar | editar código-fonte]

Entre os ministros do governo Dilma, foi cogitado uma possível pré-candidatura do ministro da Educação Fernando Haddad e o ministro da Ciência e Tecnologia Aloizio Mercadante. Dilma deu apoio a Haddad que deixou o ministério para se candidatar, e Mercadante anunciou que não deixaria o ministério negando uma possível candidatura. Os senadores Marta Suplicy e Eduardo Suplicy e os deputados federais Carlos Zarattini e Jilmar Tatto apresentaram-se como candidatos, mas os quatro desistiram; fazendo sobrar apenas Haddad. O PT quis evitar as primárias fazendo a decisão da escolha por um consenso.[17] [18]

A deputada federal Luiza Erundina foi indicada na chapa para vice de Haddad, mas recusou o convite, alegando não se sentir bem fazendo parte da coligação com o Partido Progressista (PP) de Paulo Maluf; onde um aliado do PP paulista conseguiu um cargo numa secretaria do Ministério das Cidades.[19] [20] Após a desistência de Erundina, que disse continuar apoiando Haddad, a ex-secretária de Esportes Nádia Campeão (PCdoB) foi escolhida para integrar a chapa como vice.[21] [22] O Partido Comunista do Brasil tinha como pré-candidato Netinho de Paula, mas após desistência deste, o PCdoB preferiu uma aliança com Haddad.[23]

Outros[editar | editar código-fonte]

No dia 30 de junho, Celso Russomano foi oficializado pelo Partido Republicano Brasileiro (PRB) como candidato a prefeito. Luiz Flávio Borges D’Urso do Partido Trabalhista Brasileiro aceitou ser candidato a vice de Celso. Anteriormente, Luiz era candidato a prefeito.

O Partido Popular Socialista (PPS) lançou Soninha Francine a prefeita com Lucas Albano do Partido da Mobilização Nacional (PMN) a vice, com o slogan "Um Sinal Verde para São Paulo".[24]

Candidatos oficiais[editar | editar código-fonte]

Candidato[25] Partido Vice Coligação Ideologia
16 Ana Luiza de Figueiredo Gomes PSTU Wilson Aparecido Ribeiro (PSTU) Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado Socialismo, Trotskismo, Extrema-esquerda
29 Anaí Caproni Pinto PCO Rafael Dantas Porto Nascimento (PCO) Partido da Causa Operária Comunismo, Trotskismo
50 Carlos Alberto Giannazi PSOL Edmilson Silva Costa (PCB) Frente de Esquerda
Partido Comunista Brasileiro (PCB)
Partido Socialismo e Liberdade
Socialismo científico, Trotskismo
10 Celso Ubirajara Russomano PRB Luiz Flavio Borges D'Urso (PTB) Por Uma Nova São Paulo
Partido Republicano Brasileiro
Partido Trabalhista Brasileiro (PTB)
Partido Trabalhista Nacional (PTN)
Partido Humanista da Solidariedade (PHS)
Partido Republicano Progressista (PRP)
Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB)
Centrismo
13 Fernando Haddad PT Nádia Campeão (PCdoB) Para Mudar e Renovar São Paulo

[[Partido Progressista]] (PP)
Partido dos Trabalhadores
Partido Socialista Brasileiro (PSB)
Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

Esquerda,Socialismo Democrático, Humanismo
15 Gabriel Benedito Isaac Chalita PMDB Marianne Pinotti (PMDB) São Paulo em Primeiro Lugar
Partido do Movimento Democrático Brasileiro
Partido Social Liberal (PSL)
Partido Social Cristão (PSC)
Partido Trabalhista Cristão (PTC)
Centro-esquerda
28 José Levy Fidélix da Cruz PRTB Luiz Eduardo Ayres Duarte (PRTB) Partido Renovador Trabalhista Brasileiro Direita, Janismo
27 José Maria Eymael PSDC [Prof] Lindeberg Clemente de Morais (PSDC) Partido Social Democrata Cristão Democracia-Cristã, Direita
45 José Serra PSDB Alexandre Alves Schneider (PSD) Avança São Paulo
Partido da República (PR)
Democratas (DEM)
Partido Verde (PV)
Partido da Social Democracia Brasileira
Partido Social Democrático (PSD)
Terceira Via, Social-democracia, Centrismo
54 Miguel Manso Perez PPL Marielza Pinto de Carvalho Milani (PPL) Partido Pátria Livre Socialismo científico, Nacional Desenvolvimentismo, Esquerda
12 Paulo Pereira da Silva (Paulinho da Força) PDT Joaquim Paulo Grava de Sousa (PDT) Partido Democrático Trabalhista Social democracia, Trabalhismo, Centro-esquerda
23 Sonia Francine Gaspar Marmo (Soninha) PPS Lucas Albano Ribeiro dos Santos (PMN) Um Sinal Verde Para São Paulo
Partido Popular Socialista
Partido da Mobilização Nacional (PMN)
Terceira Via, Social-democracia, Centro-esquerda

Pesquisas[editar | editar código-fonte]

Pré candidatos[editar | editar código-fonte]

Data Instituto José Serra
(PSDB)
Celso Russomanno
(PRB)
Netinho de Paula
(PC do B)
Soninha Francine
(PPS)
Gabriel Chalita
(PMDB)
Paulinho da Força
(PDT)
Fernando Haddad
(PT)
Brancos/nulos Não sabem
03/03/2012 Datafolha 30% 17% 10% 7% 7% 8% 3% 11% 3%
09/05/2012 Ibope 31% 16% 8% 7% 6% 5% 3% 11% 10%
17/06/2012 Datafolha 30% 21% 7% 8% 6% 5% 8% 9% 3%
27/06/2012 Datafolha 31% 24% 6% 6% 6% 3% 6% 11% 5%

Candidatos[editar | editar código-fonte]

1º turno - pesquisa estimulada[editar | editar código-fonte]

Data Instituto José Serra
(PSDB)
Celso Russomanno
(PRB)
Fernando Haddad
(PT)
Soninha Francine
(PPS)
Gabriel Chalita
(PMDB)
Paulinho da Força
(PDT)
Brancos/nulos Não sabem
21/07/2012 [a] Datafolha 30% 26% 7% 7% 6% 5% 11% 6%
03/08/2012 [b] Ibope 26% 25% 6% 7% 5% 5% 14% 9%
16/08/2012 [c] Ibope 26% 26% 9% 5% 5% 5% 12% 10%
20/08/2012 [d] Datafolha 27% 31% 8% 5% 6% 4% 10% 6%
29/08/2012 [e] Datafolha 22% 31% 14% 4% 7% 2% 10% 7%
29/08/2012 [f] Vox Populi 22% 31% 14% 4% 5% 2% 9% 13%
31/08/2012 [g] Ibope 20% 31% 16% 4% 5% 1% 12% 9%
05/09/2012 [h] Datafolha 21% 35% 16% 5% 7% 1% 8% 4%
12/09/2012 [i] Datafolha 20% 32% 17% 5% 8% 1% 7% 9%
13/09/2012 [j] Ibope 19% 35% 15% 4% 6% 1% 13% 6%
20/09/2012 [k] Datafolha 21% 35% 15% 4% 8% 1% 8% 5%
24/09/2012 [l] Vox Populi 17% 34% 17% 2% 5% 1% 10% 13%
25/09/2012 [m] Ibope 17% 34% 18% 4% 7% 1% 10% 8%
27/09/2012 [n] Datafolha 22% 30% 18% 4% 9% 1% 8% 6%
02/10/2012 [o] Ibope 19% 27% 18% 4% 10% 0% 11% 9%
03/10/2012 [p] Datafolha 23% 25% 19% 4% 11% 1% 8% 6%
06/10/2012 [q] Datafolha 24% 23% 20% 4% 11% 1% 8% 6%
06/10/2012 [r] Ibope 22% 22% 22% 4% 11% 1% 8% 8%
Boca de urna - apenas votos válidos[editar | editar código-fonte]
Data Instituto José Serra
(PSDB)
Celso Russomanno
(PRB)
Fernando Haddad
(PT)
Soninha Francine
(PPS)
Gabriel Chalita
(PMDB)
Paulinho da Força
(PDT)
Carlos Giannazi
(PSOL)
Levy Fidelix
(PRTB)
Ana Luiza
(PSTU)
Miguel Manso
(PPL)
Eymael
(PSDC)
Anaí Caproni
(PCO)
07/10/2012 Ibope 30% 23% 29% 3% 12% 1% 1% 1% 0% 0% 0% 0%

a - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Giannazi (PSOL), Levy Fidelix (PRTB). Os seguintes candidatos tiveram 0% das intenções de voto: Miguel Manso (PPL), José Maria Eymael (PSDC), Anaí Caproni (PCO).

b - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Eymael (PSDC), Giannazi (PSOL). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Anaí Caproni (PCO), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL).

c - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Giannazi (PSOL). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Anaí Caproni (PCO), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL).

d - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Anaí Caproni (PCO), Eymael (PSDC), Giannazi (PSOL), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL).

e - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Giannazi (PSOL). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Anaí Caproni (PCO), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL).

f - Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Anaí Caproni (PCO), Ana Luiza (PSTU), Eymael (PSDC), Giannazi (PSOL), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL).

g - Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Anaí Caproni (PCO), Ana Luiza (PSTU), Eymael (PSDC), Giannazi (PSOL), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL).

h - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Eymael (PSDC), Giannazi (PSOL). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Anaí Caproni (PCO), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL).

i - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Giannazi (PSOL). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Anaí Caproni (PCO), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL).

j - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Giannazi (PSOL). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Anaí Caproni (PCO), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL).

k - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Giannazi (PSOL). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Anaí Caproni (PCO), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL).

l - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Levy Fidelix (PRTB). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Anaí Caproni (PCO), Eymael (PSDC), Giannazi (PSOL), Miguel Manso (PPL).

m - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Giannazi (PSOL). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Anaí Caproni (PCO), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL).

n - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Giannazi (PSOL). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Anaí Caproni (PCO), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL).

o - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Giannazi (PSOL). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Anaí Caproni (PCO), Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Miguel Manso (PPL).

p - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Giannazi (PSOL), Levy Fidelix (PRTB). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Anaí Caproni (PCO), Eymael (PSDC), Miguel Manso (PPL).

q - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Giannazi (PSOL), Levy Fidelix (PRTB). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Anaí Caproni (PCO), Eymael (PSDC), Miguel Manso (PPL).

r - Os seguintes candidatos tiveram 1% das intenções de voto: Giannazi (PSOL), Levy Fidelix (PRTB). Os seguintes candidatos não chegaram a 1% das intenções de voto: Ana Luiza (PSTU), Anaí Caproni (PCO), Eymael (PSDC), Miguel Manso (PPL).

2º turno - pesquisa estimulada[editar | editar código-fonte]

Data Instituto José Serra
(PSDB)
Fernando Haddad
(PT)
Brancos/nulos Não sabem
10/10/2012 Datafolha 37% 47% 8% 8%
11/10/2012 Ibope 37% 48% 9% 6%
17/10/2012 Ibope 33% 49% 13% 5%
18/10/2012 Datafolha 32% 49% 10% 9%
24/10/2012 Datafolha 34% 49% 11% 6%
24/10/2012 Ibope 36% 49% 10% 5%
27/10/2012 Datafolha 34% 48% 11% 7%
27/10/2012 Ibope 35% 50% 10% 5%
Boca de urna - apenas votos válidos[editar | editar código-fonte]
Data Instituto José Serra
(PSDB)
Fernando Haddad
(PT)
28/10/2012 IBOPE 43% 57%

Debates na TV[editar | editar código-fonte]

1º Turno[editar | editar código-fonte]

Em 21 de setembro de 2012, o candidato Levy Fidelix ganhou recurso no TRE garantindo seu direito de participação no debate eleitoral que seria promovido pela Rede Globo em 4 de outubro de 2012. A emissora pretendia ter apenas os 6 candidatos com melhor posição nas pesquisas de intenção de voto. A decisão do TRE-SP foi favorável ao candidato Levy por 5 votos a 1, sendo o desembargador Mathias Coltro o único a votar contra o recurso.[26] [27]

Em 26 de setembro de 2012, a Rede Record decidiu cancelar o debate agendado para o dia 1 de outubro pois os candidatos José Serra e Celso Russomanno (ambos entre os 3 melhores colocados nas pesquisas eleitorais) não estariam presentes. Segundo a emissora, a coordenação da campanha de Serra não respondeu aos convites para acordar as regras do debate, e Russomanno não poderia participar pois a data do debate coincidiria com a previsão de nascimento de sua filha.[28] [29] O nascimento da filha de Celso Russomanno e Lovani Neuland Russomanno foi antecipado para 28 de setembro de 2012, quando Lovani entrou em trabalho de parto.[30]

Em 2 de outubro de 2012, a Rede Globo divulgou nota para comunicar o cancelamento do debate agendado para 4 de outubro com candidatos à Prefeitura de São Paulo. Não houve acordo para que o debate fosse realizado apenas com seis candidatos, número máximo para um debate produtivo na opinião da emissora. Os candidatos Levy Fidelix e Carlos Giannazi entraram com ações no TRE para garantirem o direito de participarem no debate, em acordo com a legislação eleitoral que obriga que sejam convidados todos os candidatos cujos partidos tenham representação na Câmara dos Deputados. Na eleição municipal de São Paulo em 2008, a Rede Globo também deixou de realizar debate alegando excessivo número de candidatos.[31]

Data Organizador(es) José Serra
(PSDB)
Celso Russomanno
(PRB)
Fernando Haddad
(PT)
Soninha Francine
(PPS)
Gabriel Chalita
(PMDB)
Paulinho da Força
(PDT)
Carlos Giannazi
(PSOL)
Levy Fidelix
(PRTB)
Ana Luiza
(PSTU)
Anaí Caproni
(PCO)
Eymael
(PSDC)
Miguel Manso
(PPL)
02/08/2012 Rede Bandeirantes Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente Não convidado Não convidado Não convidado Não convidado
03/09/2012 RedeTV!, Folha de S. Paulo Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente Não convidado Não convidado Não convidado Não convidado
17/09/2012 TV Cultura, Estadão, YouTube Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente Não convidado Não convidado Não convidado Não convidado
24/09/2012 Rede Gazeta, Portal Terra Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente Presente Não convidado Não convidado Não convidado Não convidado
01/10/2012 Rede Record
Cancelado pela emissora[28] [29]
04/10/2012 Rede Globo
Cancelado pela emissora[31]

2º Turno[editar | editar código-fonte]

As campanhas dos candidatos José Serra e Fernando Haddad concordaram em limitar o número de debates entre eles. Foi priorizada a participação nos debates das emissoras com maior média de audiência (Bandeirantes, Record, SBT e Globo), alegando que o grande número de debates prejudicaria a campanha nas ruas e as gravações dos programas eleitorais.[32] [33]

Data Organizador(es) José Serra
(PSDB)
Fernando Haddad
(PT)
15/10/2012 Rede Gazeta
Rejeitado pelos candidatos
- TV Cultura
Rejeitado pelos candidatos
18/10/2012 Rede Bandeirantes Presente Presente
21/10/2012 RedeTV!
Rejeitado pelos candidatos
22/10/2012 Rede Record
Cancelado pela emissora [34]
24/10/2012 SBT Presente Presente
26/10/2012 Rede Globo Presente Presente

Resultados[editar | editar código-fonte]

Prefeito - 1º Turno[editar | editar código-fonte]

Resultado do 1º turno da eleição para prefeito, em ordem alfabética dos candidatos.[35]

1º Turno
7 de outubro de 2012
Candidato(a) Vice Votação
Porcentagem Total
Ana Luiza (PSTU) Wilson Ribeiro (PSTU) 0,21% 12.823
Anaí Caproni (PCO) Rafael Dantas (PCO) 0,02% 1.373
Carlos Giannazi (PSOL) Edmilson Costa PCB) 1,02% 62.431
Celso Russomano (PRB) D'Urso (PTB) 21,60% 1.324.021
Eymael (PSDC) Professor Lindeberg (PSDC) 0,09% 5.382
Fernando Haddad (PT) Nadia Campeão (PCdoB) 28,98% 1.776.317
Gabriel Chalita (PMDB) Marianne Pinotti (PMDB) 13,60% 833.255
Levy Fidélix (PRTB) Luiz Duarte (PRTB) 0,32% 19.800
José Serra (PSDB) Alexandre Schneider (PSD) 30,75% 1.884.849
Miguel (PPL) Marielza Milani (PPL) 0,12% 7.272
Paulinho da Força (PDT) Joaquim (PDT) 0,63% 38.750
Soninha (PPS) Lucas Albano (PMN) 2,65% 162.384
Total de votos válidos 87,22% 6.128.657
Votos em branco 5,43% 381.407
Votos nulos 7,35% 516.384
Votos apurados 81,52% 7.026.448
Abstenções 18,48% 1.592.722
Total de eleitores 100,00% 8.619.170
  Segundo Turno
Eleição para prefeito de São Paulo em 2012 - 1º Turno
Partido Candidato Votos Votos (%)
  PSDB Serra 1 884 849
 
30,75%
  PT Haddad 1 776 317
 
28,98%
  PRB Russomanno 1 324 021
 
21,6%
  PMDB Chalita 833 255
 
13,6%
  PPS Soninha 162 384
 
2,65%
  PSOL Giannazi 62 431
 
1,02%
  PDT Paulinho da Força 38 750
 
0,63%
  PRTB Levy Fidélix 19 800
 
0,32%
  PSTU Ana Luíza 12 823
 
0,21%
  PPL Miguel Manso 7 272
 
0,12%
  PSDC Eymael 5 382
 
0,09%
  PCO Anaí Caproni 1 373
 
0,02%
Totais 6 128 657  

Prefeito - 2º Turno[editar | editar código-fonte]

Resultado do 2º turno da eleição para prefeito, em ordem alfabética dos candidatos (apenas votos válidos).[35]

Apoios[editar | editar código-fonte]

O candidato Paulinho da Força declarou apoio a Serra em 9 de outubro,[36] apoio que foi revertido pela direção nacional do PDT que declarou, em 16 de outubro, apoio à Haddad.[37] Soninha Francine também declarou apoio a Serra em 9 de outubro.[38]


2º Turno
28 de outubro de 2012
Candidato(a) Vice Votação
Porcentagem Total
Fernando Haddad (PT) Nadia Campeão (PCdoB) 55,57% 3.387.720
José Serra (PSDB) Alexandre Schneider (PSD) 44,43% 2.708.768
Total de votos válidos 88,40% 6.096.488
Votos em branco 4,34% 299.224
Votos nulos 7,26% 500.578
Votos apurados 80,01% 6.896.290
Abstenções 19,99% 1.722.880
Total de eleitores 100,00% 8.619.170
  Eleito(a)
Eleição para prefeito de São Paulo em 2012 - 2º Turno
Partido Candidato Votos Votos (%)
  PT Haddad 3 387 720
 
55,57%
  PSDB Serra 2 708 768
 
44,43%
Totais 6 096 488  

Vereadores[editar | editar código-fonte]

Candidato(a) Partido Votação
Porcentagem Total
Roberto Tripoli PV 2,32% 132.313
Andrea Matarazzo PSDB 2,06% 117.617
Goulart PSD 1,83% 104.301
Milton Leite DEM 1,78% 101.664
Coronel Telhada PSDB 1,56% 89.053
Antonio Carlos Rodrigues PR 1,18% 67.161
Massataka Ota PSB 1,10% 62.693
Mario Covas Neto PSDB 1,06% 60.697
Eliseu Gabriel PSB 0,94% 53.634
Celso Jatene PTB 0,91% 52.099
Netinho de Paula PC do B 0,89% 50.698
Toninho Paiva PR 0,85% 48.613
Donato PT 0,82% 47.039
Juliana Cardoso PT 0,82% 46.757
Senival Moura PT 0,81% 46.524
Pastor Edemilson Chaves PP 0,80% 45.858
Sandra Tadeu DEM 0,80% 45.770
Nabil Bonduki PT 0,74% 42.411
Ricardo Young PPS 0,74% 42.098
Marco Aurélio Cunha PSD 0,70% 40.130
Adilson Amadeu PTB 0,70% 40.100
Souza Santos PSD 0,69% 39.658
Dalton Silvano PV 0,69% 39.304
Floriano Pesaro PSDB 0,66% 37.780
Claudinho PSDB 0,66% 37.441
Alfredinho PT 0,64% 36.634
Noemi Nonato PSB 0,62% 35.601
Jean Madeira PRB 0,61% 35.036
Patricia Bezerra PSDB 0,60% 34.511
Edir Sales PSD 0,60% 34.476
Jose Americo PT 0,60% 34.291
Marta Costa PSD 0,58% 32.914
Aurelio Miguel PR 0,57% 32.520
Atilio Francisco PRB 0,57% 32.513
Arselino Tatto PT 0,56% 32.135
David Soares PSD 0,56% 32.081
Gilson Barreto PSDB 0,56% 31.995
Conte Lopes PTB 0,56% 31.947
Jair Tatto PT 0,55% 31.685
Paulo Frange PTB 0,54% 30.891
Ricardo Nunes PMDB 0,54% 30.747
Ricardo Teixeira PV 0,54% 30.698
Vava dos Transportes PT 0,51% 29.242
Aurélio Nomura PSDB 0,51% 29.236
Eduardo Tuma PSDB 0,50% 28.756
Reis PT 0,50% 28.627
Police Neto PSD 0,50% 28.278
Paulo Fiorilo PT 0,49% 27.805
Gilberto Natalini PV 0,47% 26.806
George Hato PMDB 0,43% 24.611
Dr. Calvo PMDB 0,43% 24.282
Ari Friedenbach PPS 0,40% 22.597
Nelo Rodolfo PMDB 0,32% 18.219
Laercio Benko PHS 0,31% 17.918
Toninho Vespoli PSOL 0,15% 8.722

Referências

  1. Folha Online (28/10/2012). Haddad vence eleição em SP e PT retoma o poder na maior cidade do país.
  2. Estadão (5 de Setembro de 2011). Quem são os pré-candidatos à Prefeitura de SP em 2012 (em português). Página visitada em 5 de dezembro de 2011.
  3. Skaf comunica oficialmente PMDB que não será candidato em 2012. Folha (21/11/2011). Página visitada em 19/5/2012.
  4. Alessi, Gil. (24/6/2012). Com jingle atacando Serra, PMDB lança Chalita, que promete vice até quinta-feira. UOL.. Página visitada em 30/6/2012.
  5. Frazão, Felipe. (24/6/2012). PMDB lança Chalita e candidato promete anunciar vice até quinta. Estadão. Página visitada em 30/6/2012.
  6. Médica Marianne Pinotti é indicada para vice de Chalita. A Tarde (28/6/2012). Página visitada em 13/7/2012.
  7. SP: por Serra, PSDB adia prévias para prefeitura em votação tensa. Terra Networks (28/2/2012).
  8. http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2012/02/noticias/a_gazeta/politica/1125873-serra-anuncia-candidatura-e-psdb-tenta-adiar-previas.html. Gazeta Online (27/2/2012). Página visitada em 26/3/2012.
  9. a b Após escolher Serra em SP, PSDB busca alianças e mira PT. Terra Networks (26/3/2012). Página visitada em 26/3/2012.
  10. José Serra vence prévias e é pré-candidato do PSDB em São Paulo. Noticiasbr (26/3/2012). Página visitada em 26/3/2012.
  11. José Serra vence prévias e é pré-candidato do PSDB em São Paulo. Reuters (25/3/2012). Página visitada em 26/3/2012.
  12. Pré-candidato com 52% dos votos, Serra prega unidade e ataca PT. Terra Networks (25/3/2012). Página visitada em 26/3/2012.
  13. Prévia PSDB: Serra diz que partido sairá mais unido. O Globo (25/3/2012). Página visitada em 26/3/2012.
  14. Alexandre Schneider será o vice de Serra para a Prefeitura de SP. G1 (30/6/2012). Página visitada em 137/7/2012.
  15. PSDB e PMDB lançam Serra e Chalita como candidatos neste domingo. UOL (24/6/2012). Página visitada em 13/7/2012.
  16. Carlos Giannazi será o candidato do PSOL a prefeito de São Paulo. Estadão (1/4/2012). Página visitada em 19/5/2012.
  17. Dilma avisou a interlocutores: quer Haddad candidato em SP. Terra Networks (2/8/2011). Página visitada em 19/5/2012.
  18. Suplicy confirma pré-candidatura em SP e defende prévias. Terra Network (30/7/2011).
  19. Luiza Erundina oficializa saída da candidatura petista de Fernando Haddad. DCI (19/6/2012). Página visitada em 30/6/2012.
  20. Maluf e Haddad evocam aliança federal para justificar coligação. Estadão (18/6/2012). Página visitada em 30/6/2012.
  21. Domingos, Roney. (27/6/2012). Haddad diz que ex-secretária de Marta Suplicy será vice em chapa. G1. Página visitada em 30/6/2012.
  22. Haddad oficializa Nádia Campeão para vice. Diário do Grande ABC (27/6/2012). Página visitada em 30/6/2012.
  23. Netinho desiste e PCdoB decide apoiar Haddad em SP. Estadão (25/6/2012). Página visitada em 13/7/2012.
  24. PPS lança candidatura de Soninha Francine à Prefeitura de São Paulo neste sábado. R7 (23/6/2012). Página visitada em 13/7/2012.
  25. Candidatos de São Paulo. DivulgaCand 2012-TSE. Página visitada em 13/7/2012.
  26. Estadão (21 de Setembro de 2012). Levy ganha direito de participar de debate da Globo (em português). Página visitada em 24 de setembro de 2012.
  27. Portal Terra (21 de Setembro de 2012). Levy Fidelix participa de debate da Globo, decide TRE-SP (em português). Página visitada em 24 de setembro de 2012.
  28. a b Portal R7 (26 de Setembro de 2012). Record cancela debate com candidatos à Prefeitura de São Paulo (em português). Página visitada em 26 de setembro de 2012.
  29. a b Estadão (26 de setembro de 2012). Record cancela debate em São Paulo (em português). Página visitada em 26 de setembro de 2012.
  30. G1 (29 de setembro de 2012). Nasce filha de Celso Russomanno e candidato cancela agenda em SP (em português). Página visitada em 2 de outubro de 2012.
  31. a b Estadão (2 de outubro de 2012). Globo cancela debate entre candidatos à Prefeitura de São Paulo (em português). Página visitada em 2 de outubro de 2012.
  32. Portal Terra (11 de outubro de 2012). PT sugere corte de 4 debates no 2º turno em São Paulo (em português). Página visitada em 15 de outubro de 2012.
  33. Portal Terra (13 de outubro de 2012). SP: Serra e Haddad se enfrentarão em apenas 4 debates na TV (em português). Página visitada em 15 de outubro de 2012.
  34. Folha de São Paulo (17 de outubro de 2012). TV Record cancela debate entre candidatos a prefeito de SP (em português). Página visitada em 17 de outubro de 2012.
  35. a b G1. Apuração em São Paulo (em português). Página visitada em 7 de outubro de 2012.
  36. Guilherme Waltenberg (9 de outubro de 2012). Paulinho da Força confirma apoio a Serra no 2º turno e critica Dilma (em português). O Estado de São Paulo. Página visitada em 27 de outubro de 2012.
  37. Maria Carolina Marcello e Jeferson Ribeiro (16 de outubro de 2012). PDT nacional reverte decisão de diretório e anuncia apoio a Haddad (em português). Reuters. Página visitada em 27 de outubro de 2012.
  38. Paulo Toledo Piza (9 de outubro de 2012). Soninha declara, em blog, voto em Serra no segundo turno de SP (em português). G1. Página visitada em 27 de outubro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Em ordem alfabética: