Eleições gerais na África do Sul em 2009

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
‹ 2004 • Flag of South Africa.svg • 2014
Eleições gerais de 2009
400 assentos da Assembleia Nacional
Presidente da África do Sul (2009-2014)
22 de abril de 2009
Tipo de eleição:  Eleição geral
Jacob G. Zuma - World Economic Forum Annual Meeting Davos 2010.jpg
Jacob ZumaCongresso Nacional Africano
Votos: 277  
  
85.4%
Mvume Dandala.jpg
Mvume DandalaCongresso do Povo
Votos: 47  
  
14.5%

Flag of South Africa.svg
Presidente da África do Sul

As eleições gerais sul-africanas de 2009 ocorreram em 22 de abril.

O pleito[editar | editar código-fonte]

Mais de 23 milhões de eleitores foram às urnas para eleger o quarto presidente do país desde a queda do 'apartheid' em 1994. Os quase 20 mil centros eleitorais distribuídos por todo o país, com 97 mil urnas e mais de 215 mil agentes, receberam os votos para a eleição dos 400 integrantes da Assembleia Nacional, que depois designa o presidente sul-africano, e as câmaras legislativas e administrações das nove províncias do país. Mais de dez mil candidatos de 42 partidos políticos se apresentam para concorrer no pleito, mas somente 11 legendas participaram.[1]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Pela quarta consecutiva, mesmo não tendo conseguido os dois terços dos votos esperados, o atual partido que governa o país venceu o pleito. O ANC (Congresso Nacional Africano, da sigla em inglês), e o agora presidente Jacob Zuma, de 67 anos, reuniram 65,9% dos votos, enquanto que a oposição, de Helen Zille conseguiu 12,73%.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências