Eleições legislativas na Finlândia (2007)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Flag of Finland.svg

As eleições legislativas de 2007 na Finlândia decorreram no dia 18 de Março de 2007.[1] Foram eleitos 200 deputados parlamentares por 15 círculos eleitorais.

No total, foram aprovados 2.004 candidatos, 799 dos quais eram mulheres. Cerca de três quartos dos candidatos foram nomeados por partidos habitualmente representados no Parlamento. O número de deputadas cresceu, tendo sido eleitas 84 mulheres (anteriormente eram 75), representando agora um número record de 42% dos deputados.

Muitos dos deputados mais proeminentes decidiram não se recandidatar. Paavo Lipponen, antigo primeiro-ministro (19952003) e porta-voz do parlamento que sai, deixa o seu assento, assim como o ministro com o quinto mais longo mandato de todos os tempos, Jan-Erik Enestam e a antiga líder da Aliança de Esquerda, Suvi-Anne Siimes, a qual criticou duramente o seu partido depois da sua resignação como presidente em 2006.

Alguns deputados regressaram. O antigo Ministro das Finanças e candidato presidencial Sauli Niinistö e o primeiro-ministro dos Verdes na Europa, Pekka Haavisto são os exemplos mais famosos.

Niinistö também obteve um record pelo maior número de votos pessoais conseguido, 60,498.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Depois das eleições de 18 de Março de 2007 o Parlamento Finlandês divide-se por oito partidos do seguinte modo:[2]

Partido Votos Assentos Variação  % de assentos  % de votos
Partido do Centro 640.428 51 – 4 25,5 23,1
Partido da Coligação Nacional 616.841 50 + 10 25,0 22,3
Partido Social Democrata da Finlândia 594.194 45 – 8 22,5 21,4
Aliança de Esquerda 244.296 17 – 2 8,5 8,8
Liga Verde 234.429 15 + 1 7,5 8,5
Democratas Cristãos 134.790 7   0 3,5 4,9
Partido do Povo Sueco 126.520 9 + 1 4.5 4.6
Verdadeiros Finlandeses 112.256 5 + 2 2,5 4,1
Partido Comunista da Finlândia 18.277 0   0 0,0 0,7
Patido dos Cidadãos Sénior (Suomen Senioripuolue) 16.715 0   0 0,0 0,6
Partido Independência (Itsenäisyyspuolue) 5.541 0   0 0,0 0,2
Azul-e-brancos do Povo da Finlândia 3.913 0   0 0,0 0,1
Liberais 3.171 0   0 0,0 0,1
Pelos Pobres 2.521 0   0 0,0 0,1
Partido Comunista dos Trabalhadores 2.007 0   0 0,0 0,1
Partido dos Trabalhadores da Finlândia 1.764 0   0 0,0 0,1
Outros 13.573 1(a)   0 0,5 0,5

(a) - Representante da província de Åland

O maior vencedor destas eleições foi o oposicionista Partido de Coligação Nacional de Jyrki Katainen. Ganhou 10 assentos e tomou o lugar de segundo maior partido na Finlândia. Os partidos do governo, Partido Central e os Sociais Democratas, perderam ambos lugares, tal como a Aliança de Esquerda que viu a sua bancada reduzida. Os partidos do trabalho receberam os piores resultados em 100 anos de história de Democracia na Finlândia; para os Sociais Democratas, o resultado é o pior desde 1962, enquanto a Aliança de Esquerda perdeu lugares em todas as eleições desde 1999. O partido Central, apesar de ter perdido mandatos mantém-se como o maior partido no Parlamentot, com um lugar mais que a Coligação Nacional.

O primeiro-ministro em funções Matti Vanhanen, como líder do Partido Central, deve liderar as conversas informais antes que o novo parlamento reúna.

No dia 17 de Abril de 2007 os legisladores escolherão o Primeiro-Ministro.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências