Eleições legislativas portuguesas de 1991

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As eleições legislativas portuguesas de 1991 foram realizadas no dia 6 de outubro com a vitória do partido de centro direita PSD, liderado por Cavaco Silva, que conquistou a maioria absoluta dos assentos na Assembleia da República, o que lhe permitiu formar o XII Governo Constitucional de Portugal.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Resumo das Eleições Legislativas Portuguesas de 1991
Partido Votos Votos (%) Votos (±) Assentos Assentos
(%)
Assentos
(±)
  Partido Social Democrata 2 902 351
 
50,6%
+0,38% 135 58,7% -13
  Partido Socialista 1 670 758
 
29,13%
+6,89% 72 31,3% +12
  Coligação Democrática Unitária(a) 504 583
 
8,8%
-3,34% 17 7,39% -14
  Centro Democrático Social 254 317
 
4,43%
-0,01% 5 2,17% +1
  Partido da Solidariedade Nacional 96 096
 
1,68%
+1,68% 1 0,43% +1
  Partido Socialista Revolucionário 64 159
 
1,12%
+0,54% 0 0% 0
  PCTP/MRPP 48 542
 
0,85%
+0,48% 0 0% 0
  Partido Renovador Democrático 35 077
 
0,61%
-4,3% 0 0% -7
  Partido Popular Monárquico 25 216
 
0,44%
+0,03% 0 0% 0
  Partido Democrático do Atlântico 10 842
 
0,19%
+0,19% 0 0% 0
  Frente da Esquerda Revolucionária 6 661
 
0,12%
+0,12% 0 0% 0
  União Democrática Popular 6 157
 
0,11%
-0,78% 0 0% 0
Totais 5 624 759   230  
Votos em Branco 47 652 0,83% -0,05%  
Votos Nulos 63 020 1,1% -0,2%  
Participação 5 735 431 67,78% -3,79%  
↑(a) Partido Comunista Português (15 deputados) e "Os Verdes" (2 deputados) concorreram em coligação
Fonte: Comissão Nacional de Eleições, Assembleia da República - Resultados Eleitorais

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]