Eleições na Câmara dos Representantes nas Filipinas em 2010

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As Eleições na Câmara dos Representantes nas Filipinas em 2010 foram realizadas em 10 de maio de 2010, para eleger os membros da Câmara dos Deputados das Filipinas, para servir no 15 º Congresso das Filipinas a partir de 30 de junho de 2010, até 30 de junho de 2013.

Região de Ilocos[editar | editar código-fonte]

Mapa da região

Ilocos do Norte[editar | editar código-fonte]

1º Distrito[editar | editar código-fonte]

O então representante Ablan Roque Jr. está em seu terceiro mandato consecutivo e segundo a constituição não pode se candidatar à reeleição. Seu filho Kristian e os ex-deputado Rodolfo Farinas são os principais candidatos.

O resultado da eleição está sob protesto no Tribunal Eleitoral.[1]


Partido Candidato Votos Votos (%)
  Nacionalista Rodolfo Fariñas 72 184 50,42%
  Lakas-Kampi Kristian Ablan 40 303 28,15%
  PMP Reynolan Sales 22 113 15,44%
  KBL Alfonso Ruiz 5 175 3,61%
  Liberal Renato Peralta 3 399 2,37%
Totais 143 174  
  • Votos brancos e nulos foram 8.145 votos, cerca de 5,38% dos votos totais.

2º Distrito[editar | editar código-fonte]

Ferdinand Marcos Jr. deixou a vaga de representante para concorrer ao senado, sendo eleito com 13.169.634 votos. Sua mãe e ex-primeira dama Imelda Marcos foi candidata pelo KBL. Ela concorreu com Marcos Mariano Nalupta.[2]

Nalupta colocou o resultado da eleição em protesto no Tribunal Eleitoral.[1]


Partido Candidato Votos Votos (%)
  KBL Imelda Marcos 109 571 80,02%
  Lakas-Kampi Mariano Nalupta, Jr. 27 359 19,98%
Totais 136 930  
  • Votos brancos e nulos foram 7.873 votos, cerca de 5,44% dos votos totais.

Ilocos do Sul[editar | editar código-fonte]

1º Distrito[editar | editar código-fonte]

Ronald Singson atual representate, é candidato a reeleição.


Partido Candidato Votos Votos (%)
  Lakas-Kampi Ronald Singson 91 875 72,27%
  Liberal Trandy Baterina 35 254 27,73%
Totais 127 129  
  • Votos brancos e nulos foram 12.660 votos, cerca de 9,06% dos votos totais.

Em março de 2011, Singson renunciou após ser declarado culpado por posse de drogas em Hong Kong. A Comissão Eleitoral convocou uma eleição que foi realizada em 28 de maio de 2011.[3] Na qual seu irmão Ryan Singson foi eleito para o substituir.

2º Distrito[editar | editar código-fonte]

Eric Singson, irmão de Ronald Singson inelegível para concorrer a um quarto mandato. Seu filho Eric Jr. foi eleito para o lugar de seu pai.


Partido Candidato Votos Votos (%)
  Lakas-Kampi Eric Singson, Jr. 147 409 93,63%
  PMP Edwin Antolin 7 473 4,75%
  Liberal Wilfredo Cabinete 2 548 1,62%
Totais 157 430  
  • Votos brancos e nulos foram 29.612 votos, cerca de 15,88% dos votos totais.

La Union[editar | editar código-fonte]

1º Distrito[editar | editar código-fonte]

Victor Francisco Ortega foi candidato único.


Partido Candidato Votos Votos (%)
  Lakas-Kampi Victor Francisco Ortega 144 537 100%
Totais 144 537  
  • Votos brancos e nulos foram 2.575 votos, cerca de 2,64% dos votos totais.

2º Distrito[editar | editar código-fonte]

Tomas Dumpit, Jr. foi candidato a reeleição, e foi derrotado.

O resultado da eleição está sob protesto no Tribunal Eleitoral.[1]


Partido Candidato Votos Votos (%)
  NPC Eufranio Eriguel 121 236 64,61%
  Lakas-Kampi Tomas Dumpit, Jr. 63 622 33,91%
  Independente Jaime Dulay 2 785 1,48%
Totais 187 643  
  • Votos brancos e nulos foram 5.798 votos, cerca de 3,00% dos votos totais.

Pangasinan[editar | editar código-fonte]

1º Distrito[editar | editar código-fonte]

O representante Celeste Arthur é candidato à prefeito de Cidade Alaminos. Seu irmão Jesus é candidato. Ele vai enfrentar a jornalista e repórter investigativo Maki Pulido.[4]


Partido Candidato Votos Votos (%)
  Lakas-Kampi Jesus Celeste 82 577 48,36%
  PMP Maki Pulido 56 899 33,32%
  Liberal Danilo Dizon 21 875 12,81%
  Nacionalista Domingo Doctor, Jr. 8 042 4,71%
  Aksyon Demokratiko Christine Jimenez 929 0,54%
  Independente Vladimir Mauricio Mabalot III 431 0,25%
Totais 170 753  
  • Votos brancos e nulos foram 13.869 votos, cerca de 7,51% dos votos totais.

2º Distrito[editar | editar código-fonte]

Victor Agbayani é candidato a governador de Pangasinan, sendo que foi derrotado pelo governador Amado Espino, Jr, Agbayani obteve 301.049 votos, cerca de 26,33%. O Partido Liberal nomeou Arthur Caronoñgan como candidato.

Ex-Chefe do PNP Leopoldo Bataoil e Kim Bernardo Lokin também são candidatos.[4]

O resultado da eleição está sob protesto no Tribunal Eleitoral.[1]

Os eleitos na região[editar | editar código-fonte]

Cordillera[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Eleições na Câmara dos Representantes na Cordillera em 2010

Luzon[editar | editar código-fonte]

Resultados das eleições

Ver artigo principal: Eleições na Câmara dos Representantes na Luzon em 2010

Calabarzon[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Eleições na Câmara dos Representantes na Calabarzon em 2010

Visayas[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Eleições na Câmara dos Representantes nas sayasem 2010

Davao[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Eleições na Câmara dos Representantes de Davao

Soccsksargen[editar | editar código-fonte]

Ver artido principal: Eleições na Câmara dos Representantes de Soccsksargem

Referências

  1. a b c d Romero, Paolo. "56 electoral cases filed before House of Representatives Electoral Tribunal", Philippine Star, 2010-07-16. Página visitada em 2010-07-17.
  2. Bongbong ousted from KBL after joining Nacionalista Party
  3. Crisostomo, Sheila. "Special poll for Singson post set May 28", The Philippine Star, 2011-04-01. Página visitada em 2011-04-05.
  4. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas Pangasinan