Eleições primárias do Partido Republicano em 2012

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eleições primárias do Partido Republicano em 2012
 

2008 ← Flag of the United States.svg → 2016


3 de janeiro de 2012 até 14 de julho de 2012
Recorte de Romney in Mesa, Arizona.jpg Rick Santorum by Gage Skidmore 2.jpg
Candidato Mitt Romney Rick Santorum
Partido Republicano Republicano
Natural de Massachusetts Pensilvânia
Colégio eleitoral 1399(ver nota) 193(ver nota)
Vencedor em 42 estados[1] 11 estados
Votos 10 031 336[2] 3 932 069[2]
Porcentagem 52,13%[2] 20,43%[2]
Newt Gingrich by Gage Skidmore 6.jpg Ron Paul by Gage Skidmore 3 crop.jpg
Candidato Newt Gingrich Ron Paul
Partido Republicano Republicano
Natural de Geórgia Texas
Colégio Eleitoral 143(ver nota) 100(ver nota)
Vencedor em 2 estados 1 território
Votos 2 734 571[2] 2 095 795[2]
Porcentagem 14,21%[2] 10,89%[2]
Republican Party presidential primaries results, 2012.svg
Em laranja estão os estados vencidos por Romney.
Em roxo estão os estados vencidos por Gingrich.
Em dourado estão os estados vencidos por Ron Paul.
Em verde estão os estados vencidos por Santorum.
Em cinza estão os estados onde não foram realizadas primárias ou caucuses.
Nota: Os valores referentes a quantidade de votos dos delegados partidários são projeções que variam entre as fontes. As contagens aqui incluem apenas os delegados comprometidos e os superdelegados que se comprometeram a um candidato.[3]

Seal Of The President Of The United States Of America.svg
Presidente dos Estados Unidos

Titular
John McCain como candidato
Republicano

Eleito


As eleições primárias do Partido Republicano em 2012 são os processos de seleção em que os eleitores do Partido Republicano irão escolher seu candidato a presidente dos Estados Unidos na eleição presidencial de 2012. Na Convenção Nacional Republicana de 2012 estarão presentes 2 286 delegados partidários.[4] Um candidato deverá acumular pelo menos a metade e mais um dos votos dos delegados (50%+1), ou seja, deverá receber pelo menos 1 144 votos dos delegados para ganhar a nomeação.[5]

Programação e processo eleitoral[editar | editar código-fonte]

A Convenção Nacional Republicana de 2008 decidiu que o calendário das primárias de 2012 estariam sujeitas às mesmas regras que a seleção de delegados de 2008.[6] Mas, em 6 de agosto de 2010, o Comitê Nacional Republicano (RNC) adotou novas regras para o período das eleições, com 103 votos a favor.[7] No âmbito deste plano, as eleições para a escolha dos delegados para a convenção nacional deveria ser dividido em três períodos:[8]

  • 1 de fevereiro a 5 de março: Primárias nos estados de Iowa, Nova Hampshire, Nevada e Carolina do Sul;
  • 6-31 de março: Primárias que, proporcionalmente, distribuíria os delegados;
  • A partir de 1 de abril: Todas as outras primárias.

Vários estados, principalmente a Flórida, marcaram suas disputas mais cedo do que havia sido previsto. Isso pressionou todos os estados que tradicionalmente iniciavam as disputas mais cedo a afastar a data das primárias de janeiro, exceto Nevada. Como resultado da violação das regras do RNC, esses estados foram penalizados com a perda da metade de seus delegados, incluindo o direito de voto para os delegados do RNC. Apesar de que as primárias iniciais de Iowa, Maine, Colorado, Minnesota e Missouri não foram automaticamente penalizadas, porque as suas disputas não compromentem os delegados nacionais até depois do prazo previsto para os estados que possuíam eleições antecipadas.[9]

O número mínimo de delegados atribuídos a cada um dos 50 estados é de 10 delegados gerais, mais 3 delegados por distrito eleitoral. Além disso, são fixados delegados para as Marianas Setentrionais, o Distrito de Columbia, aos territórios de Porto Rico, Samoa Americana, Guam e Ilhas Virgens Americanas sob as regras de seleção de delegados.[10] São concedidos delegados extras aos estados com base nos seguintes fatores:[10]

  • Delegados de bônus para cada estado que lançaram a maioria dos seus votos no Colégio Eleitoral para o candidato do Partido Republicano na eleição presidencial de 2008;
  • Um delegado de bônus para cada senador do Partido Republicano;
  • Um delegado de bônus para cada estado que possui a maioria republicana na Câmara dos Representantes;
  • Um delegado de bônus para cada estado que possui um governador republicano;
  • Delegados de bônus por ter a maioria em uma ou em todas as câmaras de sua legislatura estadual.

Os dois membros do Comitê Nacional Republicano de cada estado e território e o chefe do Partido Republicano no estado são delegados partidários a menos que o Estado seja penalizado por violação das regras do agendamento do RNC. Os estados decidem se esses delegados são comprometidos ou descomprometidos.

Programação das primárias[editar | editar código-fonte]

As tabelas a seguir mostram como e quando os delegados da Convenção Nacional são atribuídos aos candidatos. Isso significa que elas não incluem as pesquisas de opinião. E não incluem as datas para as diferentes convenções locais onde os delegados são pessoalmente eleitos ou selecionados. As últimas tabelas mostram as convenções locais dos estados com primárias de nível de entrada não obrigatória (uma primária com nível de entrada é o estado com primárias ou caucuses onde todos os eleitores republicanos podem participar).[11]

  • Data: Esta é a data em que os delegados são comprometidos a um candidato ou a data onde o primeiro passo para eleição dos delegados é tomada. Alguns estados têm convenções partidárias que se estendem por mais de um dia (Louisiana tem duas datas, pois o estado tem duas eleições na primeira etapa, tanto nas primárias e caucuses).
  • Estados: Além das cinquenta disputas estaduais também há cinco disputas territoriais e um distrito federal.
  • Existem três tipos de delegados. Nestas tabelas estão listados pela forma como os candidatos conquistam-os, em alguns estados é pelo voto a nível estadual, embora cada um dos delegados sejam escolhidos a nível distrital.
    • (RNC): Três delegados: 2 membros do Comitê Nacional Republicano (Republican National Committee, de onde deriva a sigla RNC) e o presidente do partido a nível estadual dos estados não penalizados. 11 estados vinculam esses delegados com o resultado dos delegados eleitos, o restante são desacoplados.
    • (AL): Delegados eleitos a nível de estado ou território, chamados de At-large (de onde deriva a sigla AL).
    • (CD): Delegados eleitos em cada distrito congressional (Congressional district, de onde deriva a sigla CD).
  • Tipo da disputa: São dois tipos: Caucus ou Primária, em que são regulados de muitas formas diferentes nos estados locais.

Nos caucuses a escolha dos delegados é feita em reuniões políticas realizadas em residências, escolas e outros prédios públicos, nas quais os eleitores debatem sobre seus candidatos e temas eleitorais. Os delegados eleitos no caucus participam de convenções nos condados, nas quais são eleitos os delegados que irão às convenções estaduais que, por fim, definem os delegados a serem enviados à convenção nacional.[12] [13]

Nas primárias, a votação segue o formato tradicional, no qual os eleitores votam em seu candidato por meio de cédulas. O pré-candidato que vencer a primária ganha os delegados daquele Estado, que irão apoiá-lo na convenção nacional. Nas primárias fechadas, os eleitores só podem escolher o candidato do partido em que forem registrados. Nas primárias abertas, eleitores republicanos ou de outros partidos apenas podem participar apenas de uma primária de um partido, ou seja, um eleitor não republicano pode participar da primária republicana. Nas primárias semi-fechadas, além de apenas os eleitore filiados, participam os que não possuem partido, chamados de independentes.[12] [13]

  • Delegados comprometidos: Esses delegados eleitos são legalmente obrigados a votarem em um candidato, pelo menos, na primeira votaçao da Convenção Nacional. Todos os 3 tipos de delegados podem ser comprometidos, dependendo das regras locais do estado.
  • Delegados descomprometidos: Há 120 delegados do RNC que são livres para votar em qualquer candidato que eles gostem, e os candidatos são livres para atraí-los.[14] Até 340 delegados AL e CD são descomprometidos (unpledged). Eles são eleitos em convenções, e os candidatos se esforçam para obter o maior número dos seus adeptos para se juntar nessas convenções através de caucuses e primárias nos respectivos estados.[15]
  • Atribuição dos delegados: Pode ser a mesma tanto no estado e a nível distrital ou pode ser diferente. A eleição de 2012 tem mais disputas atribuídas proporcionalmente do que a eleição de 2008.
    • Vencedor-leva-tudo (Winner-take-all). Em alguns distritos estaduais esse método não será utilizado, a menos que um dos candidatos obtiverem a maioria de todos os votos. Os estados podem usar o sistema vencedor-leva-tudo e atribuir delegados por CD (distrito congressional), caso em que distritos congressionais diferentes podem ter diferentes candidatos. Os estados podem utilizar o sistema vencedor-leva-tudo e atribuir todos os delegados eleitos a nível estadual.
    • Proporcional. A maioria dos estados que elegem delegados proporcionalmente têm limites em que os candidatos devem atender para serem dados como delegados; estes limites variam de 10% a 25% por cento dos votos. Mas alguns estados que elegem delegados proporcionalmente não têm tal limite.
    • Brecha (Loophole). A forma original de preferência, seleção de delegados pelo tipo de primária, onde os eleitores votam no candidato de preferência na primária e separadamente votam em uma chapa de candidatos. Assim, mesmo que os delegados tecnicamente sejam descomprometidos, eles irão, usando a brecha, tornando-se praticamente comprometido a um candidato.[16]
    • Convenção. Se os delegados da convenção nacional são descomprometidos ou eles não estão comprometidos no caucus realizado pela primeira vez no estado, na convenção estadual é onde eles são eleitos. As datas para essas convenções locais são mostrados entre parênteses. Para disputas em alguns pequenos territórios ou estados, o caucus pode ser a convenção.
    • Comitê. A data do comitê estadual local que elege delegados está entre parênteses.
  • Delegados garantidos: Há duas maneiras para garantir um delegado para um candidato. O delegado pode ser legalmente comprometido a um candidato por meio da disputa estadual, ou o delegado pode se comprometer pessoalmente a apoiar um candidato. Os delegados não comprometidos (superdelegados) se dividem em quatro categorias: 120 líderes do partido descomprometidos[14] (entre parênteses), 212 delegados descomprometidos atribuídos em convenções, 3 delegados descomprometidos e 2 delegados que foram atribuídos para Huntsman, mas agora são descomprometidos.[17] [18] A última coluna (descomprometidos) lista todos os delegados que ainda não se comprometeram a um candidato, de uma forma ou de outra. Isso inclui os delegados do RNC, delegados eleitos como descomprometidos, delegados eleitos como comprometidos, mas agora foram descomprometidos em relação ao seu candidato e os delegados ainda não atribuídos ou eleitos.

Disputas[editar | editar código-fonte]

Delegação estadual Status dos delegados Delegados assegurados
(excluí delegados descomprometidos do RNC)
Data Estado RNC AL CD Total Tipo de disputa Descomprometidos Comprometidos Atribuíção Gingrich Paul Romney Santorum Indeciso
3 de janeiro Iowa
3
13
12
28
Caucus
28
0
Convenção (AL)
Convenção (CD)
10 de janeiro
Nova Hampshire[a]
0
12
0
12
Primária
(semi-fechada)
0
12
Proporcional (AL)
(Sem atribuíção por CD)
3
7
2
21 de janeiro Carolina do Sul[a]
0
11
14
25
Primária
(aberta)
0
25
Vencedor-leva-tudo (AL)
Vencedor-leva-tudo (CD)
23
2
31 de janeiro Flórida[a]
0
50
0
50
Primária
(fechada)
0
50
Vencedor-leva-tudo (AL)
(Sem atribuíção por CD)
50
4 de fevereiro Nevada
3
25
0
28
Caucus
0
28
Proporcional (AL)
(Sem atribuíção por CD)
6
5
14
3
7 de fevereiro Colorado
3
12
21
36
Caucus
36
0
Convenção (AL)
Convenção (CD)
Minnesota
3
13
24
40
Caucus
40
0
Convenção (AL)[b]
Convenção (CD)
4–11 de fevereiro Maine
3
15
6
24
Caucus
24
0
Convenção (AL)
Convenção (CD)
28 de fevereiro Arizona[a]
0
29
0
29
Primária
(fechada)
0
29
Vencedor-leva-tudo (AL)
(Sem atribuíção por CD)
29
Michigan[a]
0
2
28
30
Primária
(aberta)
0
30
Vencedor-leva-tudo (AL)
Vencedor-leva-tudo (CD)
16
14
11–29 de fevereiro Wyoming
3
14
12[e]
29
Caucus
4
25
Convenção (AL)
Convenção (CD)
3 de março Washington
3
10
30
43
Caucus
3
40
Convenção (AL)
Convenção (CD)
6 de março Alasca
3
24
0
27
Caucus
3
24
Proporcional (AL)
(Sem atribuíção por CD)
2
6
8
8
Geórgia
3
31
42
76
Primária
(aberta)
0
76
Proporcional (AL)
Proporcional (CD)
55
18
3
Idaho
3
29
0
32
Caucus
0
32
Vencedor-leva-tudo (AL)
(Sem atribuíção por CD)
32
Massachusetts
3
38
0
41
Primária
(semi-fechada)
3
38
Proporcional (AL)
(Sem atribuíção por CD)
38
Dakota do Norte
3
25
0
28
Caucus
0
28
Proporcional (AL)[c]
(Sem atribuíção por CD)
2
8
7
11
Ohio
3
15
48
66
Primária
(semi-fechada)
3
63
Proporcional (AL)[c]
Vencedor-leva-tudo (CD)[c]
38
21
4
Oklahoma
3
25
15
43
Primária
(fechada)
3
40
Proporcional (AL)
Proporcional(CD)
13
13
14
Tennessee
3
28
27
58
Primária
(aberta)
3
55
Proporcional (AL)
Proporcional(CD)
9
16
30
Vermont
3
11
3
17
Primária
(aberta)
0
17
Proporcional (AL)
Vencedor-leva-tudo (CD)
4
9
4
Virgínia
3
13
33
49
Primária
(aberta)
3
46
Vencedor-leva-tudo (AL)
Vencedor-leva-tudo (CD)
3
43
6-10 de março Wyoming
3
14
12
29
Convenção
1
11
Caucus (CD)[e]
1
8
2
1
10 de março Kansas
3
25
12
40
Caucus
0
40
Proporcional (AL)
Vencedor-leva-tudo (CD)
7
33
Guam
3
6
0
9
Caucus
9
0
Caucus
6
Ilhas Marianas do Norte
3
6
0
9
Caucus
9
0
Caucus
6
Ilhas Virgens dos Estados Unidos
3
6
0
9
Caucus[f]
5
4
Caucus
1
4
1
13 de março Alabama
3
26
21
50
Primária
(aberta)
3
47
Proporcional (AL)
Proporcional (CD)
13
12
22
Samoa Americana
3
6
0
9
Caucus
3
6
Caucus
6
Havaí
3
11
6
20
Caucus
3
17
Proporcional (AL)
Proporcional (CD)
3
9
5
Mississippi
3
25
12
40
Primária
(aberta)
3
37
Proporcional (AL)
Proporcional (CD)
12
12
13
18 de março Porto Rico
3
20
0
23
Primária
(aberta)
3
20
Winner-take-all
20
20 de março Illinois
3
12
54
69
Primária
(aberta)
15
54
Convenção (AL)
Brecha (CD) [c]
42
12
15–24 de março Missouri [19]
3
25
24
52
Caucus
3
49
Convenção (AL)
Convenção (CD)
24 de março Louisiana[g]
0
20
0
20
Primária
(fechada)
0
20
Proporcional (AL)
5
10
Notas

a Estado penalizado por quebrar as diretrizes de programação do RNC. A pena reduz o número de delegados ao meio e retira privilégios de voto dos delegados líderes do partido.
b A convenção do distrito, estado ou território pode votar em comprometer seus delegados.
c Os delegados não estão legalmente comprometidos a um candidato.
d Se qualquer candidato recebe mais de 50% dos votos torna-se uma disputa de vencedor-leva-tudo.
e Wyoming tem apenas um distrito congressional, mas os 12 delegados CD são eleitos em 23 condados que estão juntos.
f Delegados das Ilhas Virgens dos Estados Unidos são legalmente comprometidos se eles são eleitos como prometido a um candidato.
g Louisiana tem uma primária e um caucus para stribuír seus delegados. O comitê estatal seleciona 5 dos 25 delegados a nível estadual como descomprometidos.
h O caucus de Montana é a sua convenção. Os delegados deste caucus são selecionados por comitês nos condados a pelo menos 10 dias antes da data da convenção estadual.

Candidatos[editar | editar código-fonte]

A competição principal começou com um campo bastante amplo, e é a primeira primária presidencial influenciada pelo movimento Tea Party. Ron Paul, que tinha se candidatado em 2008 tem uma plataforma libertária, tem considerável apoio em sua campanha presidencial, e foi recebido por eleitores republicanos como um candidato com grandes chances de vencer.[20] [21]

O ex-governador de Massachusetts Mitt Romney, que também concorreu à presidência em 2008, tomou a dianteira logo no início nas pesquisas com o apoio de grande parte dos republicano.[22] No entanto, sua vantagem sobre o campo republicano tem sido precária, devido à entrada de novos candidatos que atraiu uma atenção considerável da mídia, entre abril e agosto de 2011. O apoio entre os republicanos para o governador Rick Perry do Texas teve grande impacto contra a campanha de Romney.[23] [24]

Após uma série de fracassos em debates, Perry rapidamente perdeu pontos nas pesquisas eleitoras. Herman Cain foi seriamento comprometido, depois de alegações de assédio sexual, com sua campanha sendo suspensa em 3 de dezembro. Newt Gingrich, que salientou a necessidade de vencer o atual presidente Barack Obama e evitar as disputas intra partidária, começou a crescer em pesquisas e levantando fundos desde novembro de 2011.[25] A popularidade de Gingrich começou a diminuir em meados de dezembro sob ataques recebidos de Ron Paul e Mitt Romney.[26] Rick Santorum venceu em Iowa, por apenas trinta e quatro votos de diferença de Mitt Romney.

Lista[editar | editar código-fonte]

Atuais candidatos a nomeação do Partido Republicano que foram convidados a participar dos debates televisionados
Outros candidatos que possuem campanha ativa, mas nenhum foi convidado para participar de um debate mais amplo
Candidatos que suspenderam as candidaturas deles durante as primárias
Candidatos que suspenderam as candidaturas antes das primárias
  • Gary Johnson, ex-governador do Novo México, declarou sua candidatura em 21 de abril de 2011.[45] Johnson desistiu da candidatura pela nomeação presidencial Republicana em 28 de dezembro de 2011, endossando Ron Paul,[46] e oficialmente declarou sua candidatura a nomeação pelo Partido Libertário.[47] Ele permaneceu nas votações estaduais antes da Super Terça, e a 22 de fevereiro recebeu 2 122 votos.
  • Herman Cain, magnata da Geórgia, declarou sua candidatura em 21 de maio de 2011.[48] Depois de vários escândalos sexuais, Cain suspendeu sua campanha presidencial em 3 de dezembro de 2011[49] e endosou Newt Gingrich em 28 de janeiro de 2012.[50] Ele permaneceu nas votações estaduais, e a 22 de fevereiro recebeu 12 351 votos.
  • Tim Pawlenty, ex-governador de Minnesota, declarou sua candidatura em 23 de maio de 2011.[51] Pawlenty abandonou a corrida em 14 de agosts de 2011.[52] Ele endossou Mitt Romney para presidente em 12 de setembro de 2011.[53]
  • Roy Moore, ex-chefe de Justiça da Suprema Corte da Alabama, anunciou a formação de um comitê exploratório em 18 de maio de 2011.[54] [55] Quando ele não conseguiu chamar a atenção, ele iniciou a especulação na mídia de que ele era um candidato potencial Partido da Constituição.[56] [57] Moore eventualmente suspendeu o comitê exploratório e acabou com todas as especulações de sua candidatura em novembro de 2011, quando ele anunciou que tentaria ser novamente chefe de Justiça na Suprema Corte de Alabama em 2012.[58] Ele recebeu dois votos escritos na cédula em Iowa.
  • Thaddeus McCotter, representante pelo Michigan, declarou sua candidatura em 2 de julho de 2011.[59] McCotter desistiu da corrida em 22 de setembro de 2011 e endossou Mitt Romney.[60]
  • Jonathon Sharkey, candidato da Flórida, arquivou o comitê presidencial com o Federal Election Commission em 5 de maio de 2010.[61] [62] [63] Sharkey saiu da corrida em 17 de agosto de 2011 para procuar a carreira no cinema.[64]
  • Jack Fellure, candidato da Virgínia Ocidental, arquivou o comitê presidencial com o Federal Election Commission em 5 de novembro de 2008.[65] Fellure terminou a campanha pela nomeação Republicana em 22 de junho de 2011 após receber a nomeação presidencial pelo Partido da Proibição.[66]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Candidato Delegados conquistados[67] Voto popular[68] Estados - em primeiro lugar Estados - em segundo lugar Estados - em terceiro lugar

Mitt Romney by Gage Skidmore 4 (x).jpg

Mitt
Romney
477
(56%)
4 127 917
(40%)
16 estados e 4 territórios
Alasca, Arizona, Flórida, Havaí, Idaho, Illinois, Maine, Massachusetts, Michigan, Nevada, Nova Hampshire, Ohio, Vermont, Virginia, Washington, Wyoming
Territórios: Samoa Americana, Guam, Ilhas Marianas do Norte, Porto Rico.
8 estados
+ 1 território

Colorado, Geórgia, Iowa, Kansas, Missouri(p), Oklahoma, Carolina do Sul, Tennessee
Territórios: Ilhas Virgens dos Estados Unidos
4 estados
Alabama, Dakota do Norte, Minnesota, Mississippi

Rick Santorum by Gage Skidmore 2.jpg

Rick
Santorum
205
(24%)
2 850 546
(27%)
11 estados
Alabama, Colorado, Dakota do Norte, Iowa, Kansas, Louisiana, Minnesota, Mississippi, Missouri, Oklahoma, Tennessee
9 estados e 2 territórios
Alasca, Arizona, Havaí, Idaho, Massachusetts, Michigan, Ohio, Wyoming
Territórios: Ilhas Marianas do Norte, Porto Rico
6 estados
+1 território

Carolina do Sul, Flórida, Geórgia, Maine, Vermont, Washington
Territórios: Ilhas Virgens Americanas

Newt Gingrich by Gage Skidmore 6.jpg

Newt
Gingrich
135
(16%)
2 212 001
(22%)
2 estados
Carolina do Sul e Geórgia
4 estados
Alabama, Florida, Mississippi, Nevada
6 estados
Arizona, Colorado, Kansas, Ohio, Oklahoma, Tennessee

Ron Paul by Gage Skidmore 3 crop.jpg

Ron
Paul
34
(4%)
1 079 753
(10%)
1 território
Territórios: Ilhas Virgens dos Estados Unidos
7 estados
Dakota do Norte, Maine, Minnesota, Nova Hampshire, Vermont, Virgínia, Washington
10 estados
+ 1 território

Alasca, Idaho, Illinois, Iowa, Hawaii, Massachusetts, Michigan, Missouri(p), Nevada, Wyoming
Territórios: Ilhas Marianas do Norte
Resultados por condados

Referências

  1. 2012 Republican Delegates. Real Clear Politics. Página visitada em 29 de abril de 2012.
  2. a b c d e f g h Republican Convention. The Green Papers. Página visitada em 8 de maio de 2012.
  3. "DemConWatch delegate count", Democratic Convention Watch. Página visitada em March 10, 2012.
  4. Berg-Andersson, Richard E. (2011), Republican Detailed Delegate Allocation - 2012, http://www.thegreenpapers.com/P12/R-Alloc.phtml, visitado em Jan. 3, 2012 
  5. 2012 Republican Convention ('GOP Delegate Count' table). Democratic Convention Watch. Página visitada em Jan. 3, 2012.
  6. The Rules of the Republican Party. Republican Party.
  7. Binckes, Jeremy. "GOP Approves Changes To 2012 Primary Calendar", The Huffington Post, August 6, 2010. Página visitada em August 7, 2010.
  8. The Rules of the Republican Party pp. 18–19. Republican National Committee (August 6, 2010). Página visitada em October 3, 2011.
  9. Burns, Alexander (September 16, 2011). GOP presidential calendar threatened by rogue states. Politico. Página visitada em October 3, 2011.
  10. a b Republican Detailed Delegate Allocation - 2012. The Green Papers. Página visitada em 2012-02-04.
  11. The Ultimate Republican Nomination Information Chart. democraticconventionwatch.com. Página visitada em 2011-02-28.
  12. a b Entenda o processo eleitoral nos EUA. BBC Brasil (2/2/2012). Página visitada em 16/3/2012.
  13. a b Para entender direito: As primárias. Folha.com. Página visitada em 16/3/2012.
  14. a b Superdelegates, DemocraticConventionWatch.com
  15. Republican primaries chronological. Thegreenpapers.com. Página visitada em 2011-02-08.
  16. The Green Papers Election 2000, 2004, 2008, 2012 Glossary. Thegreenpapers.com. Página visitada em 2012-03-09.
  17. "Unbound elected delegate List", Democratic Convention Watch. Página visitada em March 13, 2012.
  18. "Unbound RNC delegate List", Democratic Convention Watch. Página visitada em March 13, 2012.
  19. Dates for some Mo. presidential caucuses changed, St. Louis Post-Dispatch February 20, 2012
  20. "Ron Paul raises most campaign cash from military workers", Content.usatoday.com, 2011-07-27. Página visitada em 2011-11-14.
  21. Ron Paul wins Values Voter straw poll; Herman Cain second - Alexander Burns. Politico.Com. Página visitada em 2011-11-14.
  22. Romney leads the way in Florida. Public Policy Polling (2011-06-23). Página visitada em August 19, 2011.
  23. GOP Primary: Perry 29%, Romney 18%, Bachmann 13%. Rasmussen Reports (August 16, 2011). Página visitada em September 14, 2011.
  24. "Perry 44% Obama 41%; President Leads Other GOP Hopefuls", Rasmussen Reports, September 1, 2011. Página visitada em September 14, 2011.
  25. Khan, Naureen. Gingrich Making the Right Moves in Primary States - Naureen Khan. NationalJournal.com. Página visitada em 2011-11-14.
  26. Montopoli, Brian. Poll: Newt Gingrich's lead over Romney is gone. CBS News. Página visitada em 2012-01-03.
  27. Elliot, Philip, Holly Ramer. "Romney opens presidential bid — he's got company", Seattle Times Newspaper, June 2, 2011. Página visitada em 5 September 2011.
  28. Marr, Kendra. "Newt Gingrich running for president", Politico, May 11, 2011. Página visitada em May 11, 2011.
  29. Steinhauser, Paul. "Rep. Ron Paul announces candidacy for president", CNN, May 13, 2011. Página visitada em 5 September 2011.
  30. Fred Karger Presidential Exploratory Committee (March 21, 2011). Fred Karger to be First to File for President With the Federal Election Commission. Press release. Página visitada em May 3, 2011.
  31. Memoli, Michael A.. "'King of birthers' to run for president", Seattle Times Newspaper, December 29, 2010. Página visitada em 5 September 2011.
  32. Katz, Celeste. "Now I've Heard It All... From Jimmy McMillan: Updated", Daily News, December 24, 2010. Página visitada em 5 September 2011.
  33. Stephanopoulos, George. Exclusive – Rick Santorum Will Run for President: 'We're In It to Win'. Página visitada em 2011-06-06.
  34. "Roemer kicks off 2012 presidential bid", July 21, 2011. Página visitada em July 21, 2011.
  35. "Gov. Buddy Roemer Goes Independent", Buddy Roemer for President, February 22, 2012. Página visitada em February 22, 2012.
  36. Kerley, David. Texas Gov. Rick Perry Entering 2012 Race.
  37. "Rick Perry ends White House bid and backs Newt Gingrich", BBC News, 19 de janeiro de 2012. Página visitada em 19 de janeiro de 2012.
  38. Egan, Mark. "Huntsman enters 2012 race against ex-boss Obama", Reuters, June 21, 2011. Página visitada em 5 September 2011.
  39. Rutenberg, Jim. "Huntsman Says He’s Quitting G.O.P. Race", The New York Times, 15 de janeiro de 2012. Página visitada em 15 de janeiro de 2012.
  40. Burns, Alexander (October 28, 2011). The long, long New Hampshire ballot. Politico. Página visitada em 31 October 2011.
  41. Weckselblatt, Gary. Greenleaf on presidential ballot. phillyBlurbs.com. Página visitada em 31 October 2011.
  42. http://www.phillyburbs.com/news/local/the_intelligencer_news/greenleaf-i-m-not-running-for-president/article_051e3563-25ee-5c2a-aa1e-4ca6da0c696f.html
  43. O'Connor, Patrick. "Bachmann: Officially in 2012 Race", The Wall Street Journal, June 27, 2011. Página visitada em June 27, 2011.
  44. King, John. "Bachmann ends GOP presidential bid", CNN, 4 de janeiro de 2012. Página visitada em 19 de janeiro de 2012.
  45. Gary Johnson makes 2012 presidential run official. Politico (April 21, 2011). Página visitada em August 6, 2011.
  46. Nelson, Steven and Will Rahn (December 28, 2011). Gary Johnson encourages supporters to vote for Ron Paul in GOP primaries. The Daily Caller. Retrieved December 28, 2011.
  47. Gary Johnson makes switch to Libertarian Party official. New Hampshire Union Leader (December 28, 2011). Página visitada em December 28, 2011.
  48. Green, Joshua (May 21, 2011) "Herman Cain Makes It Official", The Atlantic. Retrieved May 21, 2011.
  49. Cain suspends presidential bid. CNN (December 3, 2011). Página visitada em January 19, 2012.
  50. Elliott, Philip (January 28, 2012). Cain backs Gingrich's presidential bid. Associated Press. Retrieved January 28, 2012.
  51. Grier, Peter (May 23, 2011). Tim Pawlenty enters 2012 race: how he might win. The Christian Science Monitor. Página visitada em 5 September 2011.
  52. Reinhard, Beth. "Bachmann Boom; TPaw Bust?", National Journal, August 13, 2011. Página visitada em August 14, 2011.
  53. "Pawlenty Endorses Romney for President, Cites 'Unmatched' Business Experience", Fox News Channel, September 12, 2011. Página visitada em September 22, 2011.
  54. (April 18, 2011) "Ten Commandments judge explores presidential run", Associated Press. Retrieved April 18, 2011.
  55. (April 18, 2011) "Republican former judge Roy Moore testing waters for presidential bid", Des Moines Register. Retrieved April 18, 2011.
  56. [1], "Sunshine State News". Retrieved September 14, 2011.
  57. [2], "Independent Political Report". Retrieved September 14, 2011.
  58. Derby, Kevin (November 23, 2011). Roy Moore to Run for His Old Job -- Not the White House. Sunshine State News. Página visitada em November 24, 2011.
  59. Barr, Andy. "Thaddeus McCotter 2012 announcement is unusually understated", Politico, July 2, 2011. Página visitada em July 3, 2011.
  60. Shepardson, David. "McCotter drops out of race for GOP presidential nomination", September 22, 2011. Página visitada em September 22, 2011.
  61. The Impaler for President 2012. Federal Elections Commission. Página visitada em 5 June 2011.
  62. Pransky, Noah (March 15, 2010). Florida vampire to run for president. WTSP.com. Página visitada em 5 June 2011.
  63. Friedman, Emily (January 24, 2011). Vampire Among Hopefuls Running for President in 2012. ABC News. Página visitada em 5 June 2011.
  64. Miscellaneous Report to the FEC. FEC. Página visitada em 27 August 2011.
  65. Reports Image Index for Candidate ID: P20000089. Federal Elections Commission. Página visitada em 24 June 2011.
  66. PAGE BY PAGE REPORT DISPLAY FOR 11030621309 (Page 1 of 2). FEC (July 7, 2011). Página visitada em 5 September 2011.
  67. "NPR Delegate Tracker", National Public Radio. Página visitada em March 14, 2012.
  68. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas autogenerated1

Ligações externas[editar | editar código-fonte]