Elektra Natchios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Elektra
Elektra por Greg Horn.jpg

Arte de Greg Horn para capa da primeira edição de Elektra.
Dados da publicação
Publicado por Marvel Comics
Primeira aparição Daredevil #168 (Jan. de 1981)
Criado por Frank Miller
Características do personagem
Alter ego Elektra Natchios
Espécie Humana
Afiliações Tentáculo
S.H.I.E.L.D.
Hidra
The Chaste
Thunderbolts
Codinomes conhecidos Erynys
Habilidades Mestre em artes marciais, hipnose, proteção contra telepatas, premonição.
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Elektra Natchios, ou comumente chamada Elektra, é um personagem fictício da editora Marvel Comics. Ela foi criada por Frank Miller para a revista Daredevil (em português Demolidor). Sua primeira aventura ocorreu em Daredevil #168 (Janeiro de 1981)[1] .

Ela é uma ninja e assassina que usa um par de uma arma japonesa que parecem ser sai, que são espadas curtas, sua marca registrada. A personagem greco-americana é uma das mais memoráveis criações de Miller para a Marvel.

Origens[editar | editar código-fonte]

Na primeira história, Elektra aparece como a vilã ninja mas o Demolidor a reconhece como seu primeiro amor: Elektra Natchios, filha então adolescente de um embaixador grego. Ela também percebe que o herói é Matt Murdock, pois durante o primeiro encontro mostrado em flashback ele ficou tão empolgado com a moça que para impressioná-la revelou seus poderes.

No entanto, o rápido romance terminou quando o campus da universidade onde Matt estudava foi atacado por nacionalistas gregos que queriam matar o pai de Elektra. Apesar dos esforços de Matt, ele não conseguiu salvá-lo. Traumatizada, Elektra resolve voltar para a Grécia, abandonando Matt. Os dois se reencontrariam anos depois, com Matt já transformado em Demolidor e ela, em ninja assassina. Dessa forma, assim com o mito grego que deu nome a ela, Elektra se torna extremamente cruel em função da dor causada pela perda do pai.

Elektra acaba sendo contratada pelo Rei do Crime para ser sua assassina particular. Mercenário, o antigo criminoso que ocupara esse lugar e que havia se afastado ao ser preso pelo Demolidor e logo depois sofrer de um tumor cerebral que quase o matou, decide matar Elektra quando se recupera, para voltar para o seu emprego.

O duelo entre Elektra e o Mercenário é um momento memorável da Marvel nos anos 80, culminando com a morte da vilã. Mercenário usa as próprias armas Sais para perfurá-la e a deixa agonizante. A moça se arrasta até o apartamento de Murdock, e morre em seus braços.

Elektra foi trazida de volta à vida por Stick e os Virtuosos.

A volta[editar | editar código-fonte]

Depois de ressuscitar, a personagem Elektra variou entre um comportamento de anti-heroína e de vilã, até que finalmente recebeu uma série própria que mostra sua busca por redenção.

Elektra se tornou uma das mais famosas personagens das HQs, com sua roupa vermelha e às vezes um lenço na cabeça da mesma cor. Enquanto esteve livre de seu lado maléfico, usava uma roupa branca e agia como heroína.

Outras mídias[editar | editar código-fonte]

Filmes[editar | editar código-fonte]

Elektra foi interpretada por Jennifer Garner nos filmes Demolidor - O homem sem medo em 2003 e Elektra, lançado em 14 de janeiro de 2005.

Videogames[editar | editar código-fonte]

Em Marvel: Ultimate Alliance, a Elektra é jogável em todas as plataformas, sendo que seu ataque extremo é o Curse of the Hand e suas roupas são: Classic, Ultimate, Assassin e Stealth.

Elektra também participa do jogo Marvel Nemesis: Rise of the Imperfects.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências