Elena Anaya

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Elena Anaya
Elena em 2010, no Festival de Málaga.
Nascimento 17 de julho de 1975 (39 anos)
Palência
Nacionalidade  espanhola
Ocupação atriz
Atividade desde 1996
Página oficial
IMDb: (inglês)

Elena Anaya (Palência, 17 de julho de 1975) é uma atriz espanhola, vencedora do Prêmio Goya.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Os pais de Elena se separaram quando ela ainda era criança. Estudou no colégio Santo Ángel de la Guarda, em Palencia. Não era boa aluna, tanto que repetiu de ano algumas vezes. Acabou preferindo limpar e cozinhar na pensão para estudantes de sua mãe.

Em 1996, Elena se inscreveu para um teste na Real Escuela Superior de Arte Dramático de Madri. Reprovada, passou a frequentar o curso de interpretação do ator Manuel Morón. Numa segunda tentativa, pôde finalmente se matricular na Real Escuela, mas foi jubilada por faltas — estava trabalhando no filme que seria sua estreia no cinema, Familia, de Fernando León. Matriculou-se então na escola de interpretação de Juan Carlos Corazza.

Tentando conciliar estudos e trabalho, chegou a fazer papéis no teatro (A bocados, Una luz que ya no está) e no cinema (Las huellas borradas de Enrique Gabriel, Finisterre, Lágrimas negras ou Grandes ocasiones).

O reconhecimento veio com o filme Lucía y el sexo, de Julio Médem, no qual interpreta Belén, uma babá com jeito de "lolita". Por esse trabalho, ganhou o prêmio da Unión de Actores de España e uma indicação ao prêmio Goya.

Desde 2004, fez vários filmes em língua inglesa, como a superprodução Van Helsing, de Stephen Sommers, ou Dead Fish, de Charley Stadler, no qual contracenou com o veterano Gary Oldman. Nesse ano, foi considerada uma das maiores estrelas do cinema europeu, pela European Film Promotion.

Em 2006, integrou o elenco da produção mais cara do cinema espanhol: Alatriste, de Agustín Díaz Yanes. Nesse ano, coprotagonizou o musical SexyBack, do cantor pop Justin Timberlake. Em 2010, foi convidada pelo diretor Julio Medem para protagonizar o filme Room in Rome, com a russa Natasha Yarovenko.

Desde 2008 mantém um relacionamento com a cineasta Beatriz Sanchís.[1]

Em 2011, Pedro Almodóvar a escolheu para protagonizar, ao lado de Antonio Banderas, seu filme La piel que habito. Por esse papel, Elena ganharia o prêmio Goya de melhor atriz de 2011.[2] Foi nesse ano que também assumiu publicamente sua homossexualidade.[3]

Em 2012, recebeu o Prêmio Málaga, no Festival de Málaga.[4]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Elenco e diretor de La piel que habito.
Ano Filme Papel
2013 Pensé que iba a haber fiesta
2012 Inertia
2012 Todos están muertos
2011 La piel que habito
2010 À bout portant
2010 Habitación en Roma Alba
2009 Hierro
2009 Cairo Time
2008 L'instinct de mort
2008 Sólo quiero caminar
2007 Savage Grace
2007 In the Land of Women
2006 Miguel y William
2006 Alatriste
2005 Frágiles
2005 Dead Fish
2004 Van Helsing
2003 Dos tipos duros
2001 La habitación azul
2001 Rencor
2001 Hable con ella
2001 Sin noticias de dios
2000 El árbol del penitente
2000 Lúcia e o Sexo
2000 El invierno de las anjanas
1999 Las huellas borradas
1998 Grandes ocasiones
1998 Finisterre, donde termina el mundo
1998 Lágrimas negras
1997 Familia
1996 África

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Prêmios Goya

Ano Categoria Filme Resultado
2011 Melhor protagonista feminina La piel que habito Venceu
2010 Melhor protagonista feminina Habitación en Roma Indicado
2001 Melhor coadjuvante feminina Lucía y el sexo Indicado

Fotogramas de Plata

Ano Categoria Filme Resultado
2011 Melhor atriz de cinema La piel que habito Venceu
2010 Melhor atriz de cinema Habitación en Roma Venceu

Unión de Actores

Ano Categoria Filme Resultado
2011 Melhor protagonista de cinema La piel que habito Indicado
2010 Melhor protagonista de cinema Habitación en Roma Indicado
2001 Melhor coadjuvante de cinema Lucía y el sexo Venceu
Festival de Málaga
Ano Categoria Filme Resultado
2012 Prêmio Málaga Venceu

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Elena Anaya