Eletro-óptica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Eletro-óptica (português brasileiro) ou eletro-ótica (português europeu) é um ramo de tecnologia envolvendo componentes, dispositivos e sistemas que operam por modificação das propriedades óticas de um material por um campo elétrico. Portanto ela envolve a interação entre os estados eletromagnéticos (ótico) e elétrico (eletrônico) dos materiais.

Dispositivos eletro-óticos[editar | editar código-fonte]

O efeito eletro-ótico se relaciona à mudança nas propriedades óticas de um meio, que é normalmente uma mudança na birrefringência e não simplesmente o índice de refração. Em uma célula Kerr, a mudança na birrefringência é proporcional ao quadrado do campo elétrico, e o material é geralmente um líquido. Em uma célula Pockels, a mudança na birrefringência varia linearmente com o campo elétrico, e o material é um cristal.

Terminologia[editar | editar código-fonte]

"Eletro-ótica" é frequentemente usada erroneamente como sinônimo para "optoeletrônica".

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Friedman, Edward. Photonics Rules of Thumb: Optics, Electro-optics, Fiber Optics, and Lasers. [S.l.]: McGraw-Hill Professional, 2004. ISBN 0071385193