Eletroquímica quântica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A escola científica da eletroquímica quântica foi fundada na década de 1960 por Revaz Dogonadze. De forma geral, este campo engloba as ideias vindas da eletrodinâmica, mecânica quântica e eletroquímica, sendo portanto objeto de estudo de um grupo bastante amplo e diversificado de pesquisadores.

De maneira mais especifica, a eletroquímica quântica é a aplicação de ferramentas da mecânica quântica, como a teoria do funcional da densidade, no estudo de processos eletroquímicos, incluindo a transferência de elétrons em eletrodos[1] . Também inclui modelos da Teoria de Marcus.

História e contribuidores[editar | editar código-fonte]

O primeiro desenvolvimento da "eletroquímica quântica" é difícil de ser identificado. Tal fato não é muito surpreendente, já que o desenvolvimento da mecânica quântica na química pode ser resumido como a aplicação dos modelos da equação de Schrodinger em átomos e moléculas. Sendo assim, a eletroquímica, que esta relacionada particularmente com os estados eletrônicos de alguns sistemas específicos, já é, por sua natureza, ligada ao modelo quântico do elétron na química quântica. Houve defensores da eletroquímica quântica que aplicaram a mecânica quântica à eletroquímica com ardor, limpidez e precisão incomuns. Entre eles estava Revaz Dogonadze e seus colaboradores. Eles desenvolveram um dos primeiros modelos quânticos para reação de transferência do próton em sistemas químicos. Dogonadze é um fomentador da eletroquímica quântica que é particularmente celebrado, e é creditada a ele a formação de uma escola de verão de eletroquímica quântica com sede na Iugoslávia. Ele é o principal autor de duas importantes teorias no campo da eletroquímica quântica. Outro importante contribuidor foi Rudolph A. Marcus, que venceu o Prêmio Nobel de Química em 1992 por sua Teoria das Reações de Transferência de Elétrons em Sistemas Químicos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. M. Lashgari et al. (2007). "Quantum electrochemical approaches to corrosion inhibition properties of some aniline derivatives in acidic media". Journal of the Electrochemical Society 154 (8): P93-P100.
  • R.R. Dogonadze, "Theory of Molecular Electrode Kinetics", in: N.S. Hush (Ed.), Reactions of Molecules at Electrodes, Interscience Pub., London, 1971, pp. 135–227
  • R.R. Dogonadze and Z.D. Urushadze, "Semi-classical Method of Calculation of Rates of Chemical Reactions".- J.Electroanal. Chem., 32, 1971, pp. 235–245
  • R.P. Bell, "The Proton in Chemistry", Chapman and Hall, London-New York, 1973
  • N.R. Kestner, J. Logan and J. Jortner, "Thermal Electron Transfer Reactions in Polar Solvents".- J.Phys. Chem., 78, 1974, pp. 2148–2166
  • R.R. Dogonadze, A.M. Kuznetsov, M.G. Zaqaraya and J. Ulstrup, "A Quantum Theory of Low-Temperature Chemical and Biological Rate Processes", in: B. Chance, R.A. Marcus, D. DeVault, H. Frauenfelder, J.R. Schrieffer and N. Sutin (Eds.), Tunneling in Biological Systems, Academic Press, New York, 1979, pp. 145–171
  • R.P. Bell, "The Tunneling Effect in Chemistry", Chapman and Hall, London-New York, 1980
  • R.R. Dogonadze and A.M. Kuznetsov, "Quantum Electrochemical Kinetics: Continuum Theory", in: B.E. Conway, J.O'M. Bockris and E. Yeager (Eds.), Comprehensive Treatise of Electrochemistry, Vol. 7, Plenum Press, New York, 1983, pp. 1–40
  • "Electrodynamics and Quantum Phenomena at Interfaces" (Proceedings of the International Conference, Telavi, Georgia, October 1-6, 1984), Publishing House "Metsniereba", Tbilisi, 1986, 558 pp. (in English)
  • J.O'M. Bockris, Shahed U.M. Khan, "Quantum Electrochemistry", Plenum Press, New York, 1979, 538 pp. (ISBN 0-306-31143-7)
  • "Standard bearer of Quantum Electrochemistry" ("Flagman Kvantovoy Elektrokhimii"). About Professor Revaz R. Dogonadze. Compiled by Prof. Z.D. Urushadze, Publishing House of the Tbilisi State University, Tbilisi, 1991, 140 pp. (In Russian)
  • M. Bixon and J. Jortner, "Electron Transfer. From Isolated Molecules to Biomolecules".- Adv. in Chem. Physics, 106, 1999, pp. 35–203
  • "Encyclopedia of Electrochemistry", Vol. 2, Interfacial Kinetics and Mass Transport, Wiley Publishers, 2003, 563 pp. (ISBN 3-527-30394-4).
  • Revaz Dogonadze Memorial Issue of the Journal of Electroanalytical Chemistry and Interfacial Electrochemistry, vol. 204, Lausanne, 1986.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Química é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.