Elizabeth Blackwell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Elizabeth Blackwell
Nascimento 3 de fevereiro de 1821
Bristol,  Inglaterra
Morte 31 de maio de 1910 (89 anos)
Hastings

Elizabeth Blackwell (Bristol, 3 de fevereiro de 1821Hastings, 31 de maio de 1910) foi uma médica norte-americana, sendo a primeira mulher a exercer a medicina nos Estados Unidos.[1]

Nasceu em Bristol (Inglaterra), a terceira dos nove filhos de Samuel Blackwell, um refinador de açúcar e Lane Hannah. Cresceu em uma família com capacidade econômica suficiente para pagar a educação para todas as crianças. Em 1831, emigrou com sua família para Cincinnati, Estados Unidos e seu pai abriu uma refinaria em Nova York. Blackwell, após a morte de seu pai, começa a estudar medicina, com o desejo de se envolver na prática médica.

Em 11 janeiro de 1849 se tornou a primeira mulher a receber um doutorado nos Estados Unidos.

Ela foi para Paris onde trabalhou na maternidade. Quando tratava de uma criança, uma secreção purulenta espirrou no seu olho esquerdo deixando-a cega. Logo depois, foi para a Inglaterra onde conheceu Florence Nightingale e retornando para os Estados Unidos, fundou com a irmã Emily, uma escola de enfermagem para as mulheres.

Depois da guerra, em 1868 fundou uma Universidade Médica da Mulher e no ano seguinte foi para a Inglaterra onde ela foi professora de ginecologia até sua aposentadoria em 1907.

Referências

  1. Elizabeth Blackwell Biography Encyclopedia of World Biography. Visitado em 22/12/2011.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]