Ellen Oléria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ellen Oléria
Ellen na FIFA Fan Fest, Taguatinga, DF, 2014 (foto:André Borges/Comcopa)
Informação geral
Nome completo Ellen Gomes de Oléria
Nascimento 12 de novembro de 1982 (32 anos)
Origem Brasília, DF
País Brasil Brasil
Gênero(s) MPB, samba, soul, bossa nova, hip-hop, funk
Instrumento(s) Vocal, violão, guitarra
Extensão vocal soprano dramática
Período em atividade 2000- presente
Outras ocupações Compositora, Atriz
Gravadora(s) Carne Dura Produções
Universal Music Group[1]
Afiliação(ões) Banda Pret.utu, Banda Soatá
Poliana Martins (cônjuge)[2]
Página oficial http://www.ellenoleria.com.br

Ellen Gomes de Oléria (Brasília, 12 de novembro de 1982)[3] é uma cantora, musicista, compositora e atriz brasileira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ellen no Festival Contato de 2011.

Ellen nasceu em Brasília e foi criada em Taguatinga.[4] Inicialmente interessada mais em instrumentos,[3] começou cantando em coros de igreja, por influência dos pais.[4] Iniciou a carreira de cantora aos 16 anos. Ellen Oléria é atriz formada pela UnB.[4] Atua desde o ano 2000 no circuito cultural como cantora, compositora e instrumentista autodidata. Ganhou inúmeras edições do Festival Universitário Finca (Festival Interno de Música Candanga) da UnB,[4] sendo a maior vencedora da história do Festival de Música Tom Jobim do SESC – DF, multipremiada no Festival de Música dos Correios.

Com um repertório que atinge grande diversidade de público, Ellen Oléria abre shows de artistas de vários segmentos, com aprovação da crítica midiática e do público desde o jazz ao samba, do samba ao pop, do pop ao hip hop e do hip hop às manifestações do regionalismo brasileiro como o congado, os afoxés e o carimbó. Em 2006 abre os shows de Lenine e do camaronês Richard Bona. Em 2007 participa da gravação do DVD comemorativo de 25 anos de carreira de GOG, grande referência do hip hop nacional, Ellen Oléria dividiu o palco com artistas como Lenine, Maria Rita e Paulo Diniz. Em agosto do mesmo ano, Ellen Oléria abre os shows de Geraldo Azevedo, Paulinho Moska e Monobloco. O início de 2008 é marcado pela abertura do show de Chico César. É aplaudida de pé pelo público que a assistiu ao lado do amigo e guitarrista Rodrigo Bezerra no Femusic em Maringá. Em seguida, Oléria abre o show de Guilherme Arantes, e recebe ao lado de GOG no Canecão (RJ) inúmeros prêmios Hutúz com o CD Aviso às Gerações, que marca o encontro da brasiliense com o rapper GOG, parceria que, em 2009, a leva para o Fórum Social Mundial (PA), onde canta ao lado do grupo argentino Actitud María Marta. Ainda em 2009, Ellen Oléria abre o show de Ney Matogrosso, Margareth Menezes, Milton Nascimento e Sandra de Sá. Realiza também um show em Salvador e outro em São Paulo. Neste mesmo ano, lança o disco independente Peça, produzido pelo parceiro e guitarrista Rodrigo Bezerra. Em 2010, Ellen Oléria abriu o show de Leci Brandão na Marcha Mundial de Mulheres em São Paulo e dividiu o palco com Hamilton de Holanda, Yamandú Costa, Diogo Nogueira, Móveis Coloniais de Acaju e no aniversário de 50 anos de Brasília Ellen Oléria recebeu em seu palco Sandra de Sá. Também em 2010 integrando a banda Soatá a cantora participa da gravação do primeiro disco da banda que mistura ritmos amazônicos com rock’n roll. Em 2011 a cantora grava seu DVD com a banda Pretutu, Ellen Oléria e Pret.utu - Ao Vivo no Garagem, com as participações de Hamilton de Holanda e o rapper Emicida. No ano de 2012 além de gravar um documentário pelos interiores do Estado do Pará com a banda Soatá e mestres do carimbó a cantora ganha notória visibilidade ao ganhar o título de a voz do Brasil no reality show The Voice Brasil exibido pela TV Globo.[1] Em 2013, Ellen Oléria grava seu 4º disco, pela Gravadora Universal Music do Brasil com participação de Carlinhos Brown. Atualmente a cantora apresenta seu novo trabalho pelo país.

Cquote1.svg Canto o universo de uma negra, lésbica, criada na Chaparral, região entre Taguatinga e Ceilândia. Cquote2.svg
Ellen Oléria[4]
Cquote1.svg Vocês querem uma voz que cura? Está aí: Ellen Oléria! Cquote2.svg
Carlinhos Brown

Pret.utu[editar | editar código-fonte]

A banda Pret.utu, em sua primeira formação com Célio Maciel (bateria), Paula Zimbres (baixo) e Rodrigo Bezerra (guitarra) se une em outubro de 2005 já com o propósito de integrar o projeto autoral de Ellen Oléria. Desde o início, a banda segue uma estratégica mistura de swing brazuca e performance jazzística, o que redimensiona a produção da cantora. Em 2008 a presença de Felipe Viegas no piano/teclado traz ainda maior sensibilidade aos arranjos. E em 2010, com a saída de Rodrigo Bezerra, Pedro Martins, vindo de outros trabalhos com os já “pret.utudos”, passa a somar o som criativo da sua guitarra à Pret.utu. A banda contou com a participação do percussionista Léo Barbosa de 2010 até o fim dos trabalhos da banda, no ano de 2012.

Banda Soatá[editar | editar código-fonte]

Ellen Oléria participou também da Banda Soatá, uma banda de rock alternativo e carimbó criada em 2007, com integrantes do DF e do Pará provenientes da banda Epadu. Além de Ellen, conta com Jonas Santos (compositor e guitarrista), Riti Santiago (baterista), Dido Mariano (baixista) e Lieber Rodrigues (percussionista).[5] A banda atuou até 2013. A banda lançou o filme documentário "Amundiá Soatá" com direção de Douro Moura e produção de Margarete Marchine. O filme registra a banda Soatá em vários pontos do Pará em encontros com grandes mestres do carimbó. Em 2013 a banda gravou seu último trabalho: um dvd que aguarda lançamento oficial.

The Voice Brasil[editar | editar código-fonte]

A cantora foi a vencedora da 1ª temporada do reality show musical The Voice Brasil, da TV Globo. Na primeira prova cega, cantou a música "Zumbi" de Jorge Ben Jor. Foi aplaudida de pé pelos quatro jurados do programa e escolhida por todos, optando por integrar o time de Carlinhos Brown "por um vínculo poético e estético".[6] Ellen ganhou um prêmio de 500 mil reais, um contrato com a gravadora Universal Music, gerenciamento de carreira, um carro 0 km e um show no réveillon de Copacabana no Rio de Janeiro em 2012.[1]

Episódio Canção (Artista) Resultado Notas Ref
Audições às cegas, parte 1 Zumbi” (Jorge Ben Jor) Os quatro jurados viraram a cadeira Escolheu Carlinhos Brown como técnico [6]
Batalhas, parte 2 Canto das Três Raças” (Clara Nunes) Venceu a batalha Batalha contra Maria Christina (resgatada por Lulu Santos) [7]
Apresentações ao vivo, parte 1 Um Móbile no Furacão” (Paulinho Moska) Venceu a disputa: Mais votada pelo público (46%) Disputa contra Mira Callado (salva pelo técnico) e Karla da Silva (eliminada) [8]
Apresentações ao vivo, parte 4 Maria, Maria” (Milton Nascimento) Venceu a disputa: Mais votada pelo público (33%) Disputa contra Ludmillah Anjos (salva pelo técnico), Rafah e Dani Morais (eliminados) [9]
Apresentações ao vivo, Semifinais Jack Soul Brasileiro” (Lenine) Venceu a disputa: Mais votada pelo público (42%) Disputa contra Ludmillah Anjos (salva pelo técnico) e Mira Callado (eliminada) [10]
Apresentações ao vivo, Finais, parte 1 Anunciação” (Alceu Valença) Venceu a disputa: Escolhida pelo técnico Carlinhos Brown Disputa contra Ludmillah Anjos, que foi eliminada [11]
Apresentações ao vivo, Finais, parte 2 Taj Mahal” (Jorge Ben Jor) Venceu o programa com 39% dos votos Disputa contra Liah Soares, Maria Cristina e Ju Moraes, que foram eliminadas [1]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

  • 2009: Peça Gravação independente. Produção: Rodrigo Bezerra
  • 2011: Soatá Gravação independente. Produção: Riti Santiago, co-produção: Soatá
  • 2013: Ellen Oléria

Álbuns ao vivo[editar | editar código-fonte]

Singles e participações[editar | editar código-fonte]

  • 2006: Carta à mãe África GOG - Álbum: Aviso às Gerações. Produção: Só balanço.
  • 2006: Forró Rádio Casual - Álbum: Tomo um do oráculo universal das constantes inconstâncias pessoais do pessoal. Gravação independente.
  • 2007: Carta à mãe África GOG - Álbum: Cartão Postal Bomba!. Produção: Só balanço.
  • 2007: Tamborim com Aija Andrejeva. Gravação independente.
  • 2011: Nós por nós com GOG. Gravação independente.
  • 2011: Bênção Estrada com Paula Zimbres. Gravadora independente.
  • 2012: Marcas com Léo Campos - Álbum: Universo para Léo. Gravação independente.
  • 2012: Aqui onde estão com Opanijé. Gravação independente.
  • 2014: Te beijar com Alexandre Carlo (Natiruts). Sony Music.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria
2003 Festival Interno de Música Candanga (FINCA) Melhor Intérprete: Senzala (A feira da Ceilândia)[nota 1]
2004 Festival e Música dos Correios Melhor Intérprete; Exceções
Melhor Canção: Exceções[nota 2]
2005 Prêmio Sesc de Música Tom Jobim Melhor Intérprete: Notícia brasileira
2006 Festival Interno de Música Candanga (FINCA) Melhor Música: Pedro - Falando com o reflexo[nota 3]
2006 Festival e Música dos Correios Melhor Intérprete: Presente mais-que-perfeito
Melhor música: Presente mais-que-perfeito
2006 Prêmio Sesc de Música Tom Jobim Melhor Música: Mandala
2008 Prêmio Sesc de Música Tom Jobim Melhor Música: Júri popular

Notas

  1. E 2ª Melhor Canção com a mesma música
  2. E 2ª Melhor Canção com Natural Luz
  3. 2º/2006; no 1º/2006, ficou com 2ª Melhor Música com Ato II

Referências

  1. a b c d Ellen Oléria é a grande vencedora do The Voice Brasil (html) The Voice Brasil - site oficial (16-12-2012). Visitado em 18-12-2012.
  2. Lima, Luciana (12/08/2013). Ellen Oléria se casa com Poliana Martins iGay - iG Brasília. Visitado em 12/0/2013.
  3. a b autobiografia Ellen Oléria oficial. Visitado em 01/02/2012.
  4. a b c d e Lima, Irlam Rocha (02/07/2009). Ellen Oléria solta a voz no show de lançamento do primeiro CD, em Taguatinga (shtml) Correio Braziliense. Visitado em 15/08/2010.
  5. Banda Soatá reúne jovens músicos em Brasília (html) Diário do Pará.com.br (18/04/2010). Visitado em 27/05/2012.
  6. a b Candidata de Brasília é aprovada e disputada pelos quatro técnicos (html) The Voice Brasil - site oficial (23/09/2012). Visitado em 23/09/2012.
  7. Ellen Oléria sobre Batalha: 'Tremi igual a vara verde' (html) The Voice Brasil - site oficial (29-10-2012). Visitado em 11-11-2012.
  8. Ellen Oléria é salva pelo público (html) The Voice Brasil - site oficial (11-11-2012). Visitado em 25-11-2012.
  9. Rafah e Dani Morais deixam o The Voice Brasil (html) The Voice Brasil - site oficial (02-12-2012). Visitado em 02-12-2012.
  10. Ellen Oléria e Ludmillah Anjos estão na final do The Voice Brasil (html) The Voice Brasil - site oficial (09-12-2012). Visitado em 09-12-2012.
  11. Última vaga na final do The Voice Brasil é de Ellen Oléria (html) The Voice Brasil - site oficial (16-12-2012). Visitado em 18-12-2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ellen Oléria