Elliot S! Maggin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Elliot S! Maggin
Cônjuge Pamela King
(1983-1988, 1991-atualidade)[1]
Principais trabalhos Superman
(incluindo a história Must There Be a Superman?)
Página oficial
http://elliot.maggin.com/

Elliot S. Maggin, conhecido pela grafia alternativa Elliot S! Maggin, é um escritor americano, conhecido por seu trabalho em revistas em quadrinhos - meio onde é particularmente associado ao personagem Superman, tendo escrito não apenas edições das revistas Action Comics e Superman, como também aclamados romances ligados ao personagem. O jornalista brasileiro Érico Assis, em texto publicado no site Omelete, sintetizaria: "Entre 1971 e 1986, Maggin foi o principal escritor dos quadrinhos de Superman, e até hoje é visto pelos fãs como um dos definidores do caráter do herói e da motivação dos super-heróis em geral"[2] .

Maggin é membro do Partido Democrata dos Estados Unidos, e por duas vezes anunciou sua intenção de concorrer à uma indicação para ser candidato às eleições que compõem o Congresso do país, em dois distritos eleitorais diferentes: em 1984 pelo segundo distrito eleitoral de New Hampshire e em 2008 pelo vigésimo-quarto distrito da Califórnia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Superman[editar | editar código-fonte]

Maggin, então com cerca de vinte anos, tornou-se amigo de um jovem de doze anos chamado Jeph Loeb, e durante uma conversa entre os dois surgiu aquela que seria uma das primeiras histórias em quadrinhos escritas por Maggin e uma das mais importantes histórias de Superman já publicadas: Must There Be a Superman?[3] [4]

Maggin escreveria as revistas dos personagem entre 1971 e 1986 e foi o responsável pela introdução de inúmeros conceitos que continuariam a ser parte do Universo DC mesmo após a sua saída: o personagem Superboy-Prime[5] [6] (que, por sua vez, serviu de inspiração para o enredo da minissérie "Superman: Identidade Secreta", escrita por Kurt Busiek[7] [8] ) e a empresa fictícia Lexcorp, de propriedade de Lex Luthor[9] [10]

Outros trabalhos de Maggin com o personagem incluem os aclamados romances Last Son of Krypton e Miracle Monday.[4]

Política[editar | editar código-fonte]

Em 1984, Maggin concorreu pela primeira vez à uma indicação para ser o candidato do Partido Democrata nas eleições para a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, pelo 2º Distrito Congressional de Nova Hampshire. Maggin não chegou a participar das eleições partidárias que escolheram o representante daquele ano e, após a eleição, foi processado, junto com o tesoureiro de sua campanha, pela Federal Election Commission, agência reguladora responsável por investigar as eleições americanas, por não terem submetido determinados relatórios de contabilidade[11]

Em 21 de maio de 2007 Maggin anunciou que pretendia concorrer no ano seguinte à indicação do Partido Democrata para ser o representante do 24º Distrito Congressional da Califórnia.[2]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Casamento[editar | editar código-fonte]

Maggin casou-se com Pamela King pela primeira vez em 1983. O casal divorciou-se em 1988, e casou-se novamente em 1991.[1]

Origem do nome artístico[editar | editar código-fonte]

Habituado a usar pontos de exclamação em seus roteiros, ao invés de um ponto final, Maggin chegou a assinar seu próprio nome certa vez como Elliot S! Maggin, e a alteração chamou a atenção do editor Julius Schwartz, que gostou tanto da assinatura que insistiu que a partir daquele momento Maggin fosse sempre mencionado desssa forma.[12]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]