Emanuel Mendez da Costa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emanuel Mendez da Costa
História natural, naturalismo, botânica
Dados gerais
Nome de nascimento Emmanuel Mendez da Costa
Nacionalidade Reino Unido Britânico
Nascimento 5 de junho de 1717
Local Londres[1]
Morte 31 de maio de 1791 (73 anos)
Local Londres[1]
Atividade
Campo(s) História natural, naturalismo, botânica
Instituições Royal Geographical Society


Emanuel Mendez da Costa (5 de Junho, 1717 – 31 de Maio, 1791) foi um botânico, naturalista e filósofo britânico, e colecionador de valiosas notas e manuscritos, e de anedotas dos letrados.[2]

Ele foi um dos primeiros judeus membros (Fellows) da Royal Society of London, e tornou-se bibliotecário.[1] Ele também foi membro da "Sociedade de Antiquários de Londres"; um membro da Sociedade de Botânica, em Florença, a "Sociedade Aureliano", e da "Spalding Gentlemen's Society".

Suas publicações incluíram A Natural History of Fossils 1757, Elements of Conchology, or An Introduction to the Knowledge of Shells 1776, British Conchology 1778, e vários artigos importantes no Philosophical Transactions of the Royal Society e outras publicações científicas.

Referências

  1. a b c Gould, Stephen Jay. A Montanha de Moluscos de Leonardo da Vinci: Ensaios Sobre História Natural. São Paulo: Companhia das Letras, 2003. 511 p. p. 101-116. ISBN 85-359-0431-X
  2. Rousseau, G.S.; Haycock, David. (2000). "The Jew of Crane Court: Emanuel Mendes Da Costa (1717–91), Natural History and Natural Excess". Jnl of the History of Science 38 (120) p. 127–170.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

P.J.P. Whitehead, 1977. "Emanuel Mendez da Costa and the conchology,or Natural History of Shells", Bulletin of the British Museum of Natural History (Historical Series), 6:1-24

Ligações externas[editar | editar código-fonte]