Embraer 170

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Embraer 170
New Zealand PW-51.svg
Embraer 170 da Finnair.
Descrição
Tipo Avião comercial
Fabricante Brasil Embraer
Primeiro voo 19 de fevereiro de 2000 (14 anos)
Capacidade de
passageiros
70/80 passageiros
Dimensões
Comprimento 29,90 metros
Envergadura 26,00 metros
Altura 9,85 metros
Propulsão
Motorização 2x GE CF34-8E(7.200 kg)
Performance
Velocidade máxima 888 km/h
Alcance (MTOW) 3.704 km
Distâncias de decolagem
Pista min. decolagem 1.850 metros

O Embraer 170 é um avião a jato com capacidade de 70 passageiros fabricado no Brasil pela então EMBRAER.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Após o sucesso alcançado pelos jatos regionais ERJ-145, a então EMBRAER apostou no desenvolvimento de uma nova família de aeronaves, com capacidade entre 70 e 90 passageiros, ampliado depois para 110 passageiros, com o Embraer 195.

Optou-se por começar o desenvolvimento do zero, o que transformou os E-Jets, como são conhecidos, na primeira família desenvolvida após os Embraer EMB-120 Brasília, já que os ERJ são baseados na fuselagem deste.

Em 1999 foi anunciado seu lançamento, e o protótipo voou no ano seguinte. A primeira grande encomenda foi feita pela Swiss, com 160 unidades da família entre encomendas firmes e opções de compra. Em 2001 as entregas começaram, sendo a US Airways o cliente lançador. A companhia polonesa LOT fez o primeiro voo comercial com o Embraer 170.

Características[editar | editar código-fonte]

É um birreator com fuselagem "double-bouble", quatro assentos por fileira, de dois a dois, concebido para maximizar o conforto dos passageiros.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Sua designação original era ERJ-170 (Embraer Regional Jetliner), mas o fabricante optou pelo nome atual para desvincular a aeronave da aviação regional.
  • As aeronaves desta família são conhecidos como E-Jets.
  • Os jatos da Embraer são chamados no exterior de Jungle-Jets.[carece de fontes?]
    Embraer 170 nas cores da Cirrus Airliners.
US Airways - Primeira operadora do Embraer 170.

Concorrentes[editar | editar código-fonte]

O Embraer 170 é concorrente direto do Sukhoi Superjet 100, Bombardier Q400 e Bombardier CRJ-700/900.

A nova família de aviões, os Embraer 170/190, têm como alvo o segmento de mercado voltado às companhias aéreas que necessitam aviões de 70 a 122 passageiros.

Ver também[editar | editar código-fonte]