Embraer 195

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Embraer 195
New Zealand PW-51.svg
Embraer 195 nas cores da FlyBe
Descrição
Tipo Avião comercial
Fabricante Brasil Embraer
Primeiro voo 16 de junho de 2002
Capacidade de
passageiros
108/124 passageiros
Dimensões
Comprimento 38,65 metros
Envergadura 28,72 metros
Altura 10,55 metros
Propulsão
Motorização 2x GE CF34-8E(20 000 APR)
Performance
Velocidade máxima 890 km/h
Alcance (MTOW) 4 077 km (108 PAX/220Lb) km
Distâncias de decolagem
Pista min. decolagem 1 432 m (SL TOW 500nm) metros


O Embraer 195 é um avião a jato com capacidade máxima para 124 passageiros, fabricado no Brasil pela então EMBRAER.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Lufthansa Cityline E195LR.

Após o sucesso alcançado pelos jatos regionais ERJ-145, a então EMBRAER apostou no desenvolvimento de uma nova família de aeronaves, com capacidade entre 70 e 90 passageiros, ampliado depois para 122 passageiros, com o Embraer 195.

Optou-se por começar o desenvolvimento do zero, o que transformou os E-Jets, como são conhecidos, na primeira família desenvolvida após os EMB-120 Brasília, já que os ERJ são baseados na fuselagem deste.

Após o lançamento do Embraer 170 e do Embraer 190, foi a vez do Embraer 195. O mais novo e maior avião da família foi certificado e teve suas primeiras unidades entregues em 2006. A FlyBe foi a primeira operadora do tipo. Com 41[carece de fontes?] E-Jets voando para a Azul Linhas Aéreas Brasileiras, esta é a maior operadora do modelo no mundo.

No Brasil, o Embraer 195 é utilizado pela Azul.[1] Que é a maior operadora do modelo no mundo.

Companhia Quantidade
Azul 54 + 3 pedidos [carece de fontes?]
TOTAL 54 + 3 pedidos

Características[editar | editar código-fonte]

É um birreator com fuselagem "double-bubble", quatro assentos por fileira, de dois a dois, concebido para maximizar o conforto dos passageiros.

Concorrentes[editar | editar código-fonte]

O Embraer 195 é concorrente direto do Bombardier CRJ-900, Airbus A319-100 e dos novos Sukhoi Superjet 100 e Mitsubishi Regional Jet MRJ, que ainda estão em fase de projeto.

A nova família de aviões, os Embraer 170/190, tem como alvo o segmento de mercado voltado às companhias aéreas que necessitam aviões de 70 a 124 passageiros.

Especificações[editar | editar código-fonte]

Variantes E-170
(ERJ170-100)[2]
E-175
(ERJ170-200)[3]
E-190
(ERJ190-100)[4]
E-195
(ERJ190-200)[5]
Tripulação da Cabine Dois
Passageiros 78 (Uma Classe, 33"/31"/30")
70 (Duas Classes, 36"/32")
88 (Uma Classe, 32"/29")
86 (Uma Classe, 31")
78 (Duas Classes, 40"/31")
114 (Uma Classe, 30"/29")
106 (Uma Classe, 33"/32"/31")
96 (Duas Classes, 38"/31")
124 (Uma Classes, 31"/30"/29")
118 (Uma Classes, 31"/30")
108 (Duas Classes, 38"/31")
Comprimento 29.90 m
(98 ft 1 in)
31.68 m (103 ft 11 in) 36.24 m (118 ft 11 in) 38.65 m
(126 ft 10 in)
Envergadura 26.00 m (85 ft 4 in) 28.72 m (94 ft 3 in)
Altura 9.85 m
(32 ft 4 in)
9.73 m
(31 ft 11 in)
10.57 m
(34 ft 8 in)
10.55 m
(34 ft 7 in)
Peso Vazio 21 140 kg 21 810 kg 28 080 kg 28 970 kg
Peso máximo de decolagem 35 990 kg (STD)
37 200 kg (LR)
38 600 kg (AR)
37 500 kg (STD)
38 790 kg (LR)
40 370 kg (AR)
47 790 kg (STD)
50 300 kg (LR)
51 800 kg (AR)
48 790 kg (STD)
50 790 kg (LR)
52 290 kg (AR)
Carga Máxima 9 035 kg(STD/LR)
9 775 kg (AR)
10 030 kg(STD/LR)
10 310 kg (AR)
13 080 kg(STD/LR/AR)
13 950 kg(STD/LR/AR)
Distância para Decolagem com MTOW 1 644 m (5 394 ft) 2 244 m (7 362 ft) 2 100 m (6 890 ft) 2 179 m (7 149 ft)
Motores 2x GE CF34-8E turbofans
62.3 kN (13 800 lb)
2x GE CF34-8E turbofans
82.3 kN (18 500 lb)
Velocidade Máxima 890 km/h (481 kt, Mach 0.82)
Autonomia STD: 3 334 km (1 800 nm)
LR: 3 889 km (2 100 nm)
AR: 3 892 km (2 100 nm)
STD: 3 334 km (1 800 nm)
LR: 3 889 km (2 100 nm)
AR: 3 706 km (2 000 nm)
STD: 3 334 km (1 800 nm)
LR: 4 260 km (2 300 nm)
AR: 4 448 km (2 400 nm)
STD: 2 593 km (1 400 nm)
LR: 3 334 km (1 800 nm)
AR: 4 077 km (2 200 nm)
Peso Máximo de Combustível 9 335 kg (20 580 lb)
12 971 kg (28 596 lb)
Teto de Serviço 41 000 ft (12 500 m)
Razão de Subida Max 3 500 FPM
Thrust-to-weight 5.41
Dimensão Interna
Largura Interna 2.74 m (9 ft 0 in)
Altura Interna 2.00 m (6 ft 7 in)

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Sua designação original era ERJ-195 (Embraer Regional Jetliner), mas o fabricante optou pelo nome atual para desvincular a aeronave da aviação regional.
  • As aeronaves desta família são conhecidas como E-Jets.
  • Os jatos da Embraer são chamados no exterior de Jungle-Jets.
  • Embora seja fabricado no Brasil, apenas em 2008 a Azul Linhas Aéreas Brasileiras foi a primeira companhia aérea nacional a utilizar os E-Jets.

Referências

  1. Aeronaves - Embraer 195 (HTML) (em português). Terra. Página visitada em 05/12/2012.
  2. E-JETS FAMILY – Embraer 170 (PDF) (em inglês). Embraer. Página visitada em 05/12/2012.
  3. E-JETS FAMILY – Embraer 175 (PDF) (em inglês). Embraer. Página visitada em 05/12/2012.
  4. E-JETS FAMILY – Embraer 190 (PDF) (em inglês). Embraer. Página visitada em 05/12/2012.
  5. E-JETS FAMILY – Embraer 195 (PDF) (em inglês). Embraer. Página visitada em 05/12/2012.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.