Emilia Ferreiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Emilia Beatriz María Ferreiro Schavi (Argentina, 1936) é uma psicóloga e pedagogista argentina, radicada no México, doutora pela Universidade de Genebra, sob a orientação de Jean Piaget[1] .

Em 1970 depois de se formar em psicologia pela Universidade de Buenos Aires, estuda na Universidade de Genebra, onde trabalha como pesquisadora-assistente de Jean Piaget e obtém o seu PhD sob a orientação do psicopedagogo suiço. Retorna a Buenos Aires, em 1971. Forma um grupo de pesquisa sobre alfabetização e publica sua tese de doutorado - Les relations temporelles dans le langage de l'enfant. No ano seguinte, recebe uma bolsa da Fundação Guggenheim (EUA). Em 1974 afasta-se de suas funções docentes na Universidade de Buenos Aires.

Em 1977, após o golpe de Estado na Argentina passa a viver em exílio na Suíça, lecionando na Universidade de Genebra. Inicia com Margarita Gómez Palacio uma pesquisa em Monterrey (México) com crianças que apresentam dificuldade de aprendizagem. Em 1979 passa a residir no México com o marido, o físico e epistemólogo Rolando García, com quem teve dois filhos.

Atualmente é Professora Titular do Centro de Investigação e Estudos Avançados do Instituto Politécnico Nacional, na Cidade do México.

Principais trabalhos publicados[editar | editar código-fonte]

  • Les relations temporelles dans le langage de l'enfant
  • Los sistemas de escritura en el desarrolo del niño, em co-autoria de Ana Teberosky.
  • 1982 Nuevas perspectivas sobre los procesos de lectura y escrita (com Margarita Gómez Palacio), resultado de pesquisa com mais de mil crianças em que distingue oito níveis de conceitualização da escrita.
  • 1985 Proceso de alfabetización. La alfabetización en proceso.
  • 1986 Los sistemas de escritura en desarollo del niño, publicada no Brasil com o nome de A Psicogênese da língua da língua escrita.
  • 1989 organiza e edita Los hijos del analfabetismo e Propuestas para la alfabetización escolar em América Latina, livro que reúne experiências inovadoras de alfabetização realizadas na Argentina, no Brasil, no México e na Venezuela.

Títulos e honrarias[editar | editar código-fonte]

Recebeu seis títulos Honoris causa por seus trabalhos: em 1992, da Universidade de Buenos Aires; em 1995, da UERJ; em 1999, da Universidade Nacional de Córdoba (Argentina); em 2000, da Universidade Nacional de Rosário (Argentina), e, em 2003, das universidades de Comahue (Argentina) e Atenas (Grécia).

Em 2001, recebeu a Ordem Nacional do Mérito Educativo do governo brasileiro .

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Notas e referências


Portal A Wikipédia possui o portal:
Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.