Emiliano Chamorro Vargas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emiliano Chamorro Vargas
Emiliano Chamorro Vargas
Presidente da Nicarágua
Mandato 1 de janeiro de 1917 - 1 de janeiro de 1921
Antecessor(a) Adolfo Díaz Recinos
Sucessor(a) Diego Manuel Chamorro Bolaños
Presidente da Nicarágua
Mandato 17 de janeiro - 11 de novembro de 1926
Antecessor(a) Carlos José Solórzano
Sucessor(a) Sebastián Uriza
Vida
Nascimento 11 de maio de 1871
Acoyapa, Nicarágua
Morte 26 de fevereiro de 1966 (94 anos)
Manágua, Nicarágua
Dados pessoais
Primeira-dama Lastenia Enríquez Bermúdez de Chamorro[1]
Partido Partido Conservador
Profissão militar[1] e político

Emiliano Chamorro Vargas (1871-1966) militar e político, foi presidente da Nicarágua entre 1917 e 1921 e interinamente em 1926.

Opositor ao regime liberal de José Santos Zelaya, quando este foi derrocado em 1909 se converteu em presidente da Assembléia Constituinte e líder do Partido Conservador. Como recompensa por sua contribuição à derrota da revolta contra o presidente Adolfo Díaz foi nomeado ministro plenipotenciário nos Estados Unidos. No exercício de seu cargo, assinou em 1914 o Tratado Bryan-Chamorro, pelo qual se concedia aos Estados Unidos o direito perpétuo para construir um canal que uniria o Mar das Caraíbas e o Oceano Pacífico através da Nicarágua (obra que nunca se levaria a efeito). Em 1917 foi eleito presidente da República, e governou até 1921, data em que regressou como ministro plenipotenciário aos Estados Unidos.

Voltou a apresentar-se como candidato à presidência em 1923, mas foi derrotado por Carlos José Solórzano. Em 1926 assumiu o poder depois de um golpe de estado contra Solórzano, mas teve que renunciar em favor de Adolfo Díaz pelas pressões estadounidenses. Desde 1933 foi líder do Partido Conservador no exílio. Opositor em princípio à ditadura de Somoza, chegou finalmente a um acordo com este, pelo qual se garantia ao Partido Conservador verdadeiro número de cadeiras no Congresso, o que lhe fez perder o apoio dos membros mais radicais de seu partido.

Referências

Precedido por
Adolfo Díaz Recinos
Presidente da Nicarágua
1917 - 1921
Sucedido por
Diego Manuel Chamorro Bolaños
Precedido por
Carlos José Solórzano
Presidente da Nicarágua
1926
Sucedido por
Sebastián Uriza