Eminência parda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Uma éminence grise (francês para "eminência parda") é um poderoso assessor ou conselheiro que atua "nos bastidores" ou na qualidade não-pública ou não-oficial.

Esta frase referia-se originalmente a François Leclerc du Tremblay, o "braço direito" do cardeal Richelieu. Leclerc era um frade capuchinho que ficou famoso por seus trajes bege (a cor bege foi denominada "parda" na época). O título de "Sua Eminência" é usado para tratar ou referenciar um cardeal da Igreja Católica Romana . Embora Leclerc nunca alcançasse o posto de cardeal, aqueles ao seu redor se dirigiam a ele como tal, em deferência à influência considerável deste frade "pardo", "Sua Eminência, o Cardeal". [1]

Em política, eminência parda é o nome que se dá quando determinado sujeito não é o governante supremo de tal reino ou país mas é o verdadeiro poderoso, agindo muitas vezes por trás do soberano legítimo (a.k.a poder por trás do trono), o qual é uma marionete dele, e pode muito bem ser deposto pela eminência parda caso este não o agrade. A eminência parda ainda pode se utilizar de qualquer tipo de poder para exercer seu poder, seja ele militar, econômico, religioso e/ou político.[2]

Referências

  1. Mould, Michael. The Routledge Dictionary of Cultural References in Modern French. New York: Taylor & Francis, 2011. p. 149. ISBN 978-1-136-82573-6. Visitado em 15 June 2012.
  2. Ailton Salviano (07 de maio de 2012). Eminência parda – uma figura política de 4 séculos Portal JH.
  • O'Connell, D.P.. Richelieu. New York: The World Publishing Company, 1968.