Emirado de Nekor

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde agosto de 2012)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Emirado de Nekor
710 – 1019 Blank.png
Localização de Emirado de Nekor
Mapa político de Marrocos entre os séculos VIII e XI
  Califado Idríssida (789-985)
  Tamesna (Barghawata ou Berghouata; 744-1058)
  Emirado de Nekor dos Banu Salih (710-1019)
  Emirado de Sijilmassa dos midraridas ou uassulitas ou Banu Midrar (758-1055)
Continente África
Região Magrebe
País Marrocos
Capital Nekor
Religião Islão
Governo emirado
Período histórico Idade Média
 • 710 Fundação
 • 1019 Dissolução

O Emirado ou Reino de Nekor (em berbere: Tagldit n Nkor) fui um estado islâmico que existiu no norte de Marrocos, na baía de Al Hoceima entre 710 e 1019. Foi o primeiro principado muçulmano no noroeste de África.

O emirado doi fundado por Al-Himyari Mansour ibn Salih, um líder árabe de origem iemenita, a quem o califa omíada autorizou a formação do emirado como contrapartida da conversão ao Islão das tribos berberes locais. Mansour ibn Salih estabeleceu a sua capital em Temsamane.

Pouco depois do estabelecimento do emirado, os berberes cansaram-se das restrições religiosas e expulsaram ibn Salih. Poucos anos depois, uma força militar islâmica ganhou destaque e fez os berberes mudarem de ideias, permitindo o regresso de Salih, que fundou a dinastia salehida (Banu Salih), que governaria a região até 1019.

Ainda no século VIII, a capital foi transferida para Nekor cujas ruínas se encontram frente ao ilhote de Alhucemas.

No ano 859, uma frota de 62 pequenos navios vikings atacou Nekor e aí derrotou uma força muçulmana que estava a interferir com os saques vikings na região. Depois de permanecerem oito dias no Rife, os vikings prosseguiram o seu curso pelo Mediterrâneo arrasando as costas espanholas

Nekor foi definitivamente destruída em 1180 pelo líder almorávida Yusuf ben Tasufin. O porto de Nekor, Meses-ma, atualmente também em ruínas foi uma cidade importante durante o período almóada.

Notas e fonte[editar | editar código-fonte]

  • Rubio Alfaro, Plácido; Lacalle Alfaro, Santiago. Alhucemas en mi recuerdo (em espanhol). Málaga: [s.n.], 1992.


Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.