Empacotamento de esferas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Matemática.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde setembro de 2011.

Empilhamento compacto de 35 esferas.

Em geometria, um empacotamento de esferas é um arranjo de esferas não sobrepostas (seus interiores não se sobrepõem)[1] dentro de um espaço que as contém. As esferas consideradas são geralmente todas de tamanho idêntico, e o espaço é geralmente o espaço euclidiano tri-dimensional. Porém, problemas de empacotamento de esferas podem ser generalizados para considerar esferas desiguais, espaço euclidiano n-dimensional (onde o problema se torna empacotamento de círculos em duas dimensões, ou empacotamento de hiperesferas em dimensões superiores) ou para espaços não-euclidianos como o espaço hiperbólico.

Um problema típico de empacotamento de esferas é encontrar um arranjo em que as esferas preenchem a maior proporção possível do espaço. A proporção de espaço preenchido pelas esferas é chamada de densidade do arranjo. Como a densidade de um arranjo pode variar dependendo do volume sobre o qual ela é medida, o problema geralmente é maximizar a densidade média ou assintótica, medida sobre um volume suficientemente grande.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre matemática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.