Enéadas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As Enéadas, por vezes abreviado para Enéadas (em grego antigo: Ἐννεάδες) é a coleção de escritos do filósofo neoplatonista Plotino que foi editada e compilada por seu discípulo Porfírio por volta de 270. A obra é formada por seis livros, cada uma composta por nove seções, o que dá origem ao nome "enéada", nesta compilação está o polêmico escrito Contra os cristãos.[1]

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

Os nomes dos tratados podem diferir de acordo com a tradução. Os números entre colchetes antes dos trabalhos individuais referem-se a ordem cronológica em que foram escritas de acordo com Vida de Plotino, de Porfírio.

Primeira enéada[editar | editar código-fonte]

  • I.1 [53] - "O que é o ser vivo e o que é o Homem?"
  • I.2 [19] - "Sobre a Virtude"
  • I.3 [20] - "Sobre Dialética [do modo para cima]"
  • I.4 [46] - "Sobre a verdadeira felicidade (Bem Estar)"
  • I.5 [36] - "Sobre se felicidade (Bem Estar) aumenta com o tempo"
  • I.6 [1] - "Sobre a beleza"
  • I.7 [54] - "Sobre o Bem primal e formas secundárias do bem [Caso contrário, "Sobre a felicidade ']
  • I.8 [51] - "Sobre a natureza e a origem do mal"
  • I.9 [16] - "Sobre a despedida"

Segunda enéada[editar | editar código-fonte]

  • II.1 [40] - "Sobre o céu"
  • II.2 [14] - "Sobre o movimento dos céus"
  • II.3 [52] - "Se as estrelas são causas"
  • II.4 [12] - "Sobre a matéria"
  • II.5 [25] - "Sobre a potencialidade e a atualidade"
  • II.6 [17] - "Sobre a qualidade ou sobre a substância"
  • II.7 [37] - "Sobre a completa transfusão"
  • II.8 [35] - "Sobre a visão ou como objetos distantes parecem pequenos"
  • II.9 [33] - "Contra aqueles que afirmam ser o Criador do Cosmos e o Cosmos serem mal: [comumente chamada de "Contra os gnósticos"].

Terceira enéada[editar | editar código-fonte]

  • III.1 [3] - "Sobre o Destino"
  • III.2 [47] - "Sobre a providência (1)."
  • III.3 [48] - "Sobre a providência (2)."
  • III.4 [15] - "Sobre nosso Espírito Guardião atribuído"
  • III.5 [50] - "Sobre o Amor"
  • III.6 [26] - "Sobre a impassividade do incorpóreo"
  • III.7 [45] - "Sobre a Eternidade e Tempo"
  • III.8 [30] - "Sobre a natureza, a contemplação e o Uno"
  • III.9 [13] - "Considerações isoladas"

Quarta enéada[editar | editar código-fonte]

  • IV.1 [21] - "Sobre a essência da alma (2)"
  • IV.2 [4] - "Sobre a essência da alma (1)"
  • IV.3 [27] - "Sobre a essência da alma (1)"
  • IV.4 [28] - "Sobre a essência da alma (2)"
  • IV.5 [29] - "Sobre os problemas da alma (3)” [ou ainda "Sobre a visão"].
  • IV.6 [41] - "Sobre senso-percepção e memória"
  • IV.7 [2] - "Sobre a imortalidade da alma"
  • IV.8 [6] - "Sobre a descida da alma no corpo"
  • IV.9 [8] - "São todas as almas uma só?"

Quinta enéada[editar | editar código-fonte]

  • V.1 [10] - "Sobre as três hipóstases primárias"
  • V.2 [11] - "Sobre a origem e Ordem dos Seres seguintes após o Primeira"
  • V.3 [49] - "Sobre a hipóstase conhecida e o que está além"
  • V.4 [7] - "Como aquele que vem após o primeira vem do primeiro, e sobre o Uno."
  • V.5 [32] - "Que os seres intelectuais não estão fora do Intelecto, e sobre o Bem"
  • V.6 [24] - "No fato de que aquilo que está além do ser não pensar, sobre o que é o primário e o Princípio do Pensamento secundário"
  • V.7 [18] - "Sobre se há idéias de seres particulares"
  • V.8 [31] - "Sobre a beleza inteligível"
  • V.9 [5] - "Sobre o intelecto, as formas e o ser"

Sexta enéada[editar | editar código-fonte]

  • VI.1 [42] - "Sobre os tipos de Ser (1)"
  • VI.2 [43] - "Sobre os tipos de Ser (2)"
  • VI.3 [44] - "Sobre os tipos de Ser (3)"
  • VI.4 [22] - "Sobre a presença do Ser, o Uno e o mesmo, em toda parte como um todo (1)"
  • VI.5 [23] - "Sobre a presença do Ser, o Uno e o mesmo, em toda parte como um todo (2)"
  • VI.6 [34] - "Sobre os números"
  • VI.7 [38] - "Como a multiplicidade de formas surgiu: e sobre o Bem"
  • VI.8 [39] - "Sobre o livre-arbítrio e a vontade do Uno"
  • VI.9 [9] - "Sobre o bem, ou o Uno"

Referências

  1. Andrew Phillip Smith. A Dictionary of Gnosticism. Quest Books; 2009. ISBN 978-0-8356-0869-5. p. 83.
Ícone de esboço Este artigo sobre filosofia / um filósofo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.