Encruamento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Este artigo ou seção precisa ser wikificado (desde Junho de 2012).
Por favor ajude a formatar este artigo de acordo com as diretrizes estabelecidas no livro de estilo.

O encruamento é um fenômeno modificativo da estrutura dos metais, em que a deformação plástica realizada abaixo da temperatura de recristalização causará o endurecimento e aumento de resistência do metal.

O encruamento de um metal pode ser definido como sendo o seu endurecimento por deformação plástica. Ocorre basicamente porque os metais se deformam plasticamente por movimento de discordâncias e estas interagem diretamente entre si ou com outras imperfeições, ou indiretamente com o campo de tensões internas de várias imperfeições e obstáculos. Estas interações levam a uma redução na mobilidade das discordâncias, o que é acompanhada pela necessidade de uma tensão maior para provocar maior deformação plástica.

O encruamento pode ser também chamado de trabalho a frio porque este fenômeno acontece em temperaturas abaixo da temperatura de recristalização. Por tanto, aumentando a temperatura os efeitos do aumento da resistência do metal adquiridos pelo processo de trabalho a frio, podem ser diminuídos ate voltar às suas propriedades originais.1

A temperatura de recristalização é a temperatura em que o metal recristaliza no período de uma hora.2 . Este processo pode acontecer no recozimento do metal e existem três etapas definidas: recuperação, recristalização, e crescimento de grão.

Na recuperação existe uma redução das discordâncias devido a difusão dos átomos. Os átomos se movimentam devido a energia recebida pelo aumento da temperatura, e sendo esta superior a energia interna contida pelas tensões criadas das discordâncias, permitem que parcialmente ou totalmente se movimentem.

A recristalização é a etapa em que acontece a recriação dos grãos. Estes estão ainda deformados apos a recuperação e passam a ser criados novos grãos com configuração equiaxial. Para isto deve acontecer a movimentação dos contornos de grão e a criação de novos grãos. A temperatura de recristalização é aquela na qual em um período de uma hora se chega nesta etapa.

O crescimento de grão pode acontecer ou não dependendo se o metal é deixado a uma temperatura elevada. Os grãos se unem, e assim aumentam de tamanho.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Callister, 2008
  2. Callister, 2008

CALLISTER, Ciência e engenharia dos materiais, Edição 7, Rio de Janeiro, LTC.