Endósteo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Osso longo.

Em anatomia o endósteo é uma camada fina de tecido conjuntivo frouxo que reveste a superfície do tecido ósseo que forma a cavidade medular dos ossos longos. [1] Esta superfície endosteal é normalmente reabsorvida durante longos períodos de desnutrição, resultando em uma espessura cortical menor. A superfície externa de um osso é revestida por uma fina camada de tecido conjuntivo que é muito semelhante em morfologia e função ao endósteo. Ela é chamada de periósteo, ou a superfície periosteal.

É um tecido conjuntivo especializado, delgado, composto por uma monocamada de células osteoprogenitoras e osteoblastos. Possui a função de nutrição e fornecimento de novos osteoblastos para o crescimento e regeneração do osso.

Referências

  1. Netter, Frank H. (1987). Musculoskeletal system: anatomy, physiology, and metabolic disorders. Summit, New Jersey: Ciba-Geigy Corporation ISBN 0914168886, p.171