Endóstilo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O endóstilo é um sulco ciliado, longitudinal, situado na parede ventral da faringe, com glândulas que produzem muco, que serve para agregar partículas alimentares. É encontrado nos urocordados e nos cefalocordados e nas larvas das lampreias. Ajuda no transporte de comida para o esôfago. É também chamado sulco hipofaríngeo.

O endóstilo nas larvas de lampreia sofrem metamorfose, transformando-se na tiroide em adultos. É homóloga da glândula tiroide nos vertebrados. Dumont, et al. questiona se o endóstilo nessas larvas é homólogo dos que se encontram nos urocordados e cefalocordados.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Marine, David. 1913. The Metamorphosis of the Endostyle (Thyroid Gland) of Ammocoetes branchialis (Larval Land-Locked Petromyzon marinus (Jordan) or Petromyzon dorsatus (Wilder), The Journal of Experimental Medicine, 17:379-395. [1]
  • Ogasawara, M. and Satoh, N. 1998. Isolation and Characterization of Endostyle-Specific Genes in the Ascidian Ciona intestinalis, The Biological Bulletin, 195:60-69. [2]
  • Dumont, J. E., Corvilain, B., and Maenhaut, C. 2002. Chapter 1: The Phylogeny, Ontogeny, Anatomy, and Metabolic Regulation of the Thyroid, Thyroid Disease Manager. [3]