Endogamia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Endogamia é um sistema em que os acasalamentos se dão entre indivíduos aparentados, relacionados pela ascendência, ou seja, é a união de indivíduos mais aparentados do que a média da população.

Tem como efeito genético a diminuição da heterozigose e o aumento da homozigose, e, como efeito fenotípico, uma grande manifestação de genes recessivos, que acabam resultando em perda de vigor, assim como a perda da variância, à medida que aumenta o parentesco.

Endogamia pode estar estabelecida em grupos sociais, áreas ou relações. Vários tipos de endogamia foram observados em populações humanas, tal como:

  • Endogamia de aldeia (por exemplo, nos Ianomâmis)
  • Endogamia de linhagem (por exemplo, em comunidades pastorais do Médio Oriente)
  • Endogamia de castas (por exemplo, na Índia)

[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Endogamy e páginas seguintes. (1995) Brian Schwimmer, Department of Anthropology University of Manitoba. Página acedida em 19 de Novembro de 2011
Ícone de esboço Este artigo sobre antropologia ou um antropólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.