Engate ferroviário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde maio de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Engate tipo Scharfenberg

Engates ferroviários (Acoplamento)[1] são mecanismos usados especialmente para acoplamentos entre vagões de trem. Os engates foram projetados para minimizar o impacto gerado durante a movimentação da composição, como na frenagem, aceleração e etc.

Modelos[editar | editar código-fonte]

No mundo existem vários tipos de engates, no Brasil, os engates mais adotado são os modelos BSI Compacto, Janney e Scharfenberg.

BSI Compacto[editar | editar código-fonte]

Exemplo de engate modelo BSI Compacto

O modelo BSI Compacto[2] foi produzido pela Bergische Stahl Industrie (atualmente Faiveley Transport[3] ) e foi utilizado pela primeira vez no Metrô de Londres em 1978.

A cabeça do acoplador é integral com o engate. Ele foi desenvolvido de tal forma que não há movimento entre os acopladores quando eles estão conectados, todo o movimento relativo entre os veículos ocorre no pivô do engate.

Este tipo de engate é composto por 3 partes: pneumática, mecânica e elétrica:

  • Parte superior: Bloco de conexão de ar onde a tubulação do encanamento principal está conectada no centro.
  • Parte central: Bloco de conexão mecânica que consiste na cabeça do engate, no orifício de conexão da cabeça do engate do trem oposto e na guia da cabeça do engate do trem oposto.
  • Parte inferior: Bloco de conexão elétrica (porção elétrica) com a tampa fechada.

Janney[editar | editar código-fonte]

Diagrama de engate publicado e patenteado por Janney.

Janney[4] foi inventado e patenteado pelo americano Eli H. Janney em 1873. Foi adotado pela AAR(Association of American Railroads) como padrão de engate.

O engate é do tipo mandíbular e automático, basta as duas mandíbulas ficarem abertas, que pelo simples encaixe, as mandíbulas ficam presa uma com a outra. Esse tipo de engate não faz conexões elétricas e pneumáticas, necessitando de cabos extras para realizar tais ligações.

Scharfenberg[editar | editar código-fonte]

Diagrama de acoplagem do engate Scharfenberg

Scharfenberg[5] foi inventado e desenhado pelo alemão Karl Scharfenberg. Seu acoplamento é mais simples do que o modelo Janney, basta um simples toque dos engates para que fiquem presos, além disso esse tipo de engate, faz conexões elétricas e pneumáticas, dispensando as conexões extra de cabos. O seu desacoplamento também é simples, basta puxar o cabo que se situa em um dos engate[6] .

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Engates ferroviários. Centro-Oeste Brasil. Página visitada em 09/10/2012.
  2. BSI Couplings - 156 Super-Sprinter (em Inglês). Página visitada em 23/05/2013.
  3. Faiveley Transport Brasil. Página visitada em 23/05/2013.
  4. Eli Janney - The Janney Coupler (em Inglês). About.com. Página visitada em 09/10/2012.
  5. Focused on Your Success. Parts & Services (pdf) (em Inglês). Voith turbo. Página visitada em 09/10/2012.
  6. Scharfenberg Couplers(video) (em Inglês). Voith turbo. Página visitada em 09/10/2012.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Engate ferroviário