Engenharia de pesca

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Trabalhadores realizam a despesca de um viveiro de peixe no Mississippi.

A engenharia de pesca é um ramo da engenharia e da biologia que desempenha atividades referentes ao aproveitamento dos recursos naturais aquáticos, através da aquicultura, da pesca e do beneficiamento do pescado, bem como da preservação dos estoques pesqueiros e da fauna aquática.

Aplica conhecimentos da biologia e das ciências exatas (física, matemática e química) para desenvolver técnicas que permitam melhorar os resultados das atividades pesqueiras.

Método[editar | editar código-fonte]

A Engenharia de Pesca utiliza ferramentas como: a computação, a física, a química, a matemática e um conjunto de técnicas para o desenvolvimento de suas atividades, entre as quais, modelos matemáticos.

Formação Acadêmica[editar | editar código-fonte]

As disciplinas das áreas das ciências exatas e biológicas, como cálculo, estatística, ecologia e zoologia, fazem parte do currículo deste profissional. O estudante tem, ainda, aulas de biologia pesqueira, bioquímica, meteorologia e tecnologia do pescado, aqüicultura, economia e administração de empresas pesqueiras.

Teoricamente, as aulas práticas e teóricas ocupam boa parte da carga horária. As aulas práticas são algumas vezes realizadas em laboratório e a campo. Nelas, o aluno aprende técnicas de navegação, métodos de processamento do pescado, cultivo de peixes, moluscos, crustáceos, plantas aquáticas e outros organismos aquáticos.

Cursos de Engenharia de Pesca no Brasil[editar | editar código-fonte]

Alagoas
Amapá
Amazonas
Bahia
Ceará
Maranhão
Pará
Paraná
Pernambuco
Piauí
Rio Grande do Norte

Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Rondônia
Sergipe
Santa Catarina
São Paulo

Campo de Atuação[editar | editar código-fonte]

Setor Público[editar | editar código-fonte]

Órgãos públicos como Secretarias Municipal, Estadual e Federal, bem como, relacionados a preservação e conservação do meio ambiente (Ibama1 ) e docente.

Iniciativa Privada[editar | editar código-fonte]

Empresas privadas como: Fazendas de cultivo (por exemplo: Algocultura, Ornamental (Aquariofilia), Embarcações pesqueiras, Carcinicultura, Ostreicultura, Salmonicultura, Tilapicultura) e frigoríficos de pescado e frutos do mar.

Publicação Científica[editar | editar código-fonte]

Revista Brasileira de Engenharia de Pesca

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências