Engenharia industrial madeireira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Dezembro de 2008).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

A engenharia industrial madeireira é a área da engenharia em que os conhecimentos de matemática e de física são utilizados para transformar a madeira com o mínimo de perdas nos mais diversos insumos, desde carvão, móveis, casas, utensilhos até papel e energia através da Biomassa. Os Sistemas Mecânicos englobam uma área muito vasta que engloba os órgãos de máquinas, a termodinâmica, a climatização, a termotecnia, a ciência dos materiais, etc.

Na realidade a Engenharia Industrial Madeireira, é uma modalidade de engenharia mecanica com foco no material madeira. A madeira, do contrario dos metais, não possui caracteristas constantes, elas variam em conjunto com o nascimento da arvore, e carrega as influencias do ambiente como vento, solo, água, os seres ao seu redor, como outros vegetais e animais. Isto é somente a primeira parte,pois a madeira depois de transformada ainda tem propriedades, como peso, volume, densidade, e forma ,alteradas em função do ambiente que ela estará sendo empregada.

Entender a Madeira é algo muito complexo, empregar este conhecimento em algo realmente útil, é o desafio do Engenheiro Industrial Madeireiro. Porque desde a antiguidade o ser Humano utiliza a madeira para vários fins. Ao longo da evolução da tecnologia e consumo do homem, a industria teve que evoluir junto com esta tendência.

O principio de utilizar melhor a materia prima, tem a vertente ambiental, que enuncia o uso racional das fontes naturais baseado na ideia de utilizando melhor a materia prima onde se diz : gasta-se menos gerando mais assim preservando as fontes, e a vertende economica, que tem como foco a redução dos custos de produção para aumentar as margens de lucro.

Parece uma formula perfeita, ambiente completando o financeiro, porém existem alguns fatores a serem comentados. A vertente ambiental esquece que utilizar mais as estas fontes não é negativo, visto que se trata de uma fonte renovavel e que quanto maior e mais produtiva, fixa cada vez mais o carbono gasoso do efeito estufa em forma solida, madeira, empregada no conforto e nas necessidades do ser humano.

O grande desafio de ajudar a atividade industrial é a economia de materia prima aumentando os aproveitamentos dos processos produtivos, é algo complexo, e que geralmente não é um diploma que traz isto como um simples anexo, os profissionais recem formados geralmente aparecem com uma bagagem grande de teorias e uma gigantesca de falta de experiência.

Aliar o conhecimento teórico com a experiencia prática, tem como fórmula a humildade em aceitar que alguém sem formação sabe "o como fazer" e você não. O incremento do Engenheiro vem na sua verdadeira função que é saber "o como melhorar". É ai que a grande maioria dos jovens formados nesta nova carreira no Brasil se confundem, ou por falta de competência se escondem atrás do Know-how, ou o "como fazer".

Dentro dos vários processos tecnologicos de transformação, da arvore viva para qualquer que seja o seu uso, o de secar a madeira é o mais complexo, e fora de controle, por mais que os fabricantes de maquinas queiram o contrario, eles não podem dar esta garantia.


Portal A Wikipédia possui o
Portal de engenharia
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.