Engenharia web

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A engenharia web é uma disciplina emergente que promove ativamente abordagens sistemáticas, disciplinadas e quantificáveis para o desenvolvimento com sucesso de aplicações e sistemas baseados na web de alta qualidade e ubiquamente úteis. Particularmente, a engenharia web foca nas metodologias, técnicas e ferramentas que são a base para o desenvolvimento de aplicações web e que suportam seus projetos, desenvolvimentos, evoluções e avaliações. O desenvolvimento de aplicações web possui certas características que o tornam diferentes do desenvolvimento de aplicações para computadores, sistemas de informação ou software tradicional.

A engenharia web é multidisciplinar e engloba contribuições de diversas áreas: análise de sistemas e design, engenharia de software, engenharia de hipermídia/hipertexto, engenharia de requisitos, interação homem-computador, interface de usuário, engenharia de informação, indexação e recuperação de informação, testes, modelagem e simulação, gerenciamento de projetos e design gráfico e apresentação. A engenharia web não é um clone, nem um subconjunto da engenharia de software, apesar de ambas envolverem programação e desenvolvimento de software. Uma vez que a engenharia web utiliza princípios da engenharia de software, ela engloba novas abordagens, metodologias, ferramentas, técnicas e orientações para atender as necessidades específicas de aplicações baseadas na web.

Histórico[editar | editar código-fonte]

A Word Wide Web tornou-se uma grande plataforma de entrega para uma variedade de aplicações corporativas sofisticadas e complexas em vários domínios. Além de suas funcionalidades multisuperficiais, estas aplicações web exibem comportamento complexo e colocam algumas demandas únicas em sua usabilidade, performance, segurança e habilidade de crescer e envolver. Contudo a grande maioria dessas aplicações continuam a ser desenvolvidas de modo ad-hoc, contribuindo para problemas de usabilidade, manutenabilidade, qualidade e segurança. Enquanto o desenvolvimento web pode beneficiar-se das práticas estabelecidas de outras disciplinas relacionadas, ele certas características distintivas que demandam considerações epeciais. Nos anos recentes, houve alguns desenvolvimentos para endereçar esses problemas e requerimentos.

Engenharia web como uma disciplina[editar | editar código-fonte]

Os defensores da engenharia web apoiaram o estabelecimento da engenharia web como uma disciplina em uma fase precoce da web. O primeiro seminário de engenharia web ocorreu em conjunto com a Conferência da World Wide Web realizada em Brisbane, Austrália, em 1998. San Murugesan, Yogesh Deshpande, Steve Hansen e Athula Ginige, da Universidade do Oeste de Sidnei, Austrália, promoveram a engenharia web formalmente como uma nova disciplina no primeiro seminário de engenharia web ICSE em 1999. Desde então eles publicaram uma série de artigos em vários jornais, conferências e revistas para promoverem sua visão e obterem um apoio maior. Os maiores argumentos para defender a engenharia web como uma nova disciplina é:

  • O processo de desenvolvimento WIS é diferente e único.
  • Engenharia web é multi-disciplinar; não há uma disciplina única(como engenharia de software) que possa fornecer base teórica completa, corpo de conhecimento e práticas para orientar o desenvolvimento WIS.
  • Questões de evolução e gerenciamento de ciclo de vida quando comparados a mais aplicações "tradicionais".
  • Sistemas de informações e aplicações baseados na web são universais e não triviais. A perspectiva da web como uma plataforma continuará a crescer e merece ser tratada especificamente.

Portanto, ela tem sido controversa, principalmente para pessoas de outras disciplinas tradicionais como engenharia de software, para reconhecer a engenharia web como uma nova área. A questão é quão diferente e independente a engenharia web é, comparada com outras disciplinas.

Os tópicos principais da engenharia web incluem, mas não são limitados, as seguintes áreas:

Processo Web & Disciplinas de Gerenciamento de Projetos[editar | editar código-fonte]

  • Processo de Desenvolvimento e Melhoria de Processo de Aplicações Web
  • Gerenciamento de Projetos Web e Gerenciamento de Riscos
  • Desenvolvimento Web Colaborativo

Disciplinas de Modelagem de Requisitos Web[editar | editar código-fonte]

  • Processos de Negócio para aplicações na web
  • Modelagem de Processos de Aplicações Web
  • Engenharia de Requisitos para Aplicações Web

Disciplinas, Ferramentas e Metodologias para Projeto de Sistemas Web[editar | editar código-fonte]

  • UML e a web
  • Modelagem Conceitual de Aplicações Web (também conhecida como Modelagem web)
  • Métodos de Prototipação e Ferramentas
  • Metodologias de Design Web
  • Ferramentas CASE para Aplicações Web
  • Design de Interface Web
  • Modelos de Dados para Sistemas de Informações Web

Disciplinas de Implementação de Sistemas Web[editar | editar código-fonte]

  • Ambientes Integrados de Desenvolvimento de Aplicações Web
  • Geração de Código para Aplicações Web
  • Fábrica de Software para/na Web
  • Web 2.0, AJAX, E4X, Asp.net2.0, Asp.net3.0 e Outros Novos Desvenvolvimentos
  • Desenvolvimento e Implementação de Serviços Web
  • Engenharia Web Empirica

Disciplinas de Teste de Sistemas Web[editar | editar código-fonte]

  • Teste e Avaliação de Sistemas e Aplicações Web
  • Automação de Testes, Métodos e Ferramentas

Disciplinas de Categoras de Aplicações Web[editar | editar código-fonte]

  • Aplicações Web Semânticas
  • Aplicações Web Móveis e Ubíquas
  • Desenvolvimento de Aplicações Web Móveis
  • Entrega Web Independente de Dispositivo
  • Localização e Internacionalização de Aplicações Web

Disciplinas de Atributos de Qualidade Web[editar | editar código-fonte]

  • Métricas, Estimação de Custo e Medições Web
  • Personalização e Adaptação de Aplicações Web
  • Qualidade Web
  • Usabilidade de Aplicações Web
  • Acessibilidade Web
  • Performance de Aplicações Web

Disciplinas de Conteúdo Relacionado[editar | editar código-fonte]

Educação em Engenharia Web[editar | editar código-fonte]

Recursos de Engenharia Web[editar | editar código-fonte]

Instituições

Livros

  • LOWE, David. Engenharia Web. 1. ed. São Paulo: LTC, 2009. 426 p. ISBN 9788521616962
  • AMARAL, Juliana. Engenharia de Software Orientada para a Web. 1. ed. São Paulo: Com Arte, 2003. 99 p. ISBN 9788587073860
  • FRIEDLEIN, Ashley. Como gerenciar Sites Web de Sucesso. 1. ed. São Paulo: Campus, 2003. 412 p. ISBN 85-352-1303-1