Engenheiro Paulo de Frontin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Engenheiro Paulo de Frontin
"Rodeio"
Vista para o município

Vista para o município
Bandeira de Engenheiro Paulo de Frontin
Brasão de Engenheiro Paulo de Frontin
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 4 de outubro de 1963 (50 anos)
Gentílico fronteense, frontinense
Prefeito(a) João Carlos do Rego Pereira (PDT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Engenheiro Paulo de Frontin
Localização de Engenheiro Paulo de Frontin no/em  Rio de Janeiro
Engenheiro Paulo de Frontin está localizado em: Brasil
Engenheiro Paulo de Frontin
Localização de Engenheiro Paulo de Frontin no Brasil
22° 33' 00" S 43° 40' 40" O22° 33' 00" S 43° 40' 40" O
Unidade federativa  Rio de Janeiro
Mesorregião Metropolitana do Rio de Janeiro IBGE/2008 [1]
Microrregião Vassouras IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Mendes, Miguel Pereira, Paracambi e Vassouras
Distância até a capital 85 km
Características geográficas
Área 139,008 km² [2]
População 13 239 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 95,24 hab./km²
Altitude 395 m
Clima Tropical de Altitude Cwa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,722 (32º) – alto PNUD/2010 [4]
PIB R$ 114 673,046 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 8 735,66 IBGE/2008[5]
Página oficial

Engenheiro Paulo de Frontin é um município brasileiro do estado do Rio de Janeiro.

História[editar | editar código-fonte]

Igreja em Sacra Família do Tinguá.

A cidade nasceu de um entreposto comercial entre Minas Gerais e o Rio de Janeiro que se transformou na Vila de Rodeio. A povoação floresceu no fim do século XIX com a construção da estrada de ferro que passou a cortar a vila.

Mais tarde, em 1943, passou a chamar-se Soledade de Rodeio, e em seguida (1946) Engenheiro Paulo de Frontin, em homenagem ao responsável pela duplicação da linha férrea,especialmente pelo Tunel 12 ou "Túnel Grande", que possui 2.245 metros de comprimento.

Entre outras obras do supracitado engenheiro, destaca-se a de abastecimento de água que, realizada em apenas 6 dias, salvou a cidade do Rio de Janeiro de uma grande seca, obra esta que contou com a participação do também engenheiro Raimundo Teixeira Belford Roxo[6] .

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se na latitude 22º32'59" sul e longitude 43º40'42" oeste a uma altitude de 395 metros.

Sua área ocupa 139,48 km² e a população estimada em 2008 foi de 13.127 habitantes, sua temperatura média anual é de 22°C, com pluviosidade média de 1.480mm/ano.

O Município dista cerca de 85 km da capital e pertence à região Centro-Sul Fluminense (Microrregião de Vassouras).

É parte integrante da região turística do Vale do Café.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Está dividido em três distritos: Engenheiro Paulo de Frontin (sede), Morro Azul do Tinguá (segundo distrito) e Sacra Família do Tinguá (terceiro distrito).

Economia[editar | editar código-fonte]

O município possui apenas uma indústria de médio porte, especializada em fabricação de artefatos de borracha, e outras indústrias de pequeno porte, com a especialidade de produção de fogos de artifícios, além de pequenas confecções, gráficas, produção de laticínios, doces artesanais, entre outras.

Possui potencial agrícola devido a abundância de água de excelente qualidade, porém, pouco explorado pois há uma grande área de Mata Atlântica intocada, que cobre aproximadamente 56% de todo território municipal.

Turismo[editar | editar código-fonte]

O maior potencial econômico da cidade é o turismo, pois ocupa uma região montanhosa de beleza magnífica. O clima é considerado um dos melhores do mundo com temperaturas amenas e chuvas suficientes ao longo de todo o ano. Há reservas de Mata Atlântica onde é possível visualizar animais silvestres em seu habitat natural, além de cachoeiras e lagos, o que rendeu a cidade, a partir de 1995, através de lei estadual, o cognome de "Cidade Verde". O município dispõe de uma rede hoteleira bem formada.

O pico do Lírio é uma montanha utilizada pelos amantes do radioamadorismo para a realização de contestes. Funcionou durante longo período neste local uma estação repetidora de radioamadores, com links excepcionais alcançando cidades em São Paulo e Espírito Santo. Também é onde se localizam as torres de retransmissão dos canais de televisão e de onde se pode ver, em noites de tempo bom, o Cristo Redentor no Morro do Corcovado, na cidade do Rio de Janeiro.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 29 de Julho de 2013..
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  6. Eloy dos Santos. Saiba quem foi o engenheiro Belford Roxo O Globo.. Página visitada em 3 de abril de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]