Enomau (escravo rebelde)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Enomau (em latim Oenomaus) foi um gladiador gaulês,[1] da escola de gladiadores de Lêntulo Batiato em Cápua. Junto com o trácio Espártaco e o seu colega gaulês Criso, Enomau tornou-se num dos líderes dos escravos rebeldes durante a Terceira Guerra Servil (73 a.C.-71 a.C.), mas faleceu cedo na guerra.

Enomau esteve implicado num dos primeiros sucessos do exército de escravos, a derrota do exército do pretor Caio Cláudio Glabro, que tratara de sitiar o exército de escravos perto do Monte Vesúvio.

Enomau caiu na batalha ainda antes do seu colega, Criso, possivelmente durante o Inverno de 73 a. C - 72 a.C., quando o exército de escravos saqueava cidades do sul da Itália.[2]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Fontes Antigas[editar | editar código-fonte]

  • ORÓSIO, Paulo, Histórias 5.24.1-2
  • APIANO, Guerras Civis 1.116
  • FLORO, Epítome 2.8.20

Fontes Secundárias[editar | editar código-fonte]

  • BRADLEY, Keith. Slavery and Rebellion in the Roman World. Bloomington: Indiana University Press, 1989. ISBN 0253312590

Referências

  1. ORÓSIO, Histórias 5.24.1
  2. ORÓSIO, Histórias 5.24.2; Bradley 96
  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em espanhol, cujo título é «Enomao».

Ver também[editar | editar código-fonte]