Enrico Bertaggia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Enrico Bertaggia
Nome completo Enrico Bertaggia
Nacionalidade    Itália Italiano
Data de nascimento 19 de setembro de 1964 (50 anos)
Registros na Fórmula 1
Anos 1989, 1992
Times 2 (Coloni e Andrea Moda)
Campeonatos 0 (39º em 1992)
Pontos 0
Voltas mais rápidas 0
Primeiro GP GP da Bélgica, 1989 (Não-classificado)
Último GP GP da Austrália, 1989 (Não-classificado)
GPs Poles Pódios Vitórias
8 (0 largadas) 0 0 0

Enrico Bertaggia (Noale, 19 de setembro de 1964) é um automobilista italiano.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Obteve relativo sucesso na Fórmula 3, vencendo a divisão italiana da categoria em 1987, vencendo inclusive os GP's de Mônaco e Macau. Também teve passagem pela Fórmula 3000, onde competiu por duas temporadas.

Na Fórmula 1, Bertaggia estreou em 1989, pela equipe Coloni, sucedendo o franco-argelino Pierre-Henri Raphanel. Nas seis corridas em que tentou a vaga no grid, não conseguiu a classificação em nenhuma delas.

Bertaggia retornaria à categoria em 1992, desta vez pela equipe Andrea Moda, que utilizaria o Coloni C4 de 1991. Após a desistência da etapa do México por falta de tempo hábil, ele (que nem chegou a andar no carro) e seu compatriota Alex Caffi foram despedidos da Moda por decisão do dono da equipe, Andrea Sassetti. Mas Bertaggia chegou a cogitar um retorno à Moda, oferecendo a Sassetti um patrocínio de um milhão de dólares.

Satisfeito com a proposta, Sassetti pensou em despedir o inglês Perry McCarthy para colocar Bertaggia em seu lugar, mas a FISA barrou o retorno do piloto, argumentando que a Moda tinha estourado o limite de substituições.

Ícone de esboço Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.