Enrique Santos Discépolo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Enrique Santos Discépolo
Informação geral
Nome completo Enrique Santos Discépolo Deluchi
Nascimento 27 de Março de 1901
Origem Buenos Aires
País  Argentina
Data de morte 23 de dezembro de 1951 (50 anos)

Enrique Santos Discépolo Deluchi (Buenos Aires, 27 de março de 190123 de dezembro de 1951) foi um poeta, compositor, ator e dramaturgo argentino. Um dos mais prolíficos autor de letras de tango, Discépolo também era conhecido como Discepolín[1] [2] . . Seu irmão, Armando Discépolo, também dramaturgo, é um dos maiores nomes do teatro argentino.

Cambalache[editar | editar código-fonte]

A obra mais conhecida de Discépolo no Brasil é o tango Cambalache, publicado em 1935, e regravado por Caetano Veloso, em 1969, por Angela Ro Ro em 1982, por Raul Seixas, em 1987, numa versão em português de sua autoria, e por Gilberto Gil, em 2004, também tendo sido gravada por um dos maiores expoentes da música argentina, Ástor Piazzolla. A canção, debochada constatação das indignidades perpetradas pela humanidade no Século XX, foi profeticamente composta antes da Segunda Guerra Mundial, ou seja, antes das piores barbaridades do século, razão pela qual deve ter sido tão regravada, sem nunca perder a atualidade.

Existe um boato que diz que Cambalache foi a última obra de Discépolo e que após escrevê-la ele tirou a própria vida com um tiro na cabeça. esse boato não corresponde a verdade, já que Cambalache é de 1935 e o artista viveu e compôs até 1951.

Referências