Síndrome aguda da radiação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Envenenamento radioativo)
Ir para: navegação, pesquisa
Síndrome aguda da radiação
Uma menina japonesa vítima de envenenamento radioativo após os bombardeamentos de Hiroshima e Nagasaki.
Classificação e recursos externos
CID-10 T66
CID-9 990
MedlinePlus 000026
eMedicine emerg/834015
MeSH D011832
Star of life caution.svg Aviso médico

Síndrome aguda da radiação, também conhecida como envenenamento radioativo, envenenamento por radiação ou doença da radiação, é uma coleção de efeitos para a saúde que aparecem no prazo de 24 horas após a exposição a grandes quantidades de radiação ionizante. A radiação provoca a degradação celular devido a danos ao DNA e a outras estruturas moleculares fundamentais das células em vários tecidos; esta destruição, em particular afeta a capacidade de reprodução das células. Os sintomas podem começar dentro de uma ou duas horas e podem durar vários meses.[1] [2] O termo "aguda" refere-se a um problema médico grave que ocorre rapidamente.[3] [4] [5]

O início e o tipo dos sintomas depende da exposição à radiação. Doses relativamente menores resultam em efeitos gastrointestinais, como náuseas e vômitos, além de sintomas relacionados à queda dos hemogramas, como predisposição a infecções e hemorragias. Doses relativamente maiores podem resultar em efeitos neurológicos e morte rápida. O tratamento da síndrome aguda da radiação é geralmente de suporte, com transfusões de sangue e antibióticos, com alguns tratamentos mais agressivos, como a transfusões de medula óssea, que pode ser necessária em casos extremos.[1]

Sintomas semelhantes podem surgir meses ou anos após a exposição crônica, quando a taxa de radiação é demasiadamente baixa para provocar a forma aguda da doença.[6] A exposição à radiação também pode aumentar a probabilidade de desenvolvimento de algumas outras doenças, principalmente diferentes tipos de cânceres.

Referências

  1. a b Donnelly EH, Nemhauser JB, Smith JM. (June 2010). "Acute radiation syndrome: assessment and management". South. Med. J. 103 (6): 541–6. DOI:10.1097/SMJ.0b013e3181ddd571. PMID 20710137.
  2. Xiao M, Whitnall MH. (January 2009). "Pharmacological countermeasures for the acute radiation syndrome". Curr Mol Pharmacol 2 (1): 122–33. DOI:10.2174/1874467210902010122. PMID 20021452.
  3. Acute Radiation Syndrome Centers for Disease Control and Prevention (20 de maio de 2005).
  4. (9 de abril de 2002) "Acute Radiation Syndrome" (PDF). National Center for Environmental Health/Radiation Studies Branch.
  5. Acute Radiation Syndrome: A Fact Sheet for Physicians Centers for Disease Control and Prevention (18 de março de 2005).
  6. Reeves GI, Ainsworth EJ. (May 1995). "Description of the chronic radiation syndrome in humans irradiated in the former Soviet Union". Radiat. Res. 142 (2): 242–3. DOI:10.2307/3579035. PMID 7724741.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre ambiente é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.