Epístola aos Filipenses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Epístola aos Filipenses - é como é conhecida a carta que o apóstolo Paulo redigiu aos habitantes de Filipos, uma cidade importante no Império Romano por causa de sua localização geográfica na região montanhosa entre a Ásia e a Europa.

Cidade da Macedônia fundada por Felipe II, pai de Alexandre, o Grande, no ano 358 a.C. Foi a primeira cidade da Europa que ouviu a pregação de um missionário cristão (Atos 16:6-40).

Autoria[editar | editar código-fonte]

Paulo no primeiro versículo da carta aos Filipenses anuncia-se como autor da mesma e saúda os irmãos com o cumprimento da graça de Cristo.

"Paulo e Timóteo, servos de Cristo Jesus, a todos os santos em Cristo Jesus que estão em Filipo, com os bispos e diáconos:

Graças a vós, e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo"

Filipenses 1 : 1-2.

Data e local de escrita[editar | editar código-fonte]

A epístola foi escrita, provavelmente, entre 53 e 58 D.C. E, segundo a tradição, a carta teria sido escrita numa prisão em Roma, para a igreja em Filipos. Entretanto há pesquisadores que argumentam em favor da carta ter sido escrita numa prisão em Cesareia ou ainda em Éfeso.

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

Esta afetuosa epístola elogia os filipenses por sua fé em Jesus e por seu apoio. Paulo os ajuda a centralizar a vida em Cristo e a estar contentes em todas as situações, ser fortes em oração e imitar com alegria o exemplo de seu Salvador, Jesus Cristo.

Propósito[editar | editar código-fonte]

O propósito do Apóstolo Paulo ao escrever essa carta, era incentivar a igreja à se alegrar, e ele mostra para eles que mesmo preso ele se alegrava, e que devemos nos alegrar independente de qual seja as circunstancias.

Esboços principais[editar | editar código-fonte]

1º Paulo ora pelos Filipenses. (Filipenses 1:1-11)
2º As cadeias de Paulo fazem com que o evangelho avance. (Filipenses 1:12-26)
3° Cristo é modelo de humildade. (Filipenses 1:27 à Filipenses 2:18)
4º Paulo louva a Timóteo e Epafrodito. (Filipenses 2:19-30)
5º Exortação ao conhecimento e à paz de Cristo Jesus. (Filipenses 3:1-4,20)
6° Saudações finais. (Filipenses 4:21-23)

Referências[editar | editar código-fonte]

  • KÜMMEL, Werner Georg. Introdução ao Novo Testamento. São Paulo: Edições Paulina, 1982.
Ícone de esboço Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.