Epiclese

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde fevereiro de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Na teologia cristã epiclese (do grego antigo: ἐπίκλησις - epíklesis, fusão das palavras e kaleô: "chamar sobre") é a oração de invocação que pede a descida do Espírito Santo nos sacramentos[1] . É especialmente importante e fundamental na missa, acontece depois do canto do Santo, em que o sacerdote pede que o Espírito Santo desça sobre a comunidade e as oferendas do pão e do vinho. O Catecismo da Igreja Católica possuí vários cânones e instruções sobre a necessidade e o meio de aplicar a epiclese.[2]

Existem diferentes interpretações sobre o significado da epiclese entre católicos e ortodoxos, enquanto os ortodoxos professam ser essencial na Liturgia Eucarística a epiclese antes das palavras da consagração; católicos crêem que a consagração do pão e do vinho se faz pela repetição das palavras de Cristo: "Isto é o meu corpo... Isto é o meu sangue...", de fato, a epiclese não constava originalmente no Cânon Romano (Oração Eucarística nº 1), embora as Orações Eucarísticas compostas após o Concílio Vaticano II (1962-65) incluam a invocação, não para corrigir uma suposta falha anterior, mas apenas como fidelidade a uma antiga tradição.[3]

Existem dois tipos de epiclese, a "epiclese sacramentária", que é a epiclese propriamente dita, em que se invoca o Espírito Santo sobre os sacramentos, e a "epiclese em sentido lato", que consta nas orações litúrgicas, por exemplo, nas conclusões de orações: "em unidade do Espírito Santo".

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Na Grécia Antiga, o termo grego ἐπίκλησις, que deu origem ao termo em português, tinha um sentido semelhante a este quando usado em sentido estrito: invocação de uma ou mais divindades ou demónios. Em sentido mais lato, a epiclese era um epíteto pelo qual uma divindade era evocada no culto.[4]

Referências

  1. Epíclese [ligação inativa]. Site "Jesus Cristo". Página visitada em 2010-12-10.
  2. Catecismo da Igreja Católica EPICLESE. Site do Catecismo da Igreja Católica. Página visitada em 2010-12-10.
  3. DOCUMENTOS > SEITAS E RELIGIÕES [ligação inativa]. Site da Editora Cléofas. Página visitada em 2010-12-10.
  4. Cancik, Hubert; Schneider, Helmuth; Landfester, Manfred; trad.: Salazar, Christine F.; G. Gentry, Francis "Epiclesis". Brill’s New Pauly. Ed. Brill Online References Works. Consultado em 3 de fevereiro de 2014.