Equilíbrio mecânico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Física.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde março de 2009.

Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O equilíbrio mecânico acontece quando a força resultante que atua no sistema é nula ou, em outras palavras, quando o somatório das forças aplicadas ao sistema é igual a zero. Pode-se dizer também que as forças se equivalem e como não há superposição de uma sobre a outra a resultante é zero.

Equilíbrio estático[editar | editar código-fonte]

Equilíbrio estático é o caso especial de equilíbrio mecânico observado em um objeto em repouso.

Uma criança escorregando em um trenó sobre a neve em velocidade constante está em equilíbrio mecânico, mas não em equilíbrio estático. Um peso de papel descansando sobre uma mesa está em equilíbrio estático.

O número mínimo de estados de equilíbrio estático de um objeto homogêneo e convexo sobre uma superfície plana é de especial interesse. No caso bidimensional, o número mínimo é 4, enquanto em três dimensões já foi possível construir um objeto com apenas um ponto estável e um ponto instável de equilíbrio. O objeto com tais características foi denominado Gömböc.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.