Era uma Vez... (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Era Uma Vez... (filme))
Ir para: navegação, pesquisa
Era uma Vez...
Once Upon a Time in Rio (USA)
 Brasil
2008 • cor • 117 min 
Direção Breno Silveira
Produção Conspiração Filmes
Roteiro Patrícia Andrade
Domingos de Oliveira
Elenco Thiago Martins
Vitória Frate
Rocco Pitanga
Paulo César Grande
Cyria Coentro
Gênero drama/romance
Idioma português
Estúdio Globo Filmes
Distribuição Sony Pictures
Lançamento 25 de julho de 2008
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Era uma Vez... é um filme brasileiro de drama e romance, realizado em 2008 e dirigido por Breno Silveira. Tendo o Rio de Janeiro contemporâneo como cenário.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Dé (Thiago Martins) é um menino nascido e criado na favela do Cantagalo, no Rio de Janeiro. Ainda criança, vê seu irmão ser assassinado por um traficante por conta de uma briga num jogo de futebol. Seu outro irmão, Carlão (Rocco Pitanga), é expulso da favela e acaba preso por sua culpa. Disposto a levar uma vida honesta, Dé trabalha num quiosque na praia de Ipanema e lá se encanta por Nina (Vitória Frate), uma menina rica que mora num prédio em frente ao quiosque. Os dois se apaixonam profundamente e iniciam um relacionamento.

Carlão acaba saindo da cadeia graças a um negócio feito com os policiais e pretende dominar a favela e matar o assassino de seu irmão, se tornando o chefe do morro. A briga de poderes no subúrbio se torna violenta, e o pai de Nina (Evandro) decide proibi-la de subir o morro para ver o namorado, e diz que irá comprar passagens para embarcar para a Europa. Nina finge aceitar viajar com o pai, mas, na verdade, os namorados planejam fugir para o Nordeste para terem uma vida a dois. Carlão promove uma festa de despedida para os dois na favela, porém, na mesma noite, policiais e bandidos cobram o dinheiro que Carlão devia a eles. Sem saída, Carlão aproveita quando Nina está indo embora para sequestrá-la e pedir um alto regaste a seu pai, a fim de pagar sua dívida. Assim que Evandro (Paulo César Grande) fica sabendo do sequestro, manda anunciar a foto do namorado da filha nos jornais, acreditando que Dé está envolvido no crime.

Dé, sem saber de nada, vai pedir ajuda a seu irmão para encontrar Nina, mas logo descobre que foi ele quem fez sua namorada de refém. Os dois brigam e Dé acaba dando um tiro no peito de Carlão. O chefe do morro se arrepende e diz ao casal para fugir dali. Com medo de a polícia não acreditar na inocência de Dé, os dois correm ao quiosque para pegar o dinheiro e fugir juntos para o Nordeste, porém acabam dando de cara com os policiais e com a imprensa. Dentro do quiosque, os namorados decidem fingir que Dé está libertando Nina, para poderem sair de lá sem ser atingidos pela polícia. Apesar de o rapaz se entregar pacificamente, os policiais atiram nele. Fora de si, Nina pega a arma que Dé usou para atirar em Carlão e dispara vários tiros a sua volta, e também acaba sendo morta pelos policiais.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Abaixo uma lista do elenco principal do longa.[2]

Críticas[editar | editar código-fonte]

Segundo a agência de notícias Reuters, o filme "transita entre clichês narrativos e visuais -- como excesso de música e câmera lenta. O que emerge genuinamente é o talento de Thiago Martins, que consegue imprimir veracidade e emoção ao seu personagem."[3] Já Ronaldo Pelli do G1 também disse que o filme é clichê e ocorre até mesmo um preconceito em um depoimento protagonista principal do longa nos créditos, pois só ele é quem fala. Ele ainda concluiu que ele é previsível e que da metade para frente nele quase nada acontece. Apesar disso, ele elogiou a fotografia, a escolha de filmar no próprio Cantaglo e as "boas ou corretas atuações" de Rocco Pitanga, Thiago Martins e Vitória Frate.[4]

Referências

  1. Era Uma Vez... - Filme 2008. AdoroCinema. Página visitada em 18 de outubro de 2012.
  2. Ficha Técnica. Era uma Vez. Página visitada em 18 de outubro de 2012.
  3. "Era uma vez..." conta história de amor no Rio dividido. Reuters. Gazeta do Povo (28 de agosto de 2008). Página visitada em 28 de abril de 2013.
  4. Pelli, Ronaldo (25 de julho de 2008). Crítica: 'Era uma vez...' é uma fábula de amor previsível. G1. Globo.com. Página visitada em 28 de abril de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.