Erich Kleiber

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Erich Kleiber
Informação geral
Nascimento 5 de Agosto de 1890
Origem Viena
País Áustria Flag of Austria.svg/Argentina Flag of Argentina.svg
Data de morte 27 de janeiro de 1956 (65 anos)
Gênero(s) Música clássica

Erich Kleiber (Viena, 5 de agosto de 1890Zurique, 27 de janeiro de 1956) foi um maestro austríaco.

Estudou em Praga. em 1923, após conduzir a performance da ópera Fidelio de Beethoven na Ópera Estatal de Berlim ele se tornou o diretor musical da instituição. Ganhou notoriedade pelas suas interpretações de obras sinfônicas e repertório operístico. Em 1925 conduziu a estréia mundial de Wozzeck de Alban Berg. Quando a segunda ópera de Berg, Lulu foi proibida pelo Partido Nazista, Kleiber renunciou o seu posto na Ópera de Berlim em sinal de protesto aos nazistas. Kleiber também repudiou seu contrato com o teatro La Scala de Milão em abril de 1939, rapidamente após o regime de Mussolini anunciar o anti-semismo.

Mudou-se para Buenos Aires, onde ele trabalhou no Teatro Colón, se tornando o diretor musical do teatro e naturalizando-se argentino em 1938. Especialista no repertório operístico alemão, particularmente com as obras de Richard Wagner. Graças ao prestígio do seu nome, ele conseguiu atrair grandes nomes ao Teatro Colón, como Emanuel List, Kirsten Glagstad, Viorica Ursuleac e Set Svanholm. Algumas de suas performances desta época estão gravadas em CDs. Seu filho, Carlos Kleiber, também foi um renomado maestro.[1] [2] Gravou : Beethoven : sinfonias 2 ,3 ,4 ,5 ,6 , 7 , 9 , Missa Solemnis , abertura Lenore 2 ... Mozart 40 , Le Nozze de Figaro ... Strauss : Der Rosenkavalier ... Wagner : Tristâo e Isolda ... Weber : sinfonia 1 , Der Freichutz ...Dvorak 9 - do Novo Mundo... Foram feitas gravações com a NBC orchestra de N.Y ... Teatro Colon de Buenos Aires ... Opera de stutgart ... Filarmonica de Viena ... Filarmonica Tcheca ... e outras grandes Orquestras , enfim um Excepcional Regente que teve como seu maior legado , ter sido o Pai do provavelmente maior Regente que jamais vi e ouvi o GENIAL CARLOS KLEIBER .

Referências

  1. John Russel, Erich Kleiber:A Memoir, 1957
  2. Tomislav Vichev, Kleibers Era, 2003

Ligações externas[editar | editar código-fonte]